facebooklikebutton.co

Tag Archives: sexo gay

Sou passivo da piroca pequena, farei sucesso?

Será que ativos gostam de passivo com piroca pequena?

piroca pequena

“Oi, pessoas do DQOGG ^^

Digamos que me “descobri” faz pouco tempo, e assim não sou esteticamente bonito sou tímido e inseguro, tudo essas bagaças aí heehehehehe. Mas estou procurando melhorar isso (e eu vou conseguir!) e o Blog tem me ajudado muito.

Enfim, tenho uma dúvida:

Eu sou preferencialmente passivo (fiz uma vez só, doeu horrores, mas… foi bom hehehe), e gostaria de saber se os preferencialmente ativos têm algum problema quanto ao tamanho do pênis do parceiro?

(porque, além de tudo, o meu é pequeno ¬¬!)

Bjs e abraços se cuidem e continuem com o trabalho que é Maravilhosooo! Ass.: passivo misterioso.”

OLAR, MOLIER! Não sei nem por onde começar. Vou responder por tópicos:

  1. Fiquei curioso para saber como você procura melhorar esses “defeitos” que te acometem e tornam sua vida severina.
  2. Quando for dar novamente, use mais gel (lubrificante, não de cabelo) e relaxe. Fique com um cara que tenha paciência, que não queria meter tudo de uma vez como se fosse um taco entrando na caçapa da mesa de sinuca. Esse tipo de atividade possibilita tentativas.
  3. Não me diga que está fazendo exercícios penianos para aumentar sua piroca! O.O
  4. Acho que o maior ~~DRAMA~~ seria se você fosse ativo do pau pequeno. Dizem que o mercado de ativos está escasso. Acho que, no fundo (desculpe o trocadilho!), as passivas desse Brasil estão tão gastas que preferem necas odaras para sentir algo, e desprezam as pirocas mais modestas… Mas isso não é uma afirmação baseada em dados científicos. Apenas acho.
  5. O fato de você ser passivo e ter um pênis pequeno não chega a ser um caso de vida ou morte. Apesar de que conheço alguns ativos que são doidos por passivos com neca grande.
  6. Opinião minha: ser passiva com pau grande é certo desperdício. Então, respire aliviado.

Beijas, e obrigado pelos elogios que nos escreveu no e-mail. Eu não os coloquei aqui, pois podia parecer que eu mesmo os escrevi. Se bem que recalcadas gonna recalcar no matter what.

L^^e!))).

Sentirei dor depois de muito tempo sem transar?

Depois de muito tempo sem transar, sentirei dor como na primeira vez?

sentirei dor depois de muito tempo sem transar?

“Olá, eu conheci um cara super legal a gente já conversa há bastante tempo. A gente fala muito sobre sexo, ele não é mais virgem e nem eu, porém o meu caso é que eu perdi a minha virgindade já faz um bom tempo. A minha dúvida é:

quando eu transar com ele eu sentirei a mesma dor que se sente quando perde a virgindade?”

Obrigado, Lucas

Olar, Lucas, ta bem? Ta linda? Ta feminina? Sim? Não? Talvez? Bom, pouco importa!

Vamos ao que interessa: você só perde a virgindade uma vez. Mesmo que fique sem transar por muito tempo, não voltará a ser virgem, menino. Então, a dor de perder a virgindade só sentirá uma vez na sua vida severina.

O que não quer dizer que você não sentirá dor nenhuma ao transar novamente. Por que, dependendo do tamanho da piroca alheia, e de como ela for inserida no seu ânus seminovo, pode doer, e muito.

Então, hei coisinha, vá devagar, viu! Nada de se pendurar no lustre e pular em cima da piroca do moço. Curtam o momento, caprichem nas preliminares, usem gel lubrificante e, claro, CAMISINHA.

O HIV e as outras DSTs são reais, não é porque você não ouve falar ou não conhece ninguém que tenha pegado que eles deixam de existir. Se cuide!

Mais informações sobre preliminares AQUI e AQUI.

Beijas, e arrase!

L^^e!))).

Leia também:

Ativo X Ativo = 0 x 0?

Ativo + Ativo= Briga de espadas? Nem sempre!

ativo x ativo

Namoro a 3 meses com um rapaz  super bacana, discreto (o que eu aprecio muito) nossa relação é extremamente harmoniosa nos damos super bem, temos algumas diferenças mas no geral nos entendemos.

O problema é que ainda não fizemos sexo. Isso me deixa um pouco preocupado pela questão de nós dois sermos ativos. Estou me sentindo mal diante desta situação, um pouco incomodado com a ideia de ser passivo no sexo porém eu sei  que seria egoísmo da minha parte não ser passivo com meu parceiro, pois ele gostaria muito que eu fosse.

Falou isso algumas vezes, e eu repeti o que ele me disse, que eu também quero ser ativo com ele, e chegamos ao um acordo que seremos versáteis, mas estou inseguro, me sentiria muito frustrado se não conseguisse ser ativo com ele. Em contrapartida me sentiria mal se não conseguisse ser passivo para satisfaze-lo, pois o meu prazer é sentir que ele esta tendo prazer também, logo vamos ter a nossa primeira vez juntos.

Qual seria a melhor forma de agir levando em conta que o nosso relacionamento esta cada dia melhor em todos os outros aspectos? Como perder esse certo ‘preconceito‘ em ser passivo para que possamos ter uma relação onde todos saímos ganhando e satisfeitos na questão do sexo?

Gustavo, 20 anos, Goiânia

peagá penalvez

Olá Gustavo, boa noite!

Já passei por essa situação com um namorado também ativo. Na época fiquei bem preocupado e no fim nosso relacionamento ruiu por conta do fatos de sermos ambos ativos. Quer término de namorado pior que esse? Pois é, foi isso o que aconteceu comigo.

Depois de um tempo, percebi o quanto fui bobo em colocar minha preferência sexual no sexo antes da pessoa incrível que tinha ao meu lado. Ok, já foi! Passou e somos amigos e tudo mais, porém perdi a oportunidade de talvez namorar com ele até hoje.

Pense a respeito dessa minha experiência. Você gosta do cara, mas ele também é ativo. Houve um acordo para serem versáteis…

Por que tanta preocupação? Ele sabe que você curte ser ativo, mais do que passivo, então terá que ter um pouco de paciência e cuidado redobrado na hora do sexo. Simples assim! Lembrando que isso será também uma via de mão dupla, assim como ele deve ter cuidado e paciência com você.

Se ambos respeitarem o limite do outro, esse namoro pode até virar algo mais sério ainda. Essa é a forma de agir corretamente, conversando e respeitando o outro.

Quanto a quebra de preconceito com ser passivo isso engloba muita coisa! É um trabalho diário, já que desde pequenos somos programados nessa sociedade machista a não sentir prazer com o ânus, o que é uma grande besteira já que a próstata dá um um prazer anal maior que na mulher, muitas vezes dando o chamando Orgasmo Anal!

Ser ativo, ser passivo… O que importa no final é gozar, dar e sentir prazer, curtir o momento e claro, expressar esse sentimento lindo que sentem um pelo outro.

Não deixe o caso dos dois serem ativos deixar o jogo no 0 x 0!

homem casado

Leia também:

Quero ser ativo mas não consigo!

Ativo ou Passivo? O que importa é se divertir

Ativo ou Passivo

Olá queridos, meu nome é Gustavo, sou novinho tenho 16 anos e moro no interior e SP, já sigo o blog a um tempão, sempre estão tirando algumas duvidas e tudo mais.

Quero uma ajudinha ou matar uma curiosidade não sei. Estou numa fase péssima que eu não estou gostando mais de ser passivo com meu namorado, mas também quando fui ser ativo não consegui. Será que estou cm algum problema de impotência ou estou me tornando um assexuado?

Me ajudem, me aconselhem, beijos!

peagá penalvez

Gustavo, boa noite!

Normal querer variar um pouco a relação e, sinceramente, não acredito que em um namoro ou casamento exista essa de ser apenas passivo ou ativo, mas sim que há tesão. É o tesão que manda na relação sexual e por isso ele pode fazer com que mudemos as vezes nossas preferências na cama.

Quanto a não conseguir ser ativo com seu namorado isso não tem relação nenhuma com impotência sexual ou ser assexuado, mas sim com nervosismo e ansiedade na hora. Com certeza você se sentiu pressionado a ter uma performance incrível e isso te deixou bem nervoso.

Não se sinta excluído! Sabia que 25% da população mundial sofre com ansiedade? Não digo apenas no caso de ser ativo ou passivo mas no dia a dia? Meditação ajuda bastante a combater esse mal!

Uma boa forma de manter o clima é brincar bastante com a colocação da camisinha. Ao invés de você colocá-la, que tal ele colocar em você? Isso estimula e mantém o clima lá em cima!

E se isso acontecer de novo, não se preocupe porque é normal! Você está ansioso com a possibilidade de ativo com seu namorado e talvez essa ansiedade toda atrapalhe um pouco as coisas, mas com o tempo e muita compreensão por parte dele você dá conta do recado.

homem casado

Leia também:

Gouinage: Sexo sem Penetração

Gouinage: Você curte?

gouinage

O gouinage nada mais é do que fazer sexo sem penetração. O termo se originou na França, e gouine significa nada mais que bolacha, fazendo alusão ao sexo lésbico, dando espaço a muito sexo oral, pegação, masturbação, carícias… Sexo repleto de preliminares e são elas o prato principal.

Diz-se que o gouinage é uma nova tendência para o sexo gay, não apenas uma solução para a briga de espadas ou a quebração de louça entre dois passivos, ambos os caras são gouines [como são chamados os praticantes de gouinage] e não desempenham nenhuma preferência na hora H. Sabe aquele GRANDE dúvida se o cara é ativo ou passivo? Então, ela não existe no gouinage.

Não pense que o gouinage é algo exclusivamente gay ou lésbico, muitos casais héteros entraram na onda de sentir prazer sem penetração.

gouinage

No sexo gouinage vale tudo! Chupar, lamber, morder, acariciar, tocar, olhar… até penetrar o parceiro com alguma acessório ou dedos mas sempre lembrando que esse tipo de ‘penetração‘ faz parte de algo maior, de uma série de coisas que vão além.

Há resistência entre muitas pessoas não praticantes do gouinage, onde muitas afirmam que essa alternativa sexual não passa de uma negação ao sexo gay em si e afirmam que para ser considerado sexo é indispensável que haja penetração, com ativos, passivos, lubrificante e tudo mais que conhecemos bem.

Acredito que há sim pessoas que sentem desconforto em penetrar e ser penetrado, sendo o gouinage uma alternativa para pessoas que sintam-se assim. Quem sou eu, você ou esse bando de resistentes ao gouinage para dizer o que é certo ou errado com relação ao corpo do outro, ao tesão do outro? Longe de mim pensar assim! Sente prazer, tesão? Seja feliz do jeito que achar melhor para você! Simples!

gouinage

Claro que eu, em meus 34 anos de vida, já pratiquei o gouinage algumas vezes e quer saber? É bacana esse jogo de carícias e tudo mais, mas sinceramente ainda sinto necessidade de penetração. Não preciso enganar ninguém para fazer uma matéria interessante, né? Mas com ou sem gouinage o importante é sempre ser feliz, com ou sem penetração.

Leia também:

Versatilidade: Ser feliz fazendo só uma coisa?

Versatilidade: Fazer uma coisa só é possível?

versatilidade

Gostaria de saber se é possível um versátil, sem preferência na cama, se sentir completo em uma relacionamento gay atuando apenas como ativo ou passivo?

Menino do Rio, 24 anos – Rio de Janeiro/RJ

versatilidade

Menino do Rio, calor que provoca arrepio…

Não acredito em um relacionamento gay onde as pessoas fiquem presas a ser ativo ou passivo. A versatilidade existe nos relacionamentos, até porque ela faz bem para ambos, saindo um pouco da rotina, ainda mais quando um dos boys é versátil.

Há pouco tempo respondi uma pergunta onde o cara era passivo por falta de opção, e ele sentia-se muito frustrado com o relacionamento e o namorado dele, já que girava um pouco de egoísmo.

Isso é um pouco complicado, porque realmente existem pessoas que gostam tanto de dar quanto de comer e se sentem felizes desempenhando ambos os papéis, mas sinceramente acredito que nesse tipo de versatilidade, uma hora sentirá vontade de desempenhar outro papel na cama.

Sou preferencialmente ativo, mas não dou muita bola para isso em um relacionamento. Apesar de evitar um pouco ser passivo, confesso, mas se meu namorado quer fazer algo diferente, por que não fazer? Por que não posso me permitir desempenhar outro papel na cama?

As vezes ficamos presos um pouco nos rótulos que nos levaram a acreditar e acabamos por não nos divertirmos e deixar que no final, o tesão tome conta do sexo e nos deixe livre para desempenhar o papel que sentirmos vontade naquela hora, sem peso na consciência, sem pensar no que irão dizer… deixando apenas o tesão tomar conta.

Ativo. Passivo. Quem se importa se no final o importante é sentir prazer e gozar?

Versatilidade é o futuro! E penso nisso cada vez mais, apesar de não sentir tanto prazer quando sou passivo, mas né? Vivendo e aprendendo.

versatilidade

Leia também:

Dia do Sexo – 6/9

Dia do Sexo

dia do sexo

Não que seja preciso um dia para comemorar o Dia do Sexo, mas sinceramente é bom ter um dia no ano onde possamos não apenas transar mas pensar um pouco em como levamos nossa vida sexual. A data foi escolhida por conta de umas das mais famosas posições sexuais, o  69 que remete ao dia de hoje 6/9.

Não estou aqui para julgar ninguém, até porque não sou santo e meu passado me condena mas não é gostoso repensar em nossas atitudes nos último tempos com relação  ao sexo? Você já parou para pensar sobre o assunto, ou apenas deixa o instinto te levar?

dia do sexo

Alguns pontos que todos devemos [re]pensar:

– Uso da camisinha em TODAS as relações sexuais, inclusive sexo oral.
O HIV e outras DSTs estão aí, contagiando e matando milhares de pessoas pelo mundo e cada vez mais o uso da camisinha é essencial em todas as transas! Você trocaria poucos minutos de prazer pela incerteza dessas doenças?

Ativo ou Passivo?
Não seria mais justo se deixássemos nossos próprios preconceitos e nos libertássemos desse rótulo? Falo isso porque acredito que  durante muitos anos deixei de fazer sexo como passivo por conta do meu preconceito internalizado. Sou ativo, porque curto sentir prazer dessa forma, mas não elimino possibilidades na minha vida. Vai que aparece um boy magia na minha vida que me faz mudar de opinião? Nunca se sabe!

– Tipos Físicos são importantes mesmo?
Há pessoas que só transam com bombados, Twink, outros apenas com gordinhos/bear, barbudos, etc… Cada um tem um gosto único e peculiar, mas será que os tipos físicos são realmente importantes na hora da transar? Na hora H não é melhor um cara bacana que te faça gozar gostoso do que um cara que faz o seu tipo físico mas não te faz sentir tesão nenhum? Dia do Sexo é bom para pensar algumas coisas, né?

– Tamanho é documento?
O que vale mais? Um grandão bobão ou um pequeno esperto? A maioria das bees ficam loucas e molhadas quando veem um pau grande, mas algumas vezes o cara não sabe trabalhar com o material que tem e a transa se torna uma grande decepção. Acorda Alice!

– Sexo Casual. UI!
Sexo Casual é uma delícia. Ter a liberdade de transar com quem quiser a qualquer hora é muito bom, conquistamos essa liberdade, mas as vezes acho que a maioria confunde essa liberdade com libertinagem e perde um pouco a mão. Falo por experiência própria: Transar com quem se ama, ou tem um vínculo emocional é a melhor experiência sexual que pode-se ter na vida! Não é hipocrisia porque é Dia do Sexo, mas é uma experiência minha.

Esses são apenas alguns pontos que penso e repenso na minha vida. Topa pensar um pouco neles no Dia do Sexo?

Dia do Sexo - Transe com Responsabilidade - Gays Gostam

Leia também:

Fisting / Fist Fuck: Você faria?

Fisting e o sexo hardcore

fisting

Fisting, Fist Fuck ou Fist Fucking é a prática de inserir a mão ou o antebraço no ânus, também conhecido como brachio procticus. O Fisting também pode ser feito na vagina e é chamado de brachio vaginal, mas acredito que vocês não se interessariam muito por essa parte da prática do fist.

Esse tipo de prática é considerada como sexo hardcore e quem faz fisting diz que parte do prazer em introduzir a mão ou antebraço no ânus está em aprender a apreciar as sensações que são proporcionadas pela distensão do ânus. e que isso realmente dá muito prazer não apenas para quem é penetrado mas para quem penetra a mão também.

Não adianta apenas ter vontade de fazer fisting, é preciso saber um pouco sobre suas técnicas:

Comunicação é importante: Caso alguém queira parar a penetração precisa ser informado de tal. Por isso é importante antes de mais nada conversar com o parceiro a respeito. Em algumas práticas de sadomasoquismo os parceiros escolhem uma palavra de segurança, que quando dita por qualquer um do casal a relação sexual deve ser finalizada. É importante escolher uma palavra que não se fale normalmente durante o sexo.

Lubrificante é essencial: No fisting anal é importante usar um lubrificante mais oleoso ou a base de silicone, para que seja mais duradouro seu efeito. Imagina você lá com um braço enfiado no seu edy e o lubrificante perde um pouco da sua ação? Como você conseguiria tirar?

fisting

Proteção: No caso do fisting é indicado o uso de luvas de látex para a penetração. Não é aconselhável introduzir a mão no ânus sem algum tipo de proteção! Mantenha as unhas cortadas para não rasgar a luva é um cuidado importante. O látex também impede a transmissão de doenças e o contato com as bactérias do intestino grosso.

Vá com calma: Não adianta ir da penetração habitual para o pulso. É importante que se faça o fist fucking gradativamente. Nada de logo na primeira tentativa enfiar o braço inteiro, hein?

Como nem tudo são flores, há riscos na prática do fisting: Embora dê muito prazer, causa também muita dor! O fisting pode danificar os tecidos da pele e as fibras musculares que formam o esfincter o que causa muita dor e sangramentos. A perda contínua de fibras musculares no esfíncter pode causa em incontinência. Caso haja sangramento o fist deve ser interrompido imediatamente. Se o sangramento persistir deve-se procurar um médico.

Cuidado: Saiba os limites do seu corpo para praticar o fisting e vá fundo!

Leia também:

Pau Mole – Maria Rezende

Pau Mole: eu adoro

pau mole

 Oi, tudo bem, como vai?

Alguém ai gosta de pau mole? Não sou lá de poesias, porém me deparei com um trabalho incrível da poetisa e dizedora Maria Rezende, conhecida como Maria da Poesia.

O poema em questão se chama Pau mole e é um dos trabalhos mais conhecidos de Maria Rezende. É divertida a maneira em que ela trabalha as palavras e aborda um assunto nada comum na roda de amigos, a adoração pelo pau flácido.

Algumas pessoas conhecem essa prática como soft dick e existe vários admiradores pelo mundo. Eu particularmente gosto de apreciar um pau mole, sei lá, acho bonito de se ver. Claro que há exceções, alguns não são bonitos nem duro! risos!

Parece loucura isso né, mas como se diz por ai, fetiche é como koo: cada um tem o seu!

Enfim, sem mais demora, prefiro compartilhar o poema com vocês.

Adoro pau mole

Adoro pau mole.
Assim mesmo.
Não bebo mate
não gosto de água de coco
não ando de bicicleta
não vi ET
e a-d-o-r-o pau mole.

Adoro pau mole
pelo que ele expõe de vulnerável e pelo que encerra de possibilidade.

Adoro pau mole
porque tocar um pressupõe a existência de uma intimidade e uma liberdade
que eu prezo e quero, sempre.

Porque ele é ícone do pós-sexo
(que é intrínseca e automaticamente
– ainda que talvez um pouco antecipadamente)
sempre um pré-sexo também.

Um pau mole é uma promessa de felicidade sussurrada baixinho ao pé do ouvido.

É dentro dele,
em toda a sua moleza sacudinte de massa de modelar,
que mora o pau duro e firme com que meu homem me come.

E você, gosta de pau mole?

Assista ao vídeo:

Viu um vídeo gay e deseja compartilhar com a gente? Envie sua dica para o nosso email com o assunto #vídeo.

Leia também:

Sexo virtual faz mal para a libido masculina

Sexo Virtual e a libido masculina

sexo virtual

Sexo Virtual é gostoso? Não sou muito fã mas também não sou hipócrita em dizer que nunca fiz. Já fiz sim, mas ainda prefiro a sensação do toque, o cheiro, o suor do sexo gay real e agora prefiro ainda mais ao ler uma pesquisa que o Daily Mail publicou falando que o Sexo Virtual faz mal para a libido masculina. Corram para as montanhas!

De acordo com a pesquisa, o sexo virtual e pornografia na internet destrói a habilidade masculina de se relacionar com as mulheres da vida real. Poxa, mas somos gays e não nos relacionamos com mulheres então tá tudo certo? Claro que não! Pense comigo: Se ele acaba com a habilidade de relacionar com mulheres o mesmo deve acontecer conosco no sexo gay.

O psicólogo Alexandre Bez da Universidade de Miami diz que é preciso dosar um pouco as visitas a sites com conteúdo erótico, principalmente aqueles mais interativos já que isso faz com que se troque o contato físico por apenas o contato que o sexo virtual proporciona.

Esse problema com o sexo virtual acontece mais com os jovens adultos, tendo ocorrência muito menor entre homens com mais de 50 anos. Será que é por que os jovens adultos têm mais contato com o mundo virtual, consequentemente o sexo virtual? A internet é relativamente nova, e homens com mais de 50 anos com certeza não tiveram tanto acesso ao sexo virtual quanto as novas gerações.

Talvez um dos maiores problemas com o excesso de sexo virtual seja a incapacidade de excitação que algumas pessoas desenvolvem perante o sexo de verdade. Estão tão acostumadas com cenas e mais cenas de pornografia que esquecem que tudo aquilo é fantasioso. É importante aprender a diferenciar o entretenimento produzido e a vida real.

O comportamento e prática do sexo virtual em excesso cria hoje uma nova categoria de impotência sexual, onde essa não é mais relacionada a problemas físicos, genitais ou circulação mas sim na mente do indivíduo que possuí essa nova síndrome.

A pesquisa comprova que a principal causa da perda da libido hoje está relacionada com as altas taxas de dopamina, geradas pelo excesso de conteúdo erótico que as pessoas assimilam no dia a dia. A função principal da dopamina é de ativar a reação ao prazer sexual mas nos casos mais complicados se torna uma atitude psico patológica.

Essa nova disfunção é chamada de Disfunção Sexual Induzida pela Pornografia Virtual e pode ser controlada através de ajuda de um psicólogo.

Menos putaria na internet e mais putaria real! E tenho dito!

Agora se você quer, confira algumas posições sexuais para sexo virtual:

sexo virtual

Leia também: