facebooklikebutton.co

Category Archives: Turismo Gay

Turismo Gay: São Francisco, a cidade ferve

Turismo gay levado a sério! São Francisco

Turismo Gay São Francisco

São Francisco ferve com o turismo gay! Se você não sabe a cidade foi o centro da contra cultura de hippies nos anos 60 e nos anos 70 adquiriu outra cara, a de cidade gay;

A cidade foi o palco de inúmeras manifestações encabeçadas por Harvey Milk, famoso militante dos direitos gays no mundo que tem até nome de praça na cidade.

O famoso símbolo gay do arco-íris foi usado pela primeira vez durante uma Freedom Parade em 1978 e você bandeiras do arco-íris hasteadas por toda cidade mostrando que você chegou no melhor lugar para um bom turismo gay.

Turismo Gay São Francisco

Liberdade dos anos 70 até hoje.

Algumas pesquisas mostram que São Francisco merece ser considerada a Meca Gay, estima-se que um em cada cinco homens com mais de 15 anos que vive na cidade seja gay.

Turismo Gay São Francisco

Harvey Milk desfila após ser eleito

O Castro é considerado é considerado o primeiro bairro gay do mundo e se você assistiu ao filme Milk, a voz da igualdade sabe do que estamos falando, onde muitos discursos sobre igualdade e direitos gays foram feitos em suas ruas.

Cultura e Compras

Turismo Gay São Francisco

As famosas ruas do Castro

Durante o Mês do Orgulho Gay, a cidade fervilha de turistas e moradores para a Parada Gay é um verdadeiro sonho, tendo como abertura as meninas-motoqueiras do SF Women’s Motorcycle Contingent.

No final de outubro rola a feira criada por Harvey Milk, Castro Street Fair, que une música, artesanato, shows de drags e muita comida, bebida e gente bonita.

Em junho rola a Frameline SF Internacional Lésbica e Gay Film Festival, talvez um dos momentos mais emocionantes do bairro do Castro, onde dezenas de cineastas exibem durante os 10 dias de evento seus filmes gay.

Fora do Castro tem a Golden Gate Beach tem uma área reservado para o nudismo e rola muita paquera nas areias, quem sabe até algo mais. Ali perto você pode visitar o Golden Gate Park e o Young Museum logo ao lado.

Baladas e Agitos

Turismo Gay São Francisco

Harveys

Sua vida noturna é bem movimentada, com diversos bares e baladas gays para todos os gostos. Antes chamado de Elephant Walk, atual Harvey [500 Castro St] foi palco de grande luta entre gays e a polícia, originando a revolta da comunidade LGBT e iniciando a luta por direitos iguais.

Se você curte homens maduros não pode deixar de conhecer o Twin Peaks [410 Castro St] que fervilha de bears, daddies, grisalhos e muito mais. É conhecido como ‘caixão de vidro‘.

O The Edge [4149 18th St], bar delicioso com homens sarados e muita bebida é excelente para o esquenta entre tantos outros locais para conhecer.

Turismo Gay São Francisco

The Edge

O ideal mesmo é perguntar a algum morador qual casa pega nos dias da semana que estará por lá. Assim como no Brasil o bairro tem baladas que são mais agitadas de semana e outras no final de semana e nada como um local para dar estes detalhes.

Gatronomia

Ótimo local para comer [comida!] o Castro tem diversos restaurantes e cafés que impressionam pelo bom atendimento, preço justo e homens bonitos. Orphan Andy’s [3991, 17th St.] e Cove Café [434, Castro St] são uma ótima pedida.

Turismo Gay Squat and Gobble

Squat & Gobble

Ainda temos Squat & Gooble [3600 16th St] com porções interessantes e saborosas de diversos tipos de aves. Um pouco mais requintado, o Crepevine [216, Church St] recebe com deliciosos crepes, ovos, carnes e vegetais.

Agora se você procura uma refeição rápida e preços razoáveis, nada melhor que o Harvest Ranch Market [2285 Market St], onde servem diversos pratos, entre eles: wraps, massas, sanduíches, sopas, arroz e até comida vegetariana.

A cidade de São Francisco ficou conhecida também, por ser a primeira nos EUA a autorizar o casamento gay, mostrando que o respeito à diversidade sexual reside ali.

Se você procura um destino onde o turismo gay seja levado a sério, pode fazer as malas e desembarcar em São Francisco, a cidade sabe receber todo o universo gay. Se curtiu a ideia, leia também o Guia Friendly da Cidade com diversas dicas.

Costa Rica: Pura Vida!

Costa Rica: Um paraíso!

costa rica pura vida

Os costarriquenhos são conhecidos no mundo como Pura Vida, esta é a forma dos “ticos” dizerem que está tudo bem! A alegria deste povo mostra que tudo está sempre Pura Vida!

Um país pequeno em sua extensão [apenas 51.000 km²], mas com uma hospitalidade enorme, principalmente com os gays e lésbicas, no país há vários hotéis, pousadas, restaurantes, cafés e baladas voltadas para este turista. O país é tão friendly que você pode se deparar com casais de homens e mulheres andando livremente de mãos dadas e trocando afetos em plena rua principal.

A exuberância de suas florestas é única, 25% do país é protegida na forma de reserva ecológica. O mesmo conta com mais de 1000 espécies de orquídeas, sendo Monteverde a região com mais densidade de orquídeas do planeta.

A Costa Rica chega a ter atualmente 5% da biodiversidade do mundo inteiro, o que é bastante significativo pelo tamanho da nação. Sua superfície marítima é a maior que sua extensão continental, sendo banhado por dois oceanos, Atlântico e Pacífico o que inclui a Ilha do Coco situada a 480 km da Costa, declarada patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO em 1997.

Ao contrário dos demais países da América do Sul e Central, banhados pelo Atlântico e pelo Pacífico,na Costa Rica as praias do oeste são mais bonitas e bem frequentadas que as do Caribe. Isto porque há uma cordilheira vulcânica que corta o país diagonalmente e lança sua lava nas areias do Atlântico.

Pasmem! A Costa Rica ainda conta com diversos vulcões, 12 deles ainda ativos, sendo o mais famoso o Vulcão Arenal, emitindo de forma constante gases e vapores de água, com algumas explosões com emissão de materiais piroclásticos.

costa rica pura vida

Há terremotos praticamente todos os dias. São em média 500 tremores por ano. Mas é raro um tremor de mais de 4 graus na escala Richter. Como os tremores são muito freqüentes, tendem a ser de baixa intensidade, já que a energia sísmica não se acumula.

No caminho para Quepos, há a entrada para o Parque Nacional Manuel Antônio, uma mistura perfeita de densos bosques tropicais, montanhas e estonteantes praias onde o sol se põe sobre o mar, rios que cortam a floresta virgem, cataratas que alimentam os lagos de águas cristalinas e azuladas e vulcões em plena atividade. A praia de Manuel Antonio é uma das praias mais lindas do mundo com água cristalina e areias brancas, localizado na província de Puntarenas.

A Playita, também situada na praia Manuel Antonio, é o fervo dos “ticos” e dos estrangeiros gays que visitam a Costa Rica, e para chegar a ela você precisa atravessar algumas pedras, é quase que uma praia particular. O nudismo é proibido, mas realizado por alguns frequentadores, por isso se você teve a idéia de nadar nu nas águas cristalinas desta praia, cuidado para a polícia não chegar e pedir para você vestir-se novamente.

A dica de hospedagem é o Hotel Villa Roca, completamente voltado para hóspedes gays, situada na praia Manuel Antonio. Os quartos têm uma vista maravilhosa das praias e do parque ecológico. Assistir ao pôr do sol da sacada é programa indispensável para àqueles que se hospedam.

costa rica pura vida

San José a maior cidade e capital da Costa Rica, situam-se na zona das Cordilheiras e é o centro político e econômico do país. Economicamente o país é quase que totalmente turístico, suas leis são voltadas para o ecoturismo e a eco sustentabilidade, esta política ambiental transformou este lindo país em um paraíso. A Costa Rica o segundo destino em turismo gay da América Latina, o primeiro é o Rio de Janeiro, em terra “brasilis”. O país vive do turismo, seguido pela indústria eletrônica [a Intel tem uma enorme fábrica de chips lá], pelo café, pelas frutas e pelas flores ornamentais. Eles desenvolveram um abacaxi grande e doce, de massa dourada, que é espetacular.

O bairro de Escazú é considerado o melhor bairro para fazer compras e se divertir. A Avenida Escazú será o novo paraíso das marcas famosas, ainda em construção.

Lojas como Kenneth Cole, Calvin Klein, Zara, MNG, Diesel, Mirage e muitas outras povoam este bairro. É para passear e voltar com as sacolas cheias! Depois de uma tarde de compras, nada melhor que tomar um café no centro de San José, no Q CAFÉ, local muito freqüentado por gays do mundo todo, ao fundo música eletrônica e muitos fashions shows passando nos telões.

Se você quer ferver as boates que mais bombam são a La Avispa e o Club Oh. Gente bonita, muitos gringos em viagem e muita música eletrônica. Por ser um país aberto para a imigração também, você poderá se deparar com homens e mulheres do mundo todo, tomar um drink com um norte americano, conversar com um italiano e acabar ficando com um francês no fim da noite.

Costa Rica, Pura Vida e boa viagem!

Gay Friendly – Aposta das agências de turismo

Gay Friendly e o Turismo Gay

Gay Friendly

A empresa de consultoria Out Now Global divulgou que o Brasil é um dos mercados mais promissores quando o assunto é turismo gay.

A pesquisa também revela que o gays e lésbicas gastam cerca de US$ 20 bilhões por ano com o turismo gay no Brasil, tendo o país um crescimento de cerca de 34% em 2012 para esse seguimento, quatro vezes a média mundial.

Durante o ano acontecem cerca de 140 paradas gays no Brasil, sendo a Parada Gay de São Paulo a maior do mundo, reunindo cerca de 4 milhões de pessoas nas proximidades da Avenida Paulista e centro de São Paulo.

A cidade de São Paulo consegue agradar a todo tipo de gostos, de passeios culturais a compras, baladas e pessoas bonitas! O Rio de Janeiro não fica atrás, nem Florianópolis, Salvador entre outras cidades.

Gay FriendlyNo Brasil temos uma verdadeira exuberância natural incrível! São praias, montanhas, campos lindíssimos, somado a isso uma população hospitaleira e que sabe agradar o turista!

Consolidando o mercado de turismo gay no Brasil as empresas têm adotado cada vez mais o ‘gay friendly‘ que já é usado faz um bom tempo em cidades como San Francisco, Madrid, Amsterdam, Tel Aviv, Buenos Aires, Berlim e tantas outras.

Para um local se dizer gay friendly não basta focar apenas na carteira no turista gay, a coisa é muito mais complexa do que colocar uma bandeira do arco íris na fachada da agência, é preciso saber como atender bem esse cliente.

Ser gay friendly é muito mais! É entender um pouco sobre o universo gay como desejos, baladas, restaurantes, compras e principais points da cada cidade, inclusive os pontos de pegação porque isso também faz parte dos interesses do turista gay.

Uma boa forma de entrar no Pink Money do turismo gay é entrar com parceria entre ONGs e Associações para conhecer mais sobre esse segmento de mercado tão grande, rico e promissor. Ser gay friendly também é isso, pesquisar sobre o público gay.

Anunciar em mídia gay é uma boa saída para começar a trabalhar com o mercado gay, inclusive nosso Mídia Kit está atualizado, é só entrar em contato conosco.

Turismo Gay: Puerto Vallarta – México

Turismo Gay logo ali no México

Turismo Gay: Puerto Vallarta

 Turismo Gay em Puerto Vallarta é levado a sério. De uns anos para cá muitos hotéis, resorts e cruzeiros voltados para o mercado gay e com atendimento de primeiro mundo.

Ao contrário do Brasil onde hotéis têm medo de serem taxados como gays, em Puerto Vallarta eles disputam os clientes gays pesadamente com promoções, festas e bom atendimento, mostrando o quanto está preparada para o turismo gay.

A cidade de Puerto Vallarta é linda. Praias, montanhas, natureza… E apesar de conservar um pouco do visual mexicano tradicional proporciona uma estrutura chique e confortável com muitos empreendimentos modernos.

Baladas

Turismo Gay

Turismo Gay: Club Mañana

As baladas começam tarde, então antes de sair para dançar nada melhor que curtir um happy hour com os amigos e ver o pôr do Sol e guardar energias porque a noite o bicho bicha pega!

Os bares mais indicados são os que acompanham Lazaro Cardenas Street, e também Olas Altas Street. Frequentado por gente bonita e interessante você não tem do que se arrepender.

Destaque para o Club Mañana é o maior da cidade e conta com a presença de diversos DJs incríveis como: Tony Moran, Abel, Hector Fonseca e mais um monte que farão da sua balada um verdadeiro fervo! Além de show com drag queen, que diverte e encanta.

Destaque para o Enter Club, com som eletrônico e pista aconchegante e cheia de homens deliciosos.

Points Gays

Os points gays estão concentrados perto do Cuale River, rio que deságua na baia da cidade chamada de South Side, mas poderia mudar facilmente seu nome para Homo Heights por conta da concentração de gays e lésbicas a vontade no local.

Diversos cafés e barzinhos compõe a cena desse bairro.

Praia e Diversão

Turismo Gay: Playa de Los Muertos

Turismo Gay: Playa de Los Muertos

Sempre cheias de turistas, principalmente os gays em seus cruzeiros as praias da cidade vivem lotadas de homens bonitos, principalmente a praia de Los Muertos na zona sul de Puerto Vallarta que é a mais fervida, chamada também de as cadeiras azuis, que faz parte do Resort Blue Chairs.

É possível conhecer gente de todo o mundo, principalmente na orla da praia já que muitos aproveitam o Sol para se bronzear e paquerar. Quiosques sempre lotados com corpos sarados.

Na praia há muitos vendedores, assim como no Brasil, mas lá a maioria é licenciado pela prefeitura e cada tipo de produtos tem uma licença específica, então o controle de qualidade é melhor. Dica: Pechinche e nunca pague de cara o que eles pedem.

Quer um resuminho do que você encontrará? Assista esse vídeo:

Gastronomia

Turismo Gay: Tapas Barcelona

Turismo Gay: Tapas Barcelona

Em Puerto Vallarta, como em tantos outros locais para turismo gay você encontra restaurantes incríveis e com atendimento diferenciado, já que muitos donos de restaurantes são gays também.

No México as refeições são um verdadeiro evento e os garçons treinados para deixar o cliente o mais confortável possível. O salário dos garçons depende exclusivamente das gratificações que recebem por seu atendimento e usualmente paga-se 15% do valor da conta.

Não se pode ir ao México e não comer alguns tapas e além de outros pratos o Tapas Barcelona atende muito bem e tem uma vista maravilhosa.

Tem um serviço bem interessante que é o cardápio do chef, que prepara 6 pratos surpresas para os clientes. Vale a pena, né? Conhecer comidas típicas e diferentes é sempre uma delícia.

Vocês estará em uma cidade litorânea e se curte frutos do mar a melhor escolha é o Blue Shrimp, que fica na praia de Los Muertos. Com uma atmosfera mais descontraída e com algumas performances ao vivo é boa comida e diversão na certa.

Turismo Gay: Puerto Vallarta

Magnífico pôr do sol

Ficou com vontade de embarcar para Puerto Vallarta e aproveitar o melhor do turismo gay da região? Então acesse o Guia da Cidade e descubra muito mais!

Ibiza, o paraíso da Música Eletrônica!

Ibiza: o melhor fervo do mundo

ibiza turismo gay

Um pequena ilha na Espanha é o roteiro de milhares de jovens todos os anos, Ibiza, o paraíso da música eletrônica! Festas incríveis, as melhores baladas, homens lindos e gostosos, os melhores DJs e ainda praias com água azul turquesa e areias brancas… União perfeita para passar as férias. Gays Gostam de agito e Ibiza proporciona isso e é considerada uma das capitais gays da Europa.

O universo gay se concentra na cidade antiga, frequentada pelos ‘Beautiful, Rich and Gay People‘ e que desde os anos 80 é frequentada por artistas como George Michael, Ruppert Everet, Jean Paul Gaultier, Roberto Cavalli entre outros gays famosos.

A melhor época para ir a Ibiza é entre agosto e setembro que tem um público mais seleto, composto por muitos europeus, principalmente DJs famosos da cena eletrônica internacional. A quinzena de encerramento da temporada é realmente um sonho porque acontecessem diversas festas exclusivas, os melhores sets e os principais TOP DJs do mundo!

A cidade foi tombada como patrimônio mundial pela Unesco  por sua incrível cultura e biodiversidade, já que possuí um ecossistema único impulsionado por sua população que contribui diretamente na preservação e interação com os turistas. Ibiza ainda possuí diversos centros arqueológicos fenícios. Dá pra se divertir e ainda mergulhar em um verdadeiro passeio histórico/cultural.

ibiza turismo gay

O Castelo da Cidade de Ibiza

ibiza-turismo-gay-2

Torre de Savinar

ibiza-turismo-gay-4 ibiza-turismo-gay-5

Em suas praias de águas cristalinas não dá apenas para se refrescar mas curtir diversos esportes aquáticos como mergulho com snorkel, windsurf e jet ski. Não pense que acabou por aí! Na ilha ainda dá pra fazer esportes de aventura como escalada, mountain bike e muitos outros.

As baladas e festas são um caso a parte e fazem qualquer gay delirar! A balada considerada como a número 1 do mundo fica em Ibiza, Space! Ainda tem a Pachá, Amnesia, El Divino, Eden, Bora Bora, e Privilege onde acontece a SuperMartxé! Só de falar já tenho vontade de preparar minhas malas para me jogar!

ibiza-turismo-gay-3

Space Ibiza a #1 do mundo

ibiza-turismo-gay-5

Privilege e sua poderosa SUPERMARTXÉ

ibiza-turismo-gay-4

Você não pode deixar de conhecer o Café del Mar, o mais famoso chillout sunset do mundo! Há mais de 30 anos é das maiores atrações de Ibiza e conta com a maravilhosa vista do Mar Mediterrâneo. Se você for para a ilha e não conferir o famoso pôr do Sol do Café del Mar é como se você não tivesse ido! Dizem que é um dos mais bonitos do mundo.

Ibiza, o paraíso da música eletrônica

Maravilhoso pôr do Sol do Cafe Del Mar

#FIKDIK
– As bebidas nas baladas são realmente caras! Uma garrafa de água sai por $15 euros [porque será?], então o melhor mesmo é organizar um esquenta com os amigos para não gastar muito.
– Ingressos para as baladas são vendidos antecipadamente em diversos pontos pela ilha, então procure na praia, praças, lojas e, claro, no centro de San Antonio, um local ótima para compras também!

Faça as malas e Boa Viagem!

Turismo Gay: Tel Aviv

Turismo Gay levado a sério, Tel Aviv

Turismo Gay - Tel Aviv

Tel Aviv é considerada por diversos sites como a capital gay do Mediterrâneo, perfeita para o turismo gay já que tem uma noite efervescente apesar de ficar no meio do Oriente Médio, onde ser gay não é fácil.

Uma boa época para viajar para lá é no mês de junho, onde sempre acontece a Parada Gay de lá.

Fervos e Baladas

Com praias lindas, é o verdadeiro ponto de encontro durante todo o ano. O fervo é em frente ao Hotel Hilton entre as ruas Jabotinsky e Arlozorov. Outro point gay, é entre as avenidas Rotschild e a Allenby, considerado como o Quarteirão Gay, onde tem diversos bares, restaurantes e baladas perfeitas.

Turismo Gay - Tel Aviv

Praias lindas. Homens também!

Gosta de show com drag queen? Então você não pode deixar de conhecer o Evita que aos sábados apresenta diversas performances  dublado com seus paetês e plumas de Ziona Patriot e Talula Bonet.

Turismo Gay - Tel Aviv

As pistas de dançam fervilham de gente bonita

Durante a semana o fervo pega também! No Gilda rola o Seven Eleven com seu público e músicas bem ecléticas. Se você curte hip hop, também pode se divertir sem medo na festa DJ Notorious G.A.Y. no Lima Lima. Sim, Tel Aviv é o point do turismo gay mesmo! Tem para todos os gostos.

Gastronomia

Uma boa pedida para repor as energias depois de tanto fervo é o café Orna & Ella que desde 1990 atende seu público gay e onde boa parte dos garçons são gays. Saiu da balada e está afim de tomar um café gostoso, o lugar é aqui.

Um ótima pedida é o Brasserie, Aberto 24 horas, com estilo Art Déco e um ar pariesiense serve deliciosos brasseries.

Turismo Gay - Tel Aviv

Brasserie

Se você gosta de lugares mais chiques precisa conhecer o restaurante do Hotel Montefiore que funciona no piso principal do hotel e serve pratos com toques vietnamitas. Requinte e luxo é o que não pode faltar em um viagem, ainda mais quando falamos em turismo gay, não é?

Turismo Gay - Tel Aviv

Restaurante do Hotel Montefiore

Cultura

Que tal o Festival Internacional de Filmes LGBTAcontece sempre em junho e conta com dezenas de filmes de todas as partes do mundo com sessões públicas, painéis de discussão e diversos eventos especiais. Uma forma que os cidadãos arrumaram para enriquecer e fortalecer ainda mais o pluralismo em Tel Aviv.

Turismo Gay - Tel Aviv

TLV FEST – O Festival Internacional de Filmes LGBT

Na parte da tarde o ponto de encontro é no Centro Comunitário LGBT, ou como a maioria o chama, Gay Center, que fica no Parque Meir. Há muitos eventos diariamente e você pode saber facilmente o que rola por lá passeando pela própria cidade. Ali perto há diversas baladas gays.

Dicas de Turismo Gay em Tel Aviv:

Tel Aviv Gay Vibe: A prefeitura tem um site com diversas dicas de locais. Você pode comprar um Hot Pass por U$ 39 e desfrutar de diversos descontos nos points preferidos pelos gays.

Gay Center: Site do Centro Comunitário Gay, o mais conhecido de Israel e que dá diversas dicas para turismo gay. A mais conhecida ONG de defesa de direitos gays em Israel oferece, além de dicas turísticas, informações sobre o cotidiano de Tel Aviv.

Gay Tel Aviv Guide: Guia de turismo gay da cidade que conta com dicas de dezenas de estabelecimentos como hotéis, eventos, baladas, gastronomia e pegação! Vale a pena conferir!

Visite Tel Aviv e Boa Viagem!

Mala de Viagem: O que levar?

Mala de viagem: Arrumando tudo!

Mala de Viagem

Faça chuva ou Sol, frio ou calor, praia ou neve é indispensável levar tudo aquilo que se precisa quando vai curtir um fim de semana fora de casa, e para isso é importante saber organizar a mala de viagem.

Compor e organizar uma mala de viagem requer paciência e estratégia. Escolher apenas o necessário para que não fique muito pesada para transportar ou ainda cara demais por conta do peso adicional, mas sempre com o indispensável para não ter contra tempos.

Para não esquecer roupa e acessório nenhum eu sempre separo as roupas me baseando no meu corpo:

– Cabeça: boné, chapéu, touca, viseira e óculos escuros.
– Tronco: camisetas, camisas, polos, jaquetas, blusas e relógio.
– Pernas: calças, bermudas, underwear e sungas.
– Pés: tenis, sapato, chinelo e meias.

A necessaire masculina é um caso aparte e já fizemos até uma matéria sobre ela. Listamos o essencial para cada tipo de pessoa e isso varia de cada um, então leia ‘O que não pode faltar na necessaire‘ e faça uma seleção do indispensável para essa viagem.

Mala de Viagem: Calor e Litoral

– Cabeça: 1 boné e dois óculos escuros. Sim, eu levo dois porque AMO esse acessório.
– Tronco:
– Levo em média de uma camiseta e meia para cada dia, dependendo se terei tempo de lavar roupa no local. Como é calor arraso nas regatas, que são indispensáveis em um clima quente.
– 1 camisa xadrez e 1 polo para compor um look bacana.
– 1 relógio que combine com tudo.
– 1 jaqueta para caso haja dias frios na cidade.
– Pernas:
– As bermudas variam conforme a quantidade de dias, mas 1 para cada dia é bacana. Importante levar de tecidos e estilos diferentes para compor looks interessantes.
– 1 Calça jeans é primordial: combina desde camiseta e regata até camisas sociais.
– Sunga deve se levar no mínimo duas, assim enquanto se usa uma a outra está secando no varal.
– Pés:
– 1 tênis bem confortável e 1 chinelo.
– Pijama: 1 confortável e leve.

Mala de Viagem: Frio

– Cabeça: 1 boné e dois óculos escuros. Mesmo no frio há Sol, então opte por lentes em degradê para dias nublados.
– Tronco:
– Levo em média de uma camiseta e meia para cada dia, dependendo se terei tempo de lavar roupa no local.
– 1 jaqueta e 1 blusa de frio. Se for muitos dias levo uma blusa de frio mais leve caso não esteja tão frio.
– 1 camisa xadrez e 1 polo para compor um look bacana.
– 1 blazer [Dicas de blazer aqui]
– 1 relógio que combine com tudo.
– Pernas:
– 1 Calça jeans é primordial: combina desde camiseta e regata até camisas sociais.
– 1 Calça com tecido diferente para compor look mais comportados.
– 1 bermuda caso faça calor em um dos dias.
– Pés:
– 1 tênis bem confortável
– 1 sapatênis
– 1 chinelo
– Pijama: 1 confortável.

Na hora de escolher as roupas para compor a mala de viagem leve em consideração o quanto elas combinam entre si. Assim você pode criar diversos looks com aquilo que tem a mão.

Esteja preparado para qualquer tipo de ocasião. Vai que durante a viagem você é convidado para um jantar mais formal? Por isso é importante sempre levar uma roupa mais comportada.

Acredito que com essas dicas simples nunca faltará nada na sua mala de viagem mas se faltar, o jeito é sair para comprar. Pesquise quais lojas conhecidas tem mais perto e faça uma visita, mas conheça um pouco as confecções locais. Vai que você acha uma roupa incrível por um preço bem bacana!

Aproveite o descanso e boa viagem!

Turismo Gay: Mykonos – Grécia

Mykonos

Elia Beach – Mykonos

A ilha de Mykonos é considerado o mais baladeiro e gay friendly destino da Grécia. Com uma área de 86 km² o arquipélago atrai gays de todo mundo e é cercado por uma beleza estonteante, casas mediterrâneas brancas, moinhos de vento, igrejas ortodoxas gregas, e praias de águas limpas e cristalinas.

É destino de diversos artistas, tanto gregos quanto internacionais, muito deles tem casa de veraneio na ilha. Imagina chegar na praia e dar de cara com o Ricky Martin ou Brad Pitt??? A cidade é bem cosmopolita, com um comércio forte e diversos bares e baladas. Mykonos é eclética, democrática, livre e pagã, onde tudo é celebrado em excessos onde a qualquer momento um festa pode começar do seu lado.

As praias mais famosas, Paradise Beach e Super Paradise Beach, concentram adeptos do nudismo, mas diferente das praias naturistas do Brasil, ninguém é obrigado a ficar nú nem pressionado para faze-lo.  Os gays se concentram mais em Elia Beach, um paraíso de corpos esculturais onde o nudismo também é praticado!!!

Dois hotéis são exclusivamente gays, o Elysium e o Geranium, claro que não posso deixar de falar dos bares e clubes que lotados diariamente.

Mykonos

Acomodações do Elysium Hotel – Mykonos

Mykonos

Piscina do Elysium Hotel – Mykonos

Destaque para o Bar Jackie’O o mais popular da ilha, que desde 2009 faz a alegria dos turistas gays. Abre ás 10h e não tem muito hora pra fechar, mas o pico da animação é por volta das 2h. Em dias de verão mal se consegue entrar no bar, que fica a beira mar.

Mykonos

Jackie ‘O – Um dos mais badalados

Se procura um mais agito a dica é Bar do Hotel Elysium, que tem uma maravilhosa vista, tanto que é considerado o melhor pôr do sol da ilha reunindo milhares de pessoas para apreciá-lo. Possui o melhor som da ilha e um ambiente moderno e um extenso cardápio.

Pool Party em Mykonos:

A comida típica é a Louza, um aperitivo à base de carne de porco e vitela com muito sal e pimenta. Experimente também o Kopanisti, um queijo bem temperado e apimentado, que pode vir junto com manteiga para deixar o gosto mais leve. Ele vem servido no pão ou em uma torrada banhada em cevada com tomates ou pepino.

Tá pensando em programar uma viagem nas férias??? Escolha Mykonos que você não irá se arrepender!!!

Turismo Gay: São Paulo

Turismo Gay – Cidade da Garoa

Turismo Gay - São Paulo

@ Avenida Paulista

Turismo Gay já falou sobre diversas cidades do mundo, mas por que não falar sobre São Paulo, a maior cidade do Brasil, dona da maior Parada Gay do Mundo?

São Paulo não é fácil, pode perguntar para qualquer paulistano que lhe dirá que o ritmo aqui é intenso, beirando o caótico mas quando o assunto é turismo gay, você está na cidade certa porque ela nunca dorme! Amo viver aqui e acho que nunca mudarei de cidade.

Se você está afim de ir a uma balada em plena segunda-feira, pode ter certeza que tem! Está afim de ir ao teatro assistir um stand up comedy, você com certeza achará e a preços bem módicos. Sem falar nas centenas de restaurantes maravilhosos, teatros modernos, museus incríveis, exposições e claro, os centros de compras!

Baladas

Tem para os mais modernos, os clássicos, os fervidos, os ursos, as barbies… Resumindo, para todo o universo gay! Destaque para a The Week, balada brasileira reconhecida no mundo todo por sua infraestrutura, som impecável com alguns dos melhores DJs do Brasil, público bonito e muito ferveção.

Turismo Gay - São Paulo

@ The Week – São Paulo

Se você gosta de um som mais pop pode curtir uma das baladas gays mais antigas ainda em funcionamento, a Tunnel! Com um público mais jovem é prato cheio para quem gosta do som das divas do momento, sem falar nos maravilhosos shows de drag queen que acontecem!

Falando em show de drag queen, você precisa conhecer a Blue Space porque é lá que os melhores shows da cidade acontecem. Com uma infraestrutura incrível e casting artístico dos melhores do mundo é o local para quem quer se divertir!

Agora, se você é como eu e gosta de rock, sabia que em São Paulo você tem balada voltada para o universo gay? Sim, A Loca e seu Grind aos domingos, comandado pelo DJ e empresário André Pomba. Com som que mistura rock dos anos 80, 90 e atual e ainda um pouco de pop e música eletrônica A Loca é a casa das casas na minha opinião! Público moderno e descolado, sempre pronto para uma boa ferveção!

Turismo Gay - São Paulo

@ Clube A Loca

Sem falar que São Paulo sempre tem um bom after hours para ir depois da balada acabar! Pergunte para alguém na própria balada qual é o After que pega naquele dia e seja feliz!

Points Gays

A Rua Frei Caneca  é um dos points gays mais famosos do Brasil. Na Frei Caneca você tem o shopping de mesmo nome, conhecido por ser um point incrível onde a paquera rola solta. Com diversos bares na redondeza, dá para beber uma cerveja gelada e ainda paquerar os boy magia que passam e depois dar um pulo nA Loca que é logo ali do lado.

O Autorama é um caso a parte. Local de pegação conhecidíssimo ao lado do maior parque da cidade o Ibirapuera e frequentado por todo tipo de gays, inclusive alguns garotos de programa fazem ponto lá, desde os fervidos até os maduros que têm no local um ótimo lugar pra pegação onde o motel usado são os próprios carros, por isso o nome Autorama.

Bem, o próprio Parque do Ibirapuera é um bapho só! Dá pra passear com uma bicicleta alugada logo na entrada e ver os boy magia passeando com seu cachorros ou fazendo corrida pelas pistas do parque., mas quando a noite cai a coisa fica mais pesada!

Turismo Gay - São Paulo

@ Parque do Ibirapuera

A Feira da Benedito Calixto, que acontece todos os sábados no bairro de Pinheiros é simplesmente épica e você não pode deixar de conhecer. Além de vender diversos produtos que você não acham em qualquer lugar [em sua maioria objetos de decoração e antiguidades] é frequentado por muitos gays, que se divertem nos bares ao lado. Imperdível!

Turismo Gay - São Paulo

@ Feira da Praça Benedito Calixto

Gastronomia

Turismo gay sem um bom jantar não é nada e São Paulo tem alguns do melhores restaurantes do mundo, entre eles Figueira Rubaiyat no badalado bairro do Jardins, ali na Haddock Lobo. Seu nome é porque tem uma enorme figueira com mais de 100 anos, valorizando ainda mais a bela vista que se tem das janelas. Já aviso que não é barato comer lá, mas vale cada centavo!

Turismo Gay - São Paulo

@ Figueira Rubaiyat

O bairro do Bexiga é um verdadeiro paraíso para quem curte massas. Tradicional bairro italiano tem algumas das melhores pizzas de São Paulo a preços bem razoáveis tudo como se você estive em uma cantina na Itália. Se você tiver a sorte de vir para cá no mês de agosto pode curtir a festa de Nossa Senhora Achiropita e comer uma macarronada maravilhosa, ali na rua mesmo.

Quer um café restaurante interessante e bem localizado para um lanche? Só conhecer o Athenas que fica descendo a Rua Augusta sentido centro. Ótima para sentar com os amigos e conversar beliscando alguma coisa. A região da Augusta é conhecida pela fervida cena noturna onde gays, heteros, garotas de programa e todo tipo de gente circulando.

Saiu da balada e bateu aquela fome? Que tal conhecer a Bella Paulista, fervidíssima padaria ao lado da Avenida Paulista que reúne dezenas de pessoas [maioria gay] logo pela manhã, para recarregar as energias com suas comidas deliciosas. Dica do Paulistano aqui, peça o lanche Jardins com Presunto Parma, mussarela de búfala, tomate fresco, molho mostarda e rúcula. Um delícia!

Museus e Exposições

Tá que você virá para São Paulo e não conhecerá alguns de nossos museus e centro culturais!

O Centro Cultura Banco do Brasil possui diversos espaços e sempre tem uma mostra diferente acontecendo! Inaugurado em 2001 em um prédio no centro de São Paulo é um dos principais espaços culturais da cidade. Você não pode deixar de conhecer, até porque os preços são bem justos.

Itaú Cultural, localizado na Avenida Paulista é uma boa pedida. Com uma programação diversificada é voltado para produção de conteúdo e incentiva a difusão e manifestação artístico-cultural. Tem de tudo: eventos culturais como exposições, mostras audiovisuais, espetáculos de dança e teatro, shows, seminários e até cursos.

Se você quer conhecer um pouco da história do Brasil, nada melhor que visitar o Museu do Ipiranga com seu acervo enorme de obras de artes e objetos históricos, principalmente aqueles que tem ligação com a Independência do Brasil. Você precisa passar pela sala com o quadro Independência ou Morte do artista Pedro Américo que é simplesmente enorme!

Turismo Gay - São Paulo

@ Museu do Ipiranga

São Paulo é uma cidade grande enorme e para fazer turismo gay e conhecer seus principais pontos é precisa disposição e tempo, porque não é fácil andar pela cidade mas as linhas de metrô dão uma força porém evite os horários de pico [ 6h às 9h e entre 16h e 19h] ou você conhecerá o que é ser uma sardinha em lata.

São Paulo: Amo viver aqui e chamá-la de minha cidade! Aqui tem seus problemas mas nada que um pouco de paciência e disposição não ajudem.

Faça as malas e avise, quem sabe não dá para mostrar um pouco mais da cidade da garoa?

Disney Tóquio realizará casamento entre homossexuais

[twitter-follow screen_name=’Mr_Lan_’ show_count=’no’]

))) Quem quer ir pra Disney no Japão casar comigo põe o dedo aqui>>>>>> (   ). Brincadeira a parte, fiquei sabendo que, apesar do casamento gay  não ser legalmente reconhecido no Japão, a Disney de Tóquio anunciou na quinta-feira passada que casais gays podem realizar sua cerimônia de casamento no parque.

A primeira felizarda será Koyuki Higashi, de 27 anos,  que consultou a administração da Disney sobre a possibilidade de fazer ali sua festa de casamento com sua parceira, Hiroko.

(Foto: Getty Images)

A princípio, ela foi informada que o casal deveria se vestir como “homem e mulher”, mas a informação acabou sendo negada pela porta-voz do Milial Resort Hotel, um dos hotéis que ficam dentro do parque, e onde muitas festas casamentos acontecem. Koyuki e Hiroko não poderão trocar votos na capela cristã, mas poderão se vestir como quiserem.

O casal visitou a Disney e Koyuki escreveu em seu blog: “Mickey ficou surpreso quando viu que éramos um casal de meninas, mas contamos que estávamos lá para agradecer e ele celebrou conosco”.

Elas optaram pelo  “Disney Royal Dream Wedding”, que terá a participação de personagens da Disney e festa no Castelo da Cinderela. E, para concretizar a cerimônia pagaram mais de US$ 70 mil. (SETENTA MIL DÓLARES! Por esse valor eu casaria até um Camelo com uma Égua Pocotó).

A decisão da Disney foi comemorada pelos ativistas e a imprensa japonesa deu destaque para a história porque o Japão é  um país conservador, principalmente quanto a homossexualidade. Exemplo disso: em 2010, o governador de Tóquio, Shintaro Ishihara, chegou a declarar que os participantes de uma parada gay em São Francisco eram “deficientes”. E a primeira grande parada gay de Tóquio foi realizada no mês passado.

Enfim, só nos resta torcer pra que as japas sejam felizes juntas e que mandem um convite + passagem + hospedagem pra gente aqui do DQOGG cobrir o casório. : )