facebooklikebutton.co

Author Archives: Leandro Lan

É errado me relacionar com o ex do meu ex ?

Na madrugada, leitor do blog ficou com ex de seu ex e não sabe se está agindo certo

ex do meu ex

Imagem: SXC|Freeimages – meramente ilustrativa

“Um tempo atrás meu ex comecou a namorar um carinha, meses depois eles se separaram. Logo que se separaram Lenno (ex do meu ex) , me mandou mensagem , começamos a teclar e um tempo depois marcamos de nos encontrar só pra conversar , EU NAO TINHA INTENSÃO ALGUMA DE FICAR COM ELE , só pra deixar claro.

Conversamos, já era tarde da noite e não tinha como eu ir pra casa, Lenno pediu pra eu dormir na casa dele, então eu aceitei… Dormimos em camas separadas. Na madrugada me senti solitário e pedi para que Lenno  viesse dormir comigo, então ele veio , e nos beijamos e rolou o que tinha que rolar…

Estamos tendo um rolo até hoje, e queria saber se estou fazendo errado em me relacionar com o Ex do Meu Ex .

Aguardo a resposta …”

Carlos, 17 anos, Roraima.

OLAAARRRR, Carlitos! Tudo bem?

Eu li seu email e essa parte jamais sairá da minha mente:

“NA MADRUGADA ME SENTI SOLITÁRIO E PEDI PARA QUE LENNO VIESSE DORMIR COMIGO, ENTÃO ELE VEIO, E NOS BEIJAMOS E ROLOU O QUE TINHA QUE ROLAR…”

Morri por dentro tentando imaginar “o que rolou”, sei que foi rôla, mas você podia escrever para me contar esse babado direitinho.

Na real, acho que tu es algum tipo de ninja vingativo! Planejou tudo depois de assistir Revenge e pegou o ex do seu ex para se vingar dele por ter te abandonado…

To até ouvindo Perlla, “NA MADRUGADAAA, ABANDONADAAAAAA E NÃO ATENDE O CELULAAAAAR!” enquanto te respondo.

Falando sério, ficar com o ex do seu ex não é errado. Em minha opinião, errado seria se você tivesse feito alguma coisa para que eles terminassem para ficar com ele. Errado seria ficar esfregando na cara do teu ex que agora está com o ex dele.

No mais, se vocês dois estão solteiros e se curtem, aproveitem.

Eu, no seu lugar, evitaria todo o drama e nem olharia para um ex de ex meu. Evito AO MÁXIMO ficar até com ex de amigos para não dar confusão…

Mas enfim, que bom que arrumou alguém para não te deixar abandonadaaaa na madrugadaaaa.. Tira tchoron tira tchoron ou ah ou há!

Imagem de Amostra do You Tube

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Posso transar sem camisinha?

Corro perigo ao transar sem camisinha em um relacionamento monogâmico?

Imagem meramente ilustratica - (SXC FreeImages)

Imagem meramente ilustratica – (SXC FreeImages)

Oi, vivo com uma pessoa do mesmo sexo, sei que ele não tem nada e eu tbm não, confio nele e ele tbm confia em mim. Fazemos sexo sem camisinha, todas as vezes que fazemos ele ejacula no ânus e eu quando o penetro acabo ejaculando dentro do ânus.

QUAL O RISCO DE NÓS FAZERMOS SEM CAMISINHA? Somos fiéis um ao outro!

Anônimo

Opa, tudo bem, anônimo?

Tenho uma dúvida: você e seu companheiro sabem que ambos não têm nada porque fizeram exames médicos que comprovam isso?

Ou apenas sabem por que acreditam que nada de mal jamais vai acontecer com vocês pelo simples fato de que Deus é amor, amor é vida e vida é tudo menos doenças sexualmente transmissíveis?

Espero que seja por conta da primeira alternativa.

A questão nem é tanto a fidelidade de vocês e também não é pelos vinte centavos! É  arriscado porque algumas doenças venéreas ficam encubadas por um tempo e podem não ter sido detectadas no momento do exame, se é que fizeram exames. E, claro, um de vocês pode deslizar e transar com alguém que tenha doença venérea enquanto estão juntos…

Enfim, transar sem camisinha não é recomendado porque ambos podem ter se contaminado antes da relação monogâmica. E podem se contaminar enquanto estão nela, mas cada um sabe de si.

Os riscos que vocês correm são todos, menos engravidar!

Sífilis, HIV, Hepatite, Gonorreia, Herpes… Ou seja, todas as doenças sexualmente transmissíveis.

Para mais informações, LEIA ISSO e vá a um posto de saúde (re)fazer os exames.

Beijas, L^^e!))).

Sou pedófilo?

Adolescente quer saber se é pedófilo por se relacionar com menino de 14 anos

Imagem: SXC - meramente ilustrativa

Imagem: SXC – meramente ilustrativa

“Olá gostaria de fazer uma pergunta

Tenho 16 anos e estou tendo relação com um garoto de 14, isso é pedofilia?

Não diria que seja namoro, pois eu sinto atração por mulheres também, mais ele sempre me provoca e isso me excita muito.”

Anônimo

Olar, anônimo!

Vamos lá, titio L^^e! vai te explicar…

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, Pedofilia é um transtorno da preferência sexualOu seja, é uma doença.

Quem sofre desse mal é conhecido como “Pedófilo”. Mas para fazer parte desse “time”, é preciso ser adulto. Você ainda não é um.

Pedófilos são:

  1. Pessoas adultas (19 a 59 anos de idade);
  2. Homem ou mulher;
  3. Têm preferência sexual por crianças – meninas ou meninos – do mesmo sexo ou de sexo diferente, que ainda não atingiram a puberdade ou estão no início da puberdade, de acordo com a OMS.

O código penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos.

E tem mais, conforme o artigo 241-B do ECA, também é considerado crime, inclusive, o ato de adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

Agora que esclarecemos os pontos-chaves sobre Pedofilia, concluímos que, perante o Censo brasileiro, você e o mocinho são adolescentes, pois estão entre os 12 e 18 anos. Então, não cometem nenhum crime quando se relacionam.

Contanto que o relacionamento de vocês seja consensual = você e ele aceitam e querem o relacionamento, está tudo bem.

No mais, se você tem irmãos menores ou conhece pessoas com crianças pequenas, vale alertá-los sobre como combater a Pedofilia, veja essa cartilha.

Todo cuidado é válido contra a Pedofilia!

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Eu tenho pênis pequeno

Como se sentir seguro tendo pênis pequeno?

Foto: IstockPhotos - Meramente ilustrativa.

Foto: IstockPhotos – Meramente ilustrativa.

“O assunto que eu quero tratar é um tanto delicado para mim. Eu tenho o pênis pequeno. Mede 12 cm ereto.

Eu não sei mais o que fazer, isso me impede de ir adiante com qualquer relacionamento, fico muito inseguro. Nunca tive nenhuma experiência com ninguém, nem beijar eu beijei. Isto está me atrapalhando muito.

Esses dias conheci um carinha, gostei muito dele e ele de mim. Dei meu telefone para ele e começamos a conversar. Mas quando vi o que tinha feito, entrei em desespero por causa do tamanho do meu pênis e o dispensei.

Fiquei muito chateado, tinha gostado muito dele, e ainda o vejo todos os dias, mas não falo com ele. O tempo inteiro isso me atormenta. Quando vejo que tem algum carinha flertando comigo não consigo fazer o mesmo, fico pensando “nem adianta, quando ele ver vai te dispensar”. Não aguento mais, esse pensamento não sai da minha cabeça.

Minha adolescência está passando e eu não estou fazendo nada, nunca nem dei um beijo. Às vezes penso que nunca vou ter um relacionamento, porque só de pensar na reação dos caras quando verem o tamanho fico deprimido e cada vez mais inseguro.

Não tenho nenhum amigo que saiba que eu sou gay, não tenho ninguém para conversar sobre nada dessas coisas que atormentam. Passo cada dia entalado, sufocado.

Espero uma resposta, abraços!!”

Otávio, 16 anos.

Olar, Otávio! Prometo não ser maldoso na resposta (conforme você me pediu no email).

Seguinte, você se martiriza e se cobra tanto por ter pênis pequeno que esquece de uma coisa: não é o único na face da Terra com o pênis menor do que a média brasileira (16 cm), aliás, a média mundial é de 13,6 cm, sabia? Não tão distante da medida da sua piroca juvenil.

Fora o tamanho, existe uma infinidade de tipos de pênis. Então, não se prive de conhecer pessoas interessantes, de beijar na boca e dar uns amassos porque o seu não é considerado ideal.

Atualmente, a galera está tão objetiva que quem ligar para tamanho do pênis já vai deixar isso claro antes de te encontrar pessoalmente. Seja sincero quando perguntarem. Se o cara procurar uma jeba de 25 cm, azar o dele. Perderá a chance de conhecer um cara bacana como você. E siga em frente.

Acho que quando tem que ser, acontece. Sim, sou romântico. Mas prático também. Não adianta mentir porque uma hora vai ter que ficar peladinho da Silva e nenhum jogo de luz vai dar jeito na situação.

Se cobrar, se culpar e se desesperar por conta disso também não ajuda em nada. Então, vá a luta. Você é desse jeito e quem não gostar que não saia contigo.

Tem mais: rola satisfazer passivos com o tamanho do seu pênis sim. Tem quem não curta de jeito algum transar com caras bem dotados. Basta encontrá-los.

Duvida? Olhe para a foto das Joaninhas aí em cima… Se até elas transam, procriam e são felizes, por que não terias o direito de fazer o mesmo?

Além disso, você também pode ser passivo ou até ‘Gouine… Então, tire o atraso. Se permita paquerar, conquistar e até transar. Mas sem afobação, e use camisinha!

Se seus grilos continuarem, procure um/uma terapeuta. Com certeza a terapia irá te ajudar mais do que eu.

Beijas, e boa sorte!

L^^e!!!))).

Leia também:

Gays podem doar medula óssea?

Sofrerei discriminação ao me incluir no cadastro para doar medula óssea?

Foto: SXC Free Images (meramente ilustrativa)

Foto: SXC Free Images (meramente ilustrativa)

“Boa tarde e parabéns pelo blog.

Gostaria de saber se pra doar medula óssea tem que se declarar só hétero ou gay também pode?

Obrigado!”

Alex

Oi, Alex, tudo bem? Obrigado pelos parabéns! :)

Entendi sua pergunta. Está relacionada com o fato de homossexuais serem discriminados ao doar sangue, né?

Sobre doar medula óssea: ESSA ATIVIDADE TAMBÉM É PRAS GAAAAAYS!

Eu li uma entrevista com o Dr. Drauzio Varella sobre o assunto e já estou apto a servir de intermediário… Pelo o que entendi, não importa a orientação sexual do doador. Isso porque você irá apenas doar uma amostra do seu sangue que ficará cadastrada no sistema de doação de medulas ósseas do SUS.

Em um primeiro momento, eles não excluem nem quem tem HIV ou teve hepatite do cadastro, porque é tão difícil encontrar medulas compatíveis que o melhor é ter um cadastro apinhadinho de doadores (que já são escassos).

Então, você pode entrar de salto agulha e saia lápis no hemocentro e dizer para quem estiver na recepção: “VIM PARA SALVAR UMA VIDA HOJEM, KERIDAM, quero entrar no cadastro nacional de doadores de medula óssea e, depois disso, apenas vou ‘sashay away from here”.

A única coisa que te pedem, para ser incluído no cadastro, é que você esteja saudável na hora da doação da amostra de sangue.

Uma vez no cadastro, te chamarão quando houver um match de um receptor com seu lindo DNA, óh, diva doadora desse Tínder da vida real…

Em um segundo momento, aí sim, farão teste de sorologia para saber se você tem HIV, Hepatite ou qualquer doença passível de transmissão por conta do transplante.

Sobre doação de sangue:

Sim, gays são discriminados por lei ao tentar doar…

Segundo a Portaria 2712, de 12/11/2013, do Ministério da Saúde:

“Art. 64. Considerar-se-á inapto temporário por 12 (doze) meses o candidato que tenha sido exposto a qualquer uma das situações abaixo:

IV – homens que tiveram relações sexuais com outros homens e/ou as parceiras sexuais destes”.

Pois é, pois é, pois é. Gays são tidos como promíscuos e para detectar o vírus HIV é preciso fazer exames depois de dois meses do sexo desprotegido, eles preferem já barrar homossexuais de vez. Para não correr riscos de colocar sangue com HIV em um necessitado.

Isso mesmo que você entendeu, de acordo com a lei, TODOS os gays são promíscuos, então, fica “impossível” doar sangue já que o gay doador teria que ficar por 2 meses sem transar para fazer o exame de sangue e ficar comprovado que o sangue está apto para transfusões. “ÓH, MEU DEUS. MISSÃO IMPOSSÍVEL!” (Só que não).

Chato e cruel? Sim. Mas, é opção sua dizer a verdade sobre ser gay ou não, tanto na hora de doar sangue quanto medula óssea.

Você sabe o status, com certeza, da sua sorologia? Faz sexo sem camisinha? Não tem HIV nem Hepatite? Então doe sangue, medula, doe vida, fia!

Beijas, L^^e!))).

Um bafão sobre doação de sangue gay: AQUI

Mais sobre doação de medula óssea: AQUI.

Leia também:

Meu namorado não me ama

Meu namorado não demonstra interesse por mim, fico com ele ou vazo?

Meu namorado não me ama

Foto: freeimages ~meramente ilustrativa~

“Seria clichê dizer que sou fã e leio sempre o blog… Então, vamos direto ao drama?

Faz um mês que fico sério com um cara de 19 anos, a gente “trocou” o status do Facebook na semana passada. Porém isso fica somente em tese. A verdade é que não sei se ele gosta realmente de mim…

Fatos: 1º Ele faz o tipo de cara que já viveu bastante, e se decepcionou tbm, acho que talvez seja frio por isso.

2º Nunca disse que me ama, Ok! Até ai da pra entender, afinal Um mês é muito pouco, não?

3º O fato de não ligar, não mandar sms e não conversar muito acho que é um ponto a mais (Obs: A não ser quando quer me encontrar).

4º O fato de a cada 1 hora adicionar um cara diferente no Facebook… Poxa é tanta coisa…

Dai fico na dúvida:

Continuo com esse “Status” dou mais uma chance para o cara, ou acabo com tudo de uma vez?

Ele diz que se fechou para o amor, mas pelo menos poderia fingir que se preocupa… Da um Help!???? Preciso da Ajuda de vocês Urgentemente! .. Bjos !”

Rômulo, 15 anos, São Paulo

Romulesca, não sei quem de vocês dois é mais confuso. Vou tirar dois ou um comigo mesmo pra decidir…

Sobres os fatos 1 e 2, não acho que sejam decisivos agora para saber se ele gosta ou não de você, pois, como disse, faz um mês que estão juntos… É pouco tempo.

O fato 3 é realmente meio estranho, eu falo com meu namorado todos os dias, quase o dia todo, tem gente que fala menos, mas não dar sinal de vida em nenhum momento… Estranho.

O fato 4 pode demonstrar que ele não está com a cabeça na relação ou que não vê problemas em adicionar outras pessoas. Pode estar caçando ou não.

O que mais me preocupa nessa história toda é ele ter dito que se fechou para o amor. Quem se fecha para o amor não quer sair muitas vezes com a mesma pessoa e não muda status no Facebook para relacionamento sério junto com o “namorado”. Enfim, a melhor coisa a fazer é sentar e conversar.

A triste realidade é que tem gente que não gosta de ficar sozinha, mas também não quer embarcar em relacionamento sério. Me parece que ele está nesse nível… Achou bacana embarcar nessa, mas não embarcou 100%.

É cômodo ter alguém ali te esperando e te querendo, dá segurança. E tem cara que mesmo com namorado sai caçando por aí… Pra sentir emoção, se sentir o fodão, desejado… Enfim, depois de sentar e conversar sobre essa “falta de interesse” dele, se continuar com esse comportamento por mais um mês, caia fora. Ele não quer ficar contigo realmente. E você NÃO É OBRIGADA E NÃO ESTÁ DISPOSTA a ser capacho, não é mesmo? 😉

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Como conquistar um ‘passivo de 40 anos’?

Anônimo ativo quer conquistar um ‘passivo de 40 anos’

passivo 40 anos

“Olá, queridões! Sou ativo (porém feminista e não faço questão de querer transpirar virilidade) isso não faz de mim menos gay… Mas sou bem plantado, nada forçado, me passo por hétero… Estou ficando com um cara que é passivo, 40 anos e MUITO LINDO! Tenho 21, saímos duas vezes e foi muito bom nosso sexo, mas quero lance sério…

Dicas para me dar? Queria saber como faço para conquista-lo…

Anônimo”

Olar, anônimo, não sei o que te responder. Parei no primeiro parágrafo do seu texto e fiquei tentando entender ‘What the fuck?’.

Você é ativasso, mas feminista, não faz questão de transparecer virilidade porque acha que isso não influi na sua masculinidade, tudo certo até aqui. Mas o fato de se passar por hétero é que pegou… Foi só uma informação do tipo, me passaria por HT se quisesse ou é tipo motivo de orgulho infinito para ti?

Enfim, vou me atentar ao que mais interessa no momento, como conquistar um ‘passivo de 40 anos’ em 5 atos:

  1. Não o trate como um passivo de 40 anos.
  2. Não o trate como um passivo de 40 anos e o chame para sair novamente, mas para jantar, um cinema, teatro ou bar. Enfim, para atividades que envolvam outras coisas que não sexo.
  3. Não o trate como um passivo de 40 anos e se ele aceitar sair contigo, será um forte indício de que ele busca algo mais que sexo. Aproveite. Veja se descobre mais afinidades entre vocês e use isso para conquistá-lo.
  4. Não o trate como um passivo de 40 anos e, caso ele dê brecha, demonstre carinho. Dê atenção. Mande mensagem para saber se está tudo bem. Resumindo, demonstre que se importa com ele, caso realmente se importe com ele.
  5. Não o trate como um passivo de 40 anos e quem sabe vocês transarão muitas vezes juntos, mesmo que não role nada sério entre vocês. E, independente de qualquer coisa, o trate com respeito e tenha consideração. Em suma, não faça nada que não gostaria que fizessem contigo.

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Como ter amigos gays?

Ex-seminarista se assume gay e pergunta como ter ‘amigos gays’, pois está em busca de alguns

Melhor amigo

“Olá!!

Sou gay, porém não assumido. Vivi muito tempo num seminário e hoje não mais…. Porém não tenho amigos (somente do trabalho, porém não são colegas que não passa além do trabalho mesmo) e daí faço minha pergunta:

Como faço para ter amigos gays?

Vou a balada de vez em quando…. Também entro em chats gays, tenho Face (fake) e não tenho amigos… Sinto-me sozinho, sem amigos para conversar, sair, etc…

Existe algum lugar em São Paulo que não seja balada, mas algo diferente… Uma comunidade, algum grupo de autoajuda, qualquer coisa para ajudar pessoas que esteja dentro deste perfil?!

Ficaria muito agradecido se pudessem me ajudar neste sentido.

Meu nome é Moisés; 36 anos; São Paulo/SP

Obrigado! Abraços”

Olar, Moisés! Seu nome é fake também ou foi homenagem ao Moisés da Bíblia?

Enfim, se o nome for real, tenho certeza de que, ao encontrar amigos leais, você abrirá o Mar Vermelho para atravessá-los em segurança! Há!

Vamos ao que interessa! Infelizmente, não existe um grupo de ajuda para ex-seminaristas que se assumiram gays e estão em busca de amigos…

Então, como conseguir amigos gays? Que eu saiba, também não existe um lugar com esse propósito específico, muito menos uma receita milagrosa. Talvez seja mais interessante você se concentrar em fazer amigos fora do ambiente de trabalho.

Comece por áreas do seu interesse. Gosta de praticar esporte? Ir ao museu? Dançar? Vá a lugares que te possibilitem realizar essas atividades. Continue indo a baladas e bares gays, sim. Se gostar muito dos lugares, encontre blogs, grupos ou comunidades no Facebook sobre eles, e em outras redes sociais, e comece a colocar sua opinião. Conversar com as pessoas no ambiente digital pode ser menos intimidador. E um amigo virtual pode se tornar um amigo na vida real. Enfim, dali podem surgir pessoas que tenham as mesma opiniões que você e pode rolar amizade.

Se quiser restringir suas amizades a um círculo homossexual, afunile o foco das atividades/comunidades.

Talvez existam grupos de ciclistas gays, de jogadores de xadrez gays, etc… Busque no Google de acordo com seus interesses!

Importante lembrar que uma amizade verdadeira não nasce da noite para o dia. É preciso empenho, respeito e consideração.

Boa sorte pra ti!

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Socorro! Como faz para ser ativo?

Como um passivo convicto faz para ser o ativo da relação:

} Imagem meramente ilustrativa {

“Lí essa matéria. Pensei que fosse me ajudar, mas cara não é tão fácil assim ser ativo!

Vou te contar meu caso, sempre preferi ser e fui passivo, desde os 11 anos de idade, pois é molequinho precoce, já sabia o que queria, mas com o tempo os comportamentos vão mudando, não o meu, com o tempo vc aprende que gosta mesmo é da rola e do corpo todo de um macho.

Mas caí no conto da ativa (passivas malucas) que querendo meu corpo de qualquer forma e sabendo da minha opção se passaram por ativo e advinha, eu que não tinha nada com o peixe peguei gosto pela coisa.

Pior de tudo é o fabinho é muito bonitinho, grande, cabeçudo e brincalhão, e todos querem ele, sem contar a situação constrangedora de muitas vezes o amiguinho do boy ser menor que ele, ai o cara perde o rumo.

Amo fazer tudo com um homem na cama, chupar, ser chupado, lamber, cunete, tudo, tudo, menos ser ativo.

O problema consiste justamente nesta parte da dica que deram na matéria “Depois é bombar conforme der mais prazer para você e para o cara”, cara isso não funciona para mim, eu não consigo trepar em cima do cara e bombar para valer, em qualquer posição, não ai, não dá certo, e eu sei que é algo que eu gosto.

E sempre tive uma vantagem muito da boa, geralmente todos que eu peguei eram apertadinhos, ou seja, um tesão gigante, vontade enorme de socar tudo e com tudo até urrar de gozar, mas…….

Fábio”.

Eita, MOLIER! Fiquei confuso. Vamas recapitular…

  1. Você é passivo, passivésimo, passivérrimo, muito passivo mesmo e não consegue sair disso.
  2. As gays da sua cidade, sabendo disso, se fingem de ativos para te levar para a cama, mas, ao verem sua piroca – apelidada de “Fabinho” por você – ficam insanas e querem te dar.
  3. Daí você as come, mesmo alegando não conseguir ser ativo!
  4. E só pega cu apertado, mesmo alegando não conseguir ser ativo!
  5. E afirma gostar de ser ativo, mesmo alegando não conseguir ser ativo!
  6. Daí leu nossa matéria sobre ‘Como ser ativo?’ e nos enviou um e-mail porque ela não te ajudou a ser ativo. Mesmo tendo passado pelos passos 3, 4 e 5 desse DRAMA de como ser ativo.

É isso? Pois, MOLIER, você é ativo. ACEITA QUE DÓI MENOS! No mínimo é versátil. Até aí, tudo bem. Suas preferências sexuais são suas. Ninguém tem nada a ver com isso.

Mesmo assim, precisa saber como faz para ser ativo? É muito simples. Pensa no alvo de tiro ao alvo. Pronto. O objetivo é você enfiar o Fabinho no alvo, que no caso será o ânus de uma gay que queira ser penetrada por ele, que é “bonitinho, grande, cabeçudo e brincalhão”, segundo afirmação sua.

Vale lembrar que ninguém está te obrigando a ser ativo. Você pode dizer não a quem quer te dar. E isso da dificuldade em ser ativo está na sua cabeça, a do Fábio, não do Fabinho.

Quer continuar sendo ativo? Faça da forma que te deixa mais à vontade. O cara cavalgando. De frango assado. De ladinho. Enfim, vale experimentar as posições e repetir sempre a que te satisfizer mais. Não faça disso uma tempestade em uma represa (se bem que estamos precisando de água).

E use camisinha!

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

O que falar durante o sexo?

Como falar durante o sexo coisas sensuais, sem ser vulgar?

falar durante o sexo

“Tenho quase 20 anos e perdi a virgindade aos 18, desde então fiz sexo com poucos caras, até hoje foram 6, pois sou muito tímido e não sou assumido, o que dificulta um pouco as coisas pq tenho medo de ser visto e tal. Acontece que quando começo a teclar com algum carinha pela internet o papo desenrola numa boa, em um encontro eu também não tenho grandes problemas em desenrolar uma conversa.

Acontece que com um desses caras, por exemplo, eu fiquei por 4 meses e na hora do sexo às vezes ele falava umas putarias e eu ficava muito sem graça, eu nunca sabia o que falar/responder e dava só uma risadinha sem graça. Um exemplo: estávamos transando e o cara solta umas assim: “o que vc quer fazer comigo?” ou “isso, fode meu cuzinho” e outras coisas do tipo. O que acontece é que eu nao consigo responder a essas coisas. Tenho um misto de vergonha e medo de falar alguma coisa que meu parceiro não goste. Eu até tenho andado vendo uns videos porns brasileiros para ver como os caras falam uns com os outros mas eu acho meio escroto.

Minhas pergunta é:

Como ser um cara mais descolado na hora do sexo? Eu quero ser capaz de falar mais putarias, pq às vezes é bom, aumenta o tesão. Mas também não quero parecer muito vulgar. Eu tenho medo de passar a idéia de que tô a fim só de sexo, quando em muitas vezes eu gosto mesmo é do cara como um todo, da companhia, não só do sexo. Como melhorar isso?

Me ajudem! Abraços”.

Guilherme, 19 anos, Belo Horizonte.

Então, Guilherme, para poder te ajudar, preciso ver você transando com alguém bem lindo and gostoso! Daí vou avaliar seu desempenho, mais os atributos dos dois, e depois te respondo, ta?

Só que não! Seguinte, Moliere, sinto que você é do tipo que analisa até um peido antes dele sair e você sentir o cheiro. APENAS PARE, BICHA!

Essa coisa de falar durante o sexo não é via de regra. Eu não falo, sou quietinho, e nem sinto falta de alguém falando muito durante a hora H. Acho forçado.

E sim, você tem razão em não falar as mesmas coisas que vê sendo ditas nos porn da vida… Tem muita coisa brochante. Aliás, uma vez, estava transando com um ser e ele não parava de falar. Me irritou de uma tal maneira que saí fora, inventei que tinha que buscar minha mãe na rodoviária e adeus. Nunca mais vi.

Mas, se é algo que você quer experimentar, se deixe levar pelo momento. A pegada está boa, o beijo, o roça roça? Então verbalize isso. Mandar um “que gostoso”, “gosto assim”, “faz assim” já é um primeiro passo e não te faz baixar o nível.

Resumindo, fale o que sente. Não o que acha que o cara quer ouvir!

Pare de analisar e pensar tanto, queridão. Na hora de meter é para meter. Não fique ruminando sobre o que o cara vai pensar depois do sexo caso você dê um tapa na nádega direita dele etc… Claro, respeite os limites dele, mas não pense demais nem tente resolver o Teorema de Pitágoras durante o sexo, você pode acabar brochando.

Se o rolo for para frente e você perceber que, enquanto estavam transando, disse ou fez algo que desagradou o boy, sente e converse com ele DEPOIS, e se policie para não fazer novamente. Se o sexo for casual, relaxe e goze.

Quer uma regra geral? Se o cara gosta de falar, ele gosta de ouvir. Algo que o cara disse na hora da transa você se vê falando ou te deu prazer em ouvir? Se sim, então diga isso em voz alta, para ele, na hora da transa.

Beijas, L^^e!!!))).

Leia também:

Facebook

Twitter