facebooklikebutton.co

Tag Archives: bullying

RapiDJeeenhaxXx do L^^e!

Os acontecimentos da semana comentados aqui no Do Que os Gays Gostam

oioioi

Olá, lindezas masculinas, femininas e andrógenas! Tamo de “vorta”! Confesso que continuo com uma baita preguiça de escrever, então, vamas ser rápidash.

Desce a barrinha da felicidadjean aewwww:

oioi

SOBE :)

 ioioi

1))) Kate Middleton escolhe a sua foto favorita de príncipe George

kate-middleton-e-principe-george

*Apenas:

 oioioi

2))) ‘Todo mundo passa por desafios’, diz Chris Martin sobre o fim de casamento com a barata branca

Gwyneth-paltrow-Chris-Martin

 *Apenas:

Olaarrr, Chris Martin, divorciado!!!

oioioi

3))) Mila Kunis mostra a barriguinha de prenha em Festival com o noivo Ashton Kutcher

mila-kunis-ashton-kutcher-stagecoach-festival-04

*Apenas:

Olaaar, Ashton, cowboy diliça!

oioi

DESCE :(

oioioi

1))) Lea Michele e Naya Rivera: “falam pelas costas uma da outra” no set

Lea-Michele-Naya-Rivera-467

*Apenas:

Diz que Naya ta com inveja que a Lea é a atriz principal.

Filha, se não fosse por ela esse seriado já teria terminado.

Tu devia era dar uma cesta de café da manhã pra Lea em agradecimento…

 oioioi

2))) Chris Brown ficará na cadeia até junho

x brown

 *Apenas:

Ele pensou que tava livre do bafão com a Rihanna…

oioioi

3))) Justin Bieber é detido em aeroporto de Los Angeles

Justin biba

 *Apenas:

Olaarr, Justin, finalmente nós 4 nos encontramos!

 

))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

)))))))))) Para terminar, um absurdo e um motivo para seguir em frente:

))) Absurdo:

gorda capota

))) Siga com sua vida:

Beijas,

L^^e!)))

Fontes:  Caras, F5, Just Jared, TMZ e US Weekly

OBS: As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do autor, ou seja: EU. Em caso de processo, quem se fode SOU EU e não o dono do blog. Então, não me processe, sou pobre. Beijas.

RapiDJeeenhaxXx do L^^e!

Os acontecimentos da semana comentados aqui no Do Que os Gays Gostam

oioioi

Olá, TOTOSOS. How are ya’ll?

Ta um sábado lindo and charmosinho em SP e eu to aqui, preso, escrevendo este post. Então desce a barrinhawn da felicidadjean logo e não reclama de nada. Melhor gostar e concordar com tudo o que eu escrever mesmo se não vamos aparecer juntos na telinha do Datena. Beijas:

oioioi

SOBE :)

oioioi

1))) Ricky Martin confesó que era homofóbico

Kylie-Minogue-04

Achei que o Ricky ficou lindo de viver nessa foto. #Fotogênica

* Apenas: QUEM NUNCA? Gay é homofóbico também, minha gente brasileira. Gay sofre bullying, mas também bulina as coleguinhas. Por isso digo: hétero que fica xingando besha de viadinho na verdade quer dar o brioco e não sabe como assumir. Agora, quando uma gay faz isso de maltratar outra gay, é apenas pra se sentir mais Paola Bratcho. (O que sobe é o fato dele ter assumido isso e tentar mudar).

oioioi

2))) Adam Levine Goes Nearly Naked for Fiancée Behati Prinsloo

adam-levine-goes-nearly-naked-for-fiancee-behati-prinsloo

*Apenas: OUSADA. Mas vem k, Adam, Kátia Flávia cavalgava nua em cima de equinos. Larga a mão de regular essa ninharia e corre pelado da próxima vez… MUAH!

oioioi

3))) Demi Lovato será par romântico de Naya Rivera em “Glee”

demi-lovato-naya-rivera

*Apenas acho a Santana UÓ do Borogodó, mas vamas ver se a Demi brilha como sapatonazona cantante na série. Acho válido. Acho melhor do que botarem a Gineti Patrow de novo (essa mesma do nome difícil casada com o moço daquela banda “Play gelado”) .

oioioi

DESCE :(

oioioi

1))) Artistas han optado por adornar sus dientes con accesorios brillantes

13113266_copia.520.360

*Apenas: NOT. Não kiridash. Isso não fica belo, não fica atraente. Não fica nada além de CAFONA PARA A PORRA. Nona Tuta então, com essa mania de querer ser modernets, se resolver pintar a cara inteira de preto fica parecendo aquele Alien que abre a boca e sai outra boca de dentro pra ti pegá. #MEDOMAMÃEOBISSO.

oioioi

2))) Homem é preso por roubar corpo do pai de cemitério e tentar ressuscitá-lo

stealing-dads-body_fran

Só pra constar: esse é o filho, não o pai morto.

*Apenas: DÁ ZERO PRA ELE, BRASIL! Se tivesse assistido Buffy, a caça vampiros, saberia que ressuscitar um morto não é boa ideia porque ele volta do outro mundo só pra fazer uma ponta em The Walking Dead. Burro.

oioioi

3))) Escola de idiomas usa professoras seminuas em aulas na China

escol-aidiomas-china-reproducao

*Apenas: BLARGH. Eu ia ser o aluno mais burro da sala. Enquanto todas falariam mandarim fluente, eu seria mudo. A não ser que botassem uns boys seminus no vídeo pra ensinar a falar “que horas são?” ou “vu le vu coucher avec moi?”.

oioioi

))))))))))))))))))))))))

Apenas mais uma coisa:

anigif_enhanced-buzz-3875-1377540393-16_preview

 

Acho digno mudarem o bordão da Félix na novela para “eu dancei Twerk na Santa Ceia”.

Sem mais,

Beijas!

L^^e!))).

Fontes: Arial, Comic Sans and more… Brinks: El Nacional, Just Jared. G1, Terra e El Universal

OBS: As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do autor, ou seja: EU. Em caso de processo, quem se fode SOU EU e não o dono do blog. Então, não me processe, sou pobre. Beijas.

Vídeo Gay: O amor é tudo que você precisa?

Vídeo Gay: Os males do ódio!

Vídeo Gay

E se tudo fosse diferente? Se a homossexualidade fosse ‘normal’ e a heterossexualidade fosse ‘anormal’? Se no lugar de homofobia vivêssemos a heterofobia, algo que alguns defensores da heterossexualidade dizem já existir?

O vídeo gay de hoje vem ironicamente bater de frente com um assunto que tem sido bastante discutido nesse nosso Brasil, mas sem nenhum grande resultado.

Conta a história de Ashley, uma menina heterossexual tentando viver em um mundo gay e pagando o preço por ser diferente. Esse vídeo gay, apresenta a vida daqueles que são ridicularizados, provocados e intimidados por serem eles mesmos. Quantos de nós já não passamos por alguns desses momentos vividos no vídeo?

Fiquei um pouco descrente do título do vídeo e achei que fosse mais uma campanha dessas que lutam pela defesa da heterossexualidade, que anda tão ameaçada – risos. Para minha surpresa o vídeo gay veio bater de frente com essa sociedade e mostrar como seria se os papéis estivessem invertidos.

Vídeo Gay

É triste ver a história de Ashley e saber que tantos adolescentes passam por situações como as dela, saber também que alguns escolhem o mesmo caminho que ela por não aguentar a pressão de sensações, sentimentos e emoções causados pelos outros. Simplesmente por ela ser quem ela é.

Agradeço a  Deus por não ter passado por momentos assim na escola, por sempre ter sido bem aceito e nunca ter me sentido rejeitado. Claro que algumas piadinhas aconteceram, mas sempre levei numa boa, era daqueles que entrava na zueira e brincava com todo mundo. Acho que hoje as pessoas pegam mais pesado nessas brincadeiras, e isso, querendo ou não, sempre deixa marcas.

Queria que tantas pessoas vissem esse vídeo gay e pensassem como tudo poderia ser diferente se respeitássemos a individualidade da outra pessoa. Quantas Ashely morrerão para que essa realidade mude?

Assista ao vídeo gay:

O vídeo está em inglês e não conta com a opção de legendas, mas a imagens falam por si só.

Carta de Sophia Bailey para Obama

A Carta de Sophia Bailey emocionou a todos, inclusive o presidente reeleito dos EUA, Barack Obama, que responde à menina de 10 anos. Ela sofre bullying na escola por ter dois pais e isso comoveu muita gente ao redor do mundo!

Carta de Sophia Bailey para Barack ObamaVeja a Carta de Sophia Bailey:

Carta de Sophia Bailey para Barack Obama

Carta de Sophia Bailey para Barack Obama [Reprodução]

Tradução da Carta de Sophia Bailey:

‘Querido Barack Obama, 

Aqui é Sophia Bailey Klugh, sua amiga que te convidou pra jantar. Se você não se lembra, tudo bem. Eu só queria te dizer que estou muito feliz por você concordar que dois homens podem se amar, porque eu tenho dois pais e eles se amam.

Na escola as crianças acham que isso é nojento e esquisito, e isso realmente machuca meu coração e meus sentimentos. Então venho até você, porque você é meu herói. Se você fosse eu e tivesse dois pais que se amam, e garotos na escola falassem mal de você por causa disso, o que você faria? 

Por favor, responda!

Só queria dizer que você realmente me inspira, e espero que você ganhe e continue sendo presidente. Você faria deste mundo um lugar melhor.

Sua amiga Sophia. 

P.S.: Diga oi pras suas filhas por mim!’

Obama respondeu a carta! Demorou um pouco, já que a carta chegou apenas em novembro às mãos da pequena Sophia [ela escreveu a dela em maio], mas o importante é que respondeu, né?

Tradução da Carta de Obama:

Querida Sophia, 

Obrigado por me escrever uma carta tão reflexiva sobre a sua família. Lê-la me deixou orgulhoso de ser seu presidente e mais esperançoso ainda sobre o futuro da nossa nação.

Na América, nenhuma família é igual. Nós celebramos essa diversidade e reconhecemos que ter dois pais ou uma mãe não importa, o que importa é o amor que manifestamos um pelo outro.

Você tem muita sorte em ter dois pais que te amam tanto. Eles têm sorte em ter um filha tão incrível como você.

Nossas diferenças nos unem. Você e eu somos abençoados por viver num país em que nascemos iguais, sem distinção pela nossa aparência externa, onde crescemos, ou quem nossos pais são.

Uma regra boa é tratar os outros da mesma forma que desejamos ser tratados. Lembre seus amigos da escola desta regra se eles disserem algo que te machuque.

Mais uma vez, obrigado por abrir mão de seu tempo para me escrever. Sinto-me honrado por ter seu apoio, e inspirado pela sua compaixão. Desculpe por não poder ter ido jantar com você, mas eu certamente direi a Sasha e Malia que você disse oi.

Atenciosamente, Barack Obama’.

Barack Obama apoia o casamento gay! E mostrou toda sua atenção ao responder a Carta de Sophia Bailey, não acham?

 

Rainbow Links #13

[twitter-follow screen_name=’PeagaPenalvez’ show_count=’no’]

Sexta-feira! Dia de sair para um happy hour com os amigos e curtir o Rainbow Links do DQOGG!

[Inspiração: Pupilas mostram se homens são gays ou heteros]

Manual das Encalhadas – HPV – Uma vacina obrigatória para quem transa

Cintura Larga – Você comeria uma cobra?

Muita Pimenta – Nós te levaremos pra festa Viva Tequila!

Anderson Cooper, âncora da CNN, sai do armário

[twitter-follow screen_name=’PeagaPenalvez’ show_count=’no’]

Anderson Cooper sai do armário - Gay

Super charmoso, né?

Anderson Cooper [45], um dos principais apresentadores e âncora da CNN, ganhador de um premio Emmy na categoria jornalismos, e repórter de guerra sai do armário em um blog chamado ‘The Dish‘. Apesar de existir alguns rumores de sua sexualidade antes disso.

O fato é: sou gay, sempre fui e sempre serei e não poderia estar mais feliz, confortável comigo mesmo e orgulhoso‘ disse Anderson, e completa que embora a privacidade seja importante para jornalistas, ele não queria dar a impressão de estar escondendo algo e queria se posicionar contra o bullying.

Ainda há muitas incidências de bullying de jovens, assim como discriminação e violência contra pessoas de todas as idades, com base em sua sexualidade, e acredito que é importante deixar clara a minha posição‘.

Acredito que sair do armário seja, além de uma libertação, é uma forma de abraçar a luta pelos direitos gays. Usar um pouco de sua fama para abraçar isso é louvável. Quantos artistas e empresário conhecemos que vivem uma vida paralela fora dos holofotes e colunas sociais? Eu conheço pelo menos uns 10.

O medo de assumir e sofrer retaliações em seu trabalho [principalmente atores], ou perder um pouco da credibilidade é grande, mas muitos superam esse medo e sentem-se livre logo depois. Como no caso do cantor Ricky Martin, que assumiu ano passado e vive feliz ao lado de seu marido e filhos.

Muitas celebridades o parabenizaram no Twitter:

Anderson Cooper sai do armário - Gay

Anderson Cooper sai do armário - Gay

Anderson Cooper sai do armário - Gay

Anderson Cooper sai do armário - Gay

Anderson Cooper sai do armário - Gay

>>

Assumi a minha sexualidade porque não conseguia conviver com a mentira, e isso me estressava muito. Viver mentindo para pessoas próximas como parentes e amigos era um grande sofrimento pra mim, vestir todos os dias a máscara da heterossexualidade era penoso, e me desgastava.

Imagino que muitos passaram [ou passam] por isso. Se policiar para não soltar uma gíria em meio a um jantar de família, ou toda vez que namorar pensar antes de falar o nome do namorado [e trocar para o gênero feminino]. Sem falar que sempre que precisa de um conselho, não ter muitas pessoas com quem conversar. É um sufoco e dos grandes.

Vivo feliz e se me perguntam algo com relação a sexo, respondo numa boa, sem trocar nenhum ‘O‘ por ‘A‘, e sabe de uma coisa? Fui tão aceito e respeitado por meus círculos próximos que sempre penso que deveria ter me assumido mais cedo.

Parabéns ao Anderson Cooper, por viver uma vida sem mentiras e mostrar que não tem vergonha de ser quem é.

[twitter-follow screen_name=’PeagaPenalvez’ show_count=’no’]

A diferença do bullying e do bullying homofóbico

[twitter-follow screen_name=’PeagaPenalvez’ show_count=’no’]

Bullying Homofóbico - Do Que Os Gays Gostam

DENUNCIE ESSA COVARDIA!!!

Muito se fala em bullying nos dias atuais, mas alguns de nós passam por um problema um pouco mais complicado, o bullying homofóbico. Aí você pensa: ‘Poxa Peagá, mas bullying não é tudo igual???‘ Talvez, mas você já parou para pensar em alguns agravantes que os gays passam???

Muitos adolescentes sofrem bullying homofóbico em suas escolas. São chamados de ‘viadinho‘, ‘bichinha‘, ‘bichona‘ e seus derivados, e em muitos casos acontecem as agressões físicas, que agravam ainda mais o quadro de medo, baixa estima e problemas psicológicos.

Já adianto que não quero defender que sofremos mais com o bullying, mas que no caso de adolescentes gays, há problemas que muitas pessoas não param para pensar.

Adolescentes gays passam por um problema a mais no caso de agressões e ‘brincadeirinhas‘ de mau gosto. Muitos não são assumidos para família e amigos, e realmente não tem a quem recorrer nesses casos. Como chegar em casa e dizer para seus pais: ‘Mãe. Pai. Sou agredido na escola porque sou gay‘.

Se os héteros já tem medo/vergonha de dizer para os pais que sofrem bullying, imagina um adolescente gay que não é aceito pelo grupo e se sente diferente do resto da galera??? Não é fácil!!!

Pesquisas recentes, como o estudo Discriminação em razão da Orientação Sexual e da Identidade de Gênero na Europa, do Conselho da Europa, identificaram que como resultado do estigma e da discriminação na escola, jovens submetidos ao assédio homofóbico são mais propensos a abandonar os estudos. Também são mais predispostos a contemplar a automutilação, cometer suicídio e se engajar em atividades ou comportamentos que apresentam risco à saúde

As vezes paro e penso em como tive sorte por não passar por isso na escola. Publicamos alguns relatos aqui e leio em outros lugares. Realmente sofro junto com eles. Tento me colocar no lugar de cada um e imaginar o quanto se sentem sozinhos nessas horas. Quer saber??? Dói mesmo que não seja eu, imaginou neles.

Nosso blog é lido por muita gente, alguns estudantes [heteros inclusive] portanto, se você ver alguma caso de bullying [seja homofóbico ou não] vá na direção da unidade de ensino e fale. Vamos abrir a boca e tentar mudar esse quadro.

Em todo caso o e-mail do blog está aqui. Sei que não posso fazer muito, mas me disponibilizo a ajudar. Você sofre com bullying??? Mande um e-mail para nós que tentaremos te ajudar. Sei que não posso ir para o Oiapoque mas posso ajudar se for perto de São Paulo. Não custa pegar um ônibus e ir na sua escola para conversar um pouco sobre bullying com sua direção e alunos.

#Documentário: Meninos de Rosa, Meninas de Azul

[twitter-follow screen_name=’PeagaPenalvez’ show_count=’no’]

Meninos de Rosa, Meninas de Azul - Do Que Os Gays Gostam

Momento onde Matheus Rodrigues conta sua história

Documentário excelente idealizado por Danilo César Francisco e Vinicius Kairalla abordando a homofobia e o bullying homofóbico. Há explicações muito elucidativas do psicólogo Claudio Picazio e de Carla Cristina Garcia, professora de Antropologia da PUC-SP, e claro, o jovem Matheus Rodrigues que conta sua um pouco de sua história.

Indico esse vídeo a todos as pessoas, sejam gay, lésbicas, bissexuais, heteros, mas principalmente para os pais. A família brasileira fica perdida quando um filho assume sua homossexualidade, e essa atitude apenas leva os jovens a se odiar, e em alguns casos até a se matar.

 Aperta o play:

Pesquisa aponta que professores brasileiros são homofóbicos

[twitter-follow screen_name=’Mr_Lan_’ show_count=’no’]

A Ong Reprolatina divulgou em seu site um relatório sobre homofobia nas escolas cujo resultado aponta que quem deveria ensinar o respeito à diversidade também demonstra preconceito contra os homossexuais e/ou total desconhecimento do tema.

Para o estudo, que teve apoio do Ministério da Educação (MEC), foram entrevistados, entre 2009 e 2010, professores, diretores, funcionários e alunos do 6º ao 9º ano do fundamental de 44 escolas estaduais e municipais de 11 capitais do país, São Paulo inclusa.

Um dos problemas identificados pela pesquisa foi que na maioria das escolas, casos de bullying contra gays são encarados como brincadeiras naturais, o que torna a homofobia um problema invisível.

O despreparo do educadores é enorme, um deles em São Paulo disse, por exemplo, que sente “pena” dos gays e afirmou não saber se a homossexualidade “é uma doença” ou se o jovem “fica assim” por ser criado no meio de mulheres. Outro, também da capital, afirmou que a homossexualidade pode ser detectada pela anatomia, já que as lésbicas não teriam “cintura afinada.”

A ginecologista Magda Chinaglia participou das entrevistas em São Paulo e contou que casos de homofobia foram presenciados até mesmo pelos pesquisadores. Uma garota contou para eles o que seus colegas de sala lhe fizeram: “Eles vieram pra mim e disseram: ‘Você não é bem-vinda aqui, nós não te aceitamos. Além de ser baiana, você ainda é sapatona?’ Falaram um monte de coisas”.

O educador Toni Reis, presidente da ABGLT, deu seu parecer sobre o assunto: “Cada situação dessas mexe comigo. São coisas que vivi na escola, senti na pele. Surpreende a professora falar que, se você é homossexual, é democracia a outra pessoa o xingar”. Ele se refere ao jovem gaúcho de 15 anos que, no mês passado, foi agredido na saída da aula após assumir ser gay. Ao perguntar para a professora por que não interferia, ouviu que “os outros tinham direito de se expressar daquela forma.”

Reis estudou a homofobia nas escolas em seu doutorado e obteve resultado semelhante ao apresentado pela pesquisa da Ong Reprolatina: “Temos várias políticas públicas estabelecidas no âmbito nacional e estadual, mas não estão chegando às escolas”, diz.

))) Eae. o que fazemos? O nível de ensino já é pessimo porque não é interessante aos políticos que os jovens sejam instruidos e deixem de votar em quem distribui sopão em época de eleição. Se não bastasse, tratam o bullying como rito de passagem. Qual o incentivo para os jovens concluirem os estudos? Nenhum. #VergonhaBrasil

Fonte: Estadão.

Estudante gay americano vence processo contra escola em que estuda

[twitter-follow screen_name=’Mr_Lan_’ show_count=’no’]

Maverick Couch, estudante gay de Waynesville, Estado americano de Ohio, venceu o processo que moveu contra a escola em que cursa o ensino médio, acusando-a de discriminação. Ele foi proibido de usar uma camiseta com a frase “Jesus não é homofóbico”, em Abril do ano passado, no “Dia do Silêncio”, data em que a escola tenta conscientizar os estudantes contra o bullying.

Maverick Couch, ao centro. (Foto: Larry Budd)

Uma lei federal, aprovada semana passada, garante a Couch o direito de usar a tal camiseta no “Dia do Silêncio” deste ano, que acontecerá no próximo dia 20.

O garoto atesta que  apenas queria chamar atenção para o fato de que os LGBTs também sofrem bullying, mas o diretor da escola, Randy Gebhardt, o forçou a virar a camiseta do avesso. Consta no auto do processo, que Couch ainda tentou usar a camiseta mais uma vez, uma semana depois do ocorrido, mas o diretor chamou a mãe do garoto na escola e lhe pediu para que mandasse o menino trocar de camiseta ou ele seria punido por má disciplina.

O conselho escolar do Estado apóia a atitude do diretor por acreditar que a mensagem escrita na camiseta era de natureza sexual, indecente e inapropriada para ser usada na escola. O Superintende do conselho escolar, Patrick Dubbs disse que mesmo com a lei a favor do estudante, não tem certeza se permitirão que Couch use a camiseta no dia 20, porque a escola tem medo de que familiares dos outros estudantes entrem com processo contra a instituição por permitir o alerta “ofensivo” contra o bullying realizado pelo aluno gay.

Christopher Clark, advogado do estudante, declarou: “Estamos felizes que Maverick vai poder usar a camiseta no dia 20, mas os direitos dos estudantes não se restringem a um dia do ano. Nós vamos continuar lutando…”

)))Affe, que conteúdo sexual existe na frase “Jesus não é homofóbico’? Tanta implicância por causa de uma camiseta! E, pelo visto, a luta vai longe!