facebooklikebutton.co

Costa Rica um paraíso

Costa Rica um dos países mais gay friendly das Américas! Leia Mais >>>

Gaycast #!

DQOGG também em áudio! Leia Mais >>>

 

TRANSformando: Invisibilidade

Invisibilidade: Trans, Travestis?

Um dos maiores problemas, hoje, para muitos transexuais, e travestis, é a invisibilidade. Apesar da maioria da população saber da existência de travestis e transexuais mulheres, os problemas são varridos para debaixo do tapete, as notícias são publicadas de forma tímida e são mais retratadas como caricaturas de seres humanos, do que como seres humanos. O problema fica ainda mais sério no caso dos transhomens, que tem dificuldade em se identificar por não conhecerem outros transhomens, sua história, sua existência.

De forma geral travestis e transexuais não possuem muito espaço para discutir seus problemas e reivindicar seus direitos.  Não possuem muito espaço no mercado de trabalho. Eles existem, sabemos que eles existem, mas preferimos não comentar. Muitos se limitam a falar “Acho isso um exagero”, “Pra que ser travesti?”, “Corta fora de uma vez!”. Essas frases são baseada na visão limitada, e estereotipada, de que são pessoas doentes, pervertidas e violentas. A falta de espaço faz com que muitos não conheçam a realidade, a falta de opção de empregos, a carência de um tratamento de saúde adequado, a falta de segurança nas ruas, a quantidade de direitos dos quais são privados.

A coisa muda um pouco de figura, sem melhorar, com relação aos transhomens. A invisibilidade é ainda maior, dificultando a própria identificação. Nos identificamos com aquilo que conhecemos, com o que temos referências. Muitos homens trans passam anos sem saber que são homens trans, pois não sabem da existência de homens trans. Nada é falado. Essa invisibilidade tão grande dificulta ainda mais a busca por direitos.

Apesar de ainda estar em uma escala mais tímida, a voz dos trans começa a ser mais ouvida. Espaços são, aos poucos, abertos. João W. Nery, primeiro transhomem do Brasil, já deu entrevistas para diversos veículos, incluindo os programas do Jô Soares e Marília Gabriela, além de ter escrito sua autobiografia, “Viagem Solitária”.

A invisibilidade só esconde realidades, abafa vozes. A abertura de espaços para as discussões a respeito da realidade trans é uma grande conquista. Porque mudaríamos algo que não vemos, que não conhecemos? Se não vemos, não conhecemos, para nós aquilo não existe. Como se questiona, muda, algo que não sabemos existir?

Invisibilidade é varrer para debaixo do tapete, cobrir a realidade dessas pessoas com uma imagem distorcida, deixá-los a margem da sociedade, ignorar sua existência, pois assim não podem clamar seus direitos.

Mas já passou da horas dessas pessoas terem seus direitos garantidos. Já passou da hora de serem reconhecidos como o seres humanos que são.

One Response to TRANSformando: Invisibilidade

  1. […] dos maiores problemas dos trans é a invisibilidade. A falta de conhecimento a respeito de sua realidade dificulta a articulação. Muitos não […]

Deixe uma resposta