facebooklikebutton.co

Category Archives: Masturbação Mental

A arte de conquistar ou de me conquistar

conquistar

A arte de conquistar alguém

[Leia ouvindo: Christina Perri – A thousand year]

Alguns são conquistados por músculos, então horas de academia, alimentação regrada e muito suor conquistam esses caras. Outros são conquistados por tudo aquilo que o dinheiro pode proporcionar: viagens, restaurantes chiques, presentes caros… Não sou conquistado por nada disso!

Pode me chamar de brega, de antiquado, até de carente se preferir, isso não muda quem sou, o que sinto ou como sinto. Muito menos muda o que me atrai em um homem, porque sou conquistado por aquilo que não acaba, inteligência, carinho, companheirismo, valores…

Sou conquistado por uma série de atributos que poucos têm nos dias de hoje: valores. Seja uma olhar verdadeiro, um sorriso de lado quando conto alguma piada tosca, um toque de pernas por baixo da mesa, um abraço sincero e aconchegante ao final da noite. Isso tudo me conquista… e excita.

Chega o momento que quero cuidar dessa pessoa, ajudar a superar seus problemas, seus dilemas, suas neuroses. Quero deitar ao seu lado, abraçá-lo e fazer carinho a noite inteira. Sentir sua pele quente tocando a minha, o calor, amor, seu calor. Massagear seu corpo depois de um dia de trabalho, massagear seus pés depois da correria do dia a dia, massagear sua alma com beijos e amor.

As vezes o problema não está em conquistar, mas em ser conquistado por alguém. Até que ponto você já desistiu e se contentou em ser apenas mais uma noite para saciar a vontade de sexo de alguém? Ou se contentou em ter o sobrenome Hornet, Grindr ou Tinder, esquecido, no celular de alguém? Você é muito mais do que isso! Acredite!

Ok, você, assim como eu, já passou por diversos relacionamentos que não deram certo, muita coisa rolou e ainda rolará em sua vida, mas vale a pena definir seu caminho por causa de más experiências? Não é melhor aprender com essas experiências e seguir em frente? A vida continua e não espera nenhum retardatário no meio do caminho.

Sabe aquela máxima: Trate o próximo como gostaria de ser tratado? Inicie a mudança por você, que as pessoas a sua volta o acompanharão nessa mudança e, dentro de pouco tempo você verá como conquistar e ser conquistado é uma questão apenas de encontrar o cara certo.

Tipos de homens babacas

Tipo de Homens Babacas: Fuja deles!

tipos de homens babacas

Pode parecer ironia, mas mesmo nós que aconselhamos tantos gays também sofremos com algumas situações estranhas em nossas vidas. Eu tenho sofrido com os homens babacas. De verdade, nos últimos tempos acho que Deus resolveu mandar todos os tipos de homens babacas de seu estoque para minha vida!

Tipos de homens babacas

O Conquistador

tipos de homens babacas
Dentre os tipos de homens babacas mais comuns está o Conquistador. Ele não busca nada, quer apenas que você seja eu pet, inflando o ego dele o máximo que pode, para deixá-lo feliz. Enquanto ele está feliz com a atenção e convites que ele sempre nega de te ver, você continua infeliz e tentando entender o porquê dele não ter tempo para você. Típico cara que elabora toda uma noite de queijos e vinhos só para te fazer cair de amores por ele.

O Sumido

tipos de homens babacas
Vocês se viram algumas vezes e do nada o cara some. Passa semana sem te mandar um ‘oi‘ e do nada resolve aparecer. Muitas vezes esse cara está é com vontade de transar, e por você ter dado atenção para ele por um tempo pensa que com você será mais fácil ter uma noite de sexo enlouquecido. Fuja: Ele só quer transar e sair fora como fez das outras vezes.

O Ocupado

tipos de homens babacas
Você convida o cara para sair e ele sempre está ocupado, mas sempre têm fotos dele nas baladas rodeado de gente e curtindo a vida. Querido, ele não tem tempo para você e não quer curtir com você! Aceita que dói menos!
Se ele quisesse realmente te ver, quando você o chamasse para sair mesmo que não pudesse, daria uma outra opção de dia, nem que seja para se ver rapidamente. Tenho uma regra clara que criei faz pouco tempo na minha vida: Dou 3 chances de chamar o cara para sair. Se ele não aceitar na terceira tentativa, ele que me convide para alguma coisa. Aprendi isso a duras penas.

O Ciumento

tipos de homens babacas
O cara faz questão de dizer que não tem nada sério com você e que estão apenas de pegação, mas fica em cima de qualquer cara que te dá em cima de você.. Esse cara não presta, é bem parecido com o Conquistador, que quer apenas alguém para inflar o ego e nada além disso.

O Exibido

tipos de homens babacas
Você passa horas na academia para manter o corpo em dia e o babaca exibido não quer nada com você, quer apenas te fazer de troféu para os amigos dele com quem diz: ‘Olha o que [objeto] estou pegando‘. Para ele você não passa apenas de um acompanhante de luxo, para levar para os lugares e circular por aí. Não seja troféu de ninguém, você merece mais do que isso!

O Indeciso

tipos de homens babacas
Esse é um dos piores, talvez a junção de todos os anteriores. Faz juras de amor mas passou dois dias ele some! Uma mistura do Conquistador com o Sumido, daquelas junções perigosas que te deixa perdido! Ué, mas ele tá afim ou não? Não, ele não está afim de você e está mais perdido do que puta em orgia de adolescente.

Será que você está perdendo tempo com alguns desses tipos de homens babacas e perdendo a oportunidade de achar alguém que vale a pena? Não sei, mas é bom pensar em como o cara te trata para ter uma ideia disso, mas fique sempre de olho para saber se você é apenas o lanchinho do fim de semana ou será o jantar diário para o resto da vida.

Não é para deixar e acreditar que um dia surgirá um cara bacana na sua vida, mas fique alerta para não cair na lábia de nenhuma desses tipos de homens babacas. Auto estima agradece!

Esqueci de algum babaca? Coloque nos comentários os tipos de babacas que passaram na sua vida!

Lágrimas ao vento

Lágrimas…

lágrimas

As vezes a dor é tamanha que muitos pensam em desistir, mas segure-se que as lágrimas uma hora secam e os problemas aos poucos tendem a se resolver da melhor forma possível.

As lágrimas tendem a cair, mas é nessa hora que mais devemos abrir mão de antigos pensamentos, sair fora da caixa em que vivemos e seguir em frente, juntando todas as forças, unindo-se aos amigos, pedindo ajuda… E mesmo que as lágrimas voltem a cair, é preciso calma para resolver os impasses da vida.

A fuga pode ser o caminho mais curto para acabar com os problemas, mas será que o fim, aquele fim, é a saída correta a tomar? Acabar consigo, atentar contra seu próprio corpo nunca e o caminho correto a seguir. Como se mil placas de PARE sinalizassem que deve voltar do ponto onde está. Por que não fazer o caminho inverso e realmente viver, sem pressa, sem medos, sem lágrimas, apenas a felicidade?

lágrimas

Não é fácil viver feliz o tempo todo. Para falar a verdade é quase impossível com o tipo de vida que a humanidade vive nos dias atuais, mas uma coisa vale a pensa dizer:  A vida vale a pena!

Se você é daqueles tantos que já pensou em suicídio, repense seus conceitos! Acabando com sua própria existência você perde a grande oportunidade de alcançar a felicidade. Os problemas vem e vão, esse é o ciclo da vida, mas entre um problema e outra podemos muito bem ser felizes.

Até durante os problemas podemos ser felizes, basta mudar um pouco a forma como os vemos. Quem sabe usa-los como uma oportunidade para mudar? Mudar de vida, de casa, de emprego, de namorado, reinventar-se já que as coisas não vão tão bem assim? Ter uma visão assim dos problemas não é fácil, mas que tal antes de tentar algo tão definitivo como o suicídio, não tentar ver a vida dessa forma?

lágrimas

Lágrimas vem e vão, assim como as alegrias mas o suicídio é aquele caminho sem volta, onde acabamos com todas as oportunidade de, um dia, ser felizes.

Ouça essa música e pense a respeito:

Imagem de Amostra do You Tube

O medo nosso de cada dia

O medo do desconhecido

o medo

Medo, aquele sentimento que faz gelar nosso estômago e paralisar frente ao desconhecido, mas será que sempre o medo é algo ruim? Muitas vezes é o medo irracional, impensado.

O medo é um produto de reações produzidas pela nossa cabeça a determinados estímulos, embora possa sentir-se de forma bastante real quando se sente no nosso corpo.

O medo é, quase sempre, um divisor de águas, ou você se entrega ao medo e permanece na mesma situação ou junta toda a coragem para enfrenta-lo e dá mais um passo rumo ao crescimento pessoal.

Coragem não é apenas se jogar nas situações mais complexas, coragem mesmo é conseguir enfrentar seus medos. Isso sim é coragem, e das grandes! Dar aquele passo, mesmo que temeroso e ver no que dá. Pagar para ver e apostar naquilo que você sente.

Início de relacionamento, quando você conhece aquele cara maravilhoso é cheio de frios na barriga, dúvidas se ele realmente curtiu, se irão se ver de novo… Quem nunca passou por isso que atire a primeira pedra. Agora o diferencial é se você ficará com medo de dar mais um passo ou se tentará fazer dar certo.

Tem uma música da Christina Perri, A Thousand Years da Saga Crepúsculo que numa parte fala exatamente isso:

Como ser corajoso;
Como posso amar quando tenho medo de cair?
Mas vendo você sozinho;
Todas as minhas dúvidas de repente vão embora
De alguma forma.’
#OneStepCloser

Aprenda: O medo é uma sensação natural e o único jeito de ultrapassa-lo é enfrenta-lo. Muitas vezes quando enfrentamos o medo, depois de passar por tudo que nossa decisão acarreta, vemos que não era tão complicado assim.

Que tal você entender um pouco mais sobre si mesmo e descobrir quais são seus maiores medos? Nada melhor do que uma boa reflexão para um crescimento real.

Assista Christina Perri – A Thousand Years com a tradução:

Imagem de Amostra do You Tube

Preconceito nossa de cada dia

Preconceito: Quem nunca?

preconceito

Gays e lésbicas no mundo todo lutam contra o preconceito que sofrem, mas será que todos param para pensar no preconceito que nós mesmos perpetuamos? Falo isso porque vira e mexe vendo gays ou lésbicas sendo tão intolerantes com a diversidade humana quanto aqueles que militantes gays lutam.

Ninguém está a salvo de ter preconceito, as vezes é um sentimento inconsciente que nem temos noção, mas ele existe sim no coração de todas as pessoas. Talvez seja um traço genético, uma falha de caráter de nossa espécie ou falta de noção mesmo. Acho que é tudo isso e mais um pouco.

Qualquer sentimento pode ser trabalhado de forma positiva, somos eternas metamorfoses, sempre a caminho do aprimoramento, pelo menos na teoria. O importante para resolver qualquer problema é dar o primeiro passo: saber que o problema existe. Depois disso para resolver é apenas começar.

Quantas vezes vejo gays destilando o veneno do preconceito contra pessoas de nosso próprio universo gay? Quem nunca ouviu alguém comentar:

– ‘É barbie, com certeza não tem cérebro‘.
– ‘Travestis são perigosas, todas fazem programas‘.
– ‘Não curto gays efeminados‘.
– ‘Vai para a balada X, com certeza é uma drogada‘.
(…) e por aí vai.

Tantos curtem falar do preconceito que sofremos por conta dos fanáticos religiosos no Brasil, mas quantos julgam qualquer deles como ignorantes ou burros por contribuir com o dízimo de suas igrejas? Conheço muitos religiosos, minha família é composto por pessoas que acreditam muito em algo, somos tão diversos em nossas crenças, tão diversos em nossas opiniões mas nem por isso deixamos que essas diferenças acabem com o diálogo, a troca de experiências ou o amor que sentimos uns pelos outros.

Lembro como se fosse hoje: Estava assistindo o BBB 11 e a Paulinha, uma gordinha, participava de uma prova ou algo assim. Estava no twitter, comentando, tirando sarro mesmo e a Paula Bastos do blog Grandes Mulheres apenas disse algo parecido com: ‘Não esperava isso de você, ainda mais porque você também sofre preconceito‘.

Eu mereci essa chamada dela? Com certeza! Quem me deu o direito de tirar sarro de alguém por conta de seu peso? Fui preconceituoso, indelicado e sim, perpetuei através de uma brincadeira, o preconceito contra gordos. Aprendi a lição e hoje antes de falar penso centenas de vezes e se algum pensamento assim vem a minha mente me repreendo.

Sou da opinião que a melhor forma de curar o preconceito seja o respeito mútuo. Sabe aquela velha frase que escutamos sempre: ‘Seu direito termina onde começa o meu‘? Pois então, vamos colocar me prática isso e respeitar o direito do outro ser o que quiser, quem quiser… desde que isso não ultrapasse a linha do nosso direito de conviver pacificamente.

Viva a diversidade humana. Abaixo o preconceito!

Síndrome de Peter Pan

Síndrome de Peter Pan: Cuidado!

síndrome de peter pan

Síndrome de Peter Pan se caracteriza por comportamentos imaturos em aspectos comportamentais, psicológicos, sexuais ou sociais. Segundo Dan Kiley, o indivíduo tende a apresentar rasgos de irresponsabilidade, rebeldia, cólera, narcisismo, dependência e negação ao envelhecimento. Isso soa familiar?

A grande dificuldade é de amadurecimento pessoal, em vários níveis psicológicos. Na verdade, o lado moleque desse indivíduo revela a sua insegurança e o seu medo de lidar com situações que exijam maturidade.

As pessoas que sofrem da Síndrome de Peter Pan preferem, na maioria das vezes, se abster de grandes responsabilidades com um relacionamento e buscam sempre aquele prazer imediato em tudo que vive.

Tem-se discutido nos meios acadêmicos que a causa da Síndrome de Peter Pan esteja relacionada a personalidade da pessoa por meio da sua criação e educação, ainda na sua primeira infância, entre seus 5 e 6 anos de idade aproximadamente.

Todos conhecemos a história do personagem Peter Pan, um menino que vivia na Terra do Nunca, cercado pelos Garotos Perdidos e fada Sininho e que não crescia. Vivia aventuras diárias seja lutando com o Capitão Gancho, seja salvando a Wendy de alguma enrascadas.

Vejo que o número de gays que sofrem da Síndrome de Peter Pan aumenta a cada dia. Irresponsáveis e eterno meninos, vivem enfurnados em baladas levando a tão sonhada vida boêmia balada, academia, drogas e chegando muitas vezes a extremos.

Que todos queremos lutar contra o envelhecimento físico isso é fato, veja o número de homens gays, ou não, que buscam salões de beleza, cirurgiões plásticos e toda tecnologia criada nos últimos anos para combater aquelas rugas indesejadas, pele flácida e tudo mais que odiamos quando chegamos a certa idade e nos olhamos no espelho. O problema não é tentar parecer jovem, bonito e saudável; o problema é quando fogem da realidade.

Só lembrando que as vezes é importante salpicar um pouco do pó de pirlimpimpim sobre nossas cabeças para voar e sonhar, desde que saibamos a hora de descer, colocar nossos pés no chão firme e voltar a realidade.

Imagem de Amostra do You Tube

Não crie expectativas

Não crie expectativas e surpreenda-se

não crie expectativas

A vida é curta e precisamos aproveita-la ao máximo, viver conforme conseguimos… E nesse meio tempo também precisamos ser felizes.

Muitas vezes vejo amigos e amigas sofrendo porque seu grande amor não correspondeu as expectativas de faze-lo feliz. Caramba, a única pessoa que pode nos dar a tão sonhada felicidade somos nós mesmos. Porque jogar a culpa e frustrações nas costas de alguém, que como nós, busca a felicidade?

Muitas vezes idealizamos o homem perfeito, corpo sarado, rico, montado em um cavalo branco, vindo nos salvar da torre onde somos cativos. Doce ilusão!

Muitas vezes nosso ‘príncipe encantado‘ parece mais o Shrek mesmo! Não tem o corpo sarado, até uma barriguinha de cerveja que amamos mesmo assim. Não tem um cavalo, muito menos branco, quem dirá um carro… Na realidade ele vem montado em um ônibus, usando um tênis velho.

Não crie expectativas em um relacionamento, viva-o conforme as coisas acontecem e o mais importante: lembre-se que o príncipe encantado não é perfeito, ele peida, arrota, passa cheque, não faz as coisas que você quer, as vezes está de mau humor e acorda com remela nos olhos!

não crie expectativas

A melhor forma de viver sem peso é não esperar que as coisas aconteçam conforme você quer e na hora que você quer. Ninguém é dono de ninguém, muito menos será nosso salvador. Nosso companheiro pode sim nos ajudar a chegar onde queremos, mas a responsabilidade é inteiramente nossa de alcançar nossos objetivos, inclusive de ser feliz.

Não crie expectativas! Muitas vezes depositamos as fichas em quem não merece mas a paixão que sentimos [e muitas vezes chamamos de amor] nos cega da verdade. Por isso que sempre é preciso dar um passo de cada vez, viver o dia como se não houvesse amanhã… Aproveitar de verdade a companhia!

Ser surpreendido é uma delícia, por isso não crie expectativas. Cada expectativa que você cria na sua mente pode ser um sonho desmoronado amanhã.

Não crie expectativas e surpreenda-se!

Quem muito escolhe acaba escolhido

Quem muito escolhe…

quem muito escolhe

Vivemos em um mundo cada vez mais ágil, rápido e seletivo, mas vamos combinar que ser seletivo é uma coisa mas ser seletivo demais é outra? É aquele velho ditado: Quem muito escolhe acaba escolhido. Isso serve para mim também, admito!

Muitas vezes a cobrança começa por nós mesmos, desencadeando em um efeito dominó que passa o crivo crítico para tudo e todos que nos cercam. De amigos, a companheiros de trabalho, de família a relacionamento. Cobramos o outro como se fossemos perfeitos, seres onipotentes acima do céu e do inferno. Ledo engano o nosso.

Temos que ser perfeitos, lindos, bem sucedidos, alegres, cultos, bem humorados, bem vestidos, másculos, falar grosso, bons de cama, dar um twist carpado, chupar cana e assobiar e ainda fazer gozar duas vezes sem tirar. Qual humano consegue tudo isso e ainda ser feliz? Ninguém, aposto!

A vida já é complicada e todos estamos aqui para aprender e crescer como pessoas, então por que se cobrar tanto? E pior, por que cobrar tanto a perfeição do outro, se nós mesmos não somos dignos de tanta perfeição assim?

Minha mãe sempre disse: Quem muito escolhe acaba escolhido e concordo que depois de anos ouvindo essa ladainha, aprendi a duras penas que é uma realidade. Dura, mas realidade! Até porque quando estamos realmente apaixonados por alguém, essas diferenças tem alguma importância além de cobrança?

Claro que não devemos abrir exceções demais e perder completamente o senso crítico ou critérios que sejam diferentes demais de nossa realidade, mas ser chato demais e idealizar o homem perfeito é, acima de tudo, imaturidade emocional das bravas!

Homem perfeito não existe! Talvez nos contos de fadas, mas já reparou que o Príncipe Encantado só aparece no fim da história para salvar a mocinha? Será que se fossemos mais a fundo em sua personalidade e caráter ele continuaria príncipe E encantado? OU viraria um sapo sem encanto nenhum?

Para alguns somos o príncipe encantado, para outros, apenas o sapo! Quem muito escolhe, acaba vivendo na lagoa… sozinho!

0,20 centavos – Brasil, um país de poucos

Um país de poucos!

0,20 centavos um país de poucos

O que esperar de um país que não tem história? Ou melhor, até tem mas que não é lembrada pela população que, semi analfabeta, mal sabe ler e escrever, quanto mais tem o hábito de conhecer suas origens? Esse é o Brasil, um país de todos? Esse é o Brasil, um país onde apenas quem tem dinheiro vive, o resto sobrevive como pode.

Esse mês o Brasil viu estampado em todos os principais jornais e revistas do mundo sua luta, não por 0,20 centavos, mas por respeito a nossa inteligência, respeito a luta diária de milhões de brasileiros que todos dias se matam para manter seu sustento e de sua família. Esse é um país de poucos!

Não falamos de 0,20 centavos de aumento no transporte público de São Paulo, mas no desrespeito em aumentar ainda mais o valor de um serviço precário, lotado e longe do ideal para atender a população. Ou você acha justo pagar mais caro para ir em pé, em ônibus lotados, que demoram uma eternidade para passar? Sem falar que essas empresas de transporte são de empresários, muitos desses com ligações com políticos ou pior, testas de ferro para esses mesmos políticos.

Não sou tão otimista quanto aos brasileiros, confesso! Como em diversas lutas que tivemos nos últimos tempos, essa talvez seja mais uma que caia no limbo da memória do povo e dentro em breve nem se lembrem de mais nada. Essa é a realidade brasileira, infelizmente! O povo tem memória curta.

Ser brasileiro não é matar um leão por dia, é matar dezenas deles. Quando saímos de casa estamos expostos a violência crescente e de um policiamento ineficaz, muitas vezes truculento. Uma justiça lenta que ou beneficia ladrões ou protege políticos que criam as leis que os protegem, embaixo do nariz de todos nós. Salário mínimo que é quase um vale coxinha. Hospitais superlotados. Escolas precárias…

Mas o que esperar de políticos que controlam as atualizações orçamentárias de seus próprios salários e benefícios? Ou você acha justo eles receberem 15° salário? Um salário de mais de R$ 26 mil, R$ 1 mil de ajuda de telefone, auxílio moradia, auxílio meu cu com gloss da Sandy… Enquanto isso o assalariado recebe um salário mínimo de pouco mais de R$ 600. Não são os 0,20 centavos a ira da população, é muito mais que isso!

São os bilhões de reais desviados todos os anos para os bolsos dessa laia de eleitos, que deveriam representar os NOSSOS interesses e não os deles! A insatisfação é contra a merda dos estádios construídos com bilhões do NOSSO dinheiro, enquanto pessoas morrem diariamente em hospitais sem médicos, enfermeiros, macas e até remédios. A insatisfação é com a educação deficitária que milhões de alunos tem na rede pública, com professores que ganham pouco mais de R$ 800 [3% do salário de um corrupto deles].

Pior é ler que o excesso de democracia afeta a organização da Copa. Por mim, nem existiria copa no Brasil! Beijos para o Valcke!

Nossa insatisfação é maior que 0,20 centavos! Nossa insatisfação é com tudo que usurpam de nossos direitos, impostos e respeito.

Hoje São Paulo fará mais uma manifestação pacífica, estaremos lá junto com toda a população, e não importa que sejamos gays, héteros, bissexuais, católicos, evangélicos… somos todos brasileiros!

Vem pra rua não pelos 0,20 centavos mas por tudo que passamos diariamente nesse país de poucos!

Imagem de Amostra do You Tube

Juntando os cacos no fim de relacionamento

Juntando os cacos

juntando os cacos

No fim de alguns relacionamentos muitas pessoas se sentem em frangalhos, depressivas e sozinhas. É normal sentir-se assim, isso apenas mostra que temos sentimentos e nos estamos feridos, magoados e traídos. É nessa hora que vamos juntando os cacos no fim do relacionamento.

Não é fácil o fim de relacionamento, quem nunca passou por isso e depois de um certo tempo superou? Juntando os cacos podemos nos sentir inteiros de novo, não que estejamos parciais em nossa essência mas precisamos curar as feridas e o coração partido.

Uma vez falei aqui no blog sobre emendar um namoro no outro e na necessidade que temos em ter um tempo só nosso para pensar e repensar sobre os erros que cometemos e os que o outro cometeu no relacionamento.

juntando os cacos

Refletir sobre nossos erros, juntando os cacos do passado, nada mais é que aprender e fixar o aprendizado adquirido com a experiência. E por mais que ainda exista mágoa com o ex namorado, é preciso ser frio e admitir que existiram momentos felizes.

Juntando os cacos do coração nada mais é que voltar a andar com as próprias pernas, já que muitas pessoas colocam o peso da própria felicidade no outro, no tal grande amor da vida que só existe em contos de fada.

O peso de ter que fazer alguém feliz é enorme, mesmo que não saibamos. Relacionamento nada mais é que duas pessoas que se amam e têm uma vida em comum, mas o peso de nos fazer feliz é exclusivamente nosso! Não adianta delegar essa responsabilidade ao outro!

Se você está juntando os cacos de um relacionamento, lembre-se daquele tal grande amor que sentia por aquele menino quando era bem jovem, aquele mesmo que você achou que não poderia viver sem na vida. Passou, não passou? Por que com esse seria diferente?

O fim de qualquer coisa, relacionamento, trabalho, amizade, ciclo… É uma ótima oportunidade de recomeçar, mudar, fazer tudo diferente, sair da zona de conforto e ir à luta… Mesmo que depois recomece tudo de novo juntando os cacos. E de novo. E de novo…