facebooklikebutton.co

Author Archives: Leandro Lan

Descobriram na escola que eu beijo rapazes, e agora?

Descobriram na escola que eu beijo rapazes e moças, nego ou assumo?

Beijo-rapazes

“Sou bissexual não assumido, só minha melhor amiga sabe, porém, hoje, um menino que eu fiquei a um tempo da minha escola contou para algumas pessoas que eu e ele ficamos, e isso me deixou com muito medo dos meus amigos que não sabiam que eu era BI me abandonarem. Logo depois disso fiquei com uma menina na hora da saída.

Meus pais não sabem, ninguém da minha família sabe. Minha mãe e meu pai são separados, porém não são homofóbicos, mas não tenho coragem para contar para nenhum dos dois…

Meus avós são super-religiosos e se souberem eu serei expulso realmente de casa.

 O que eu faço? A situação é bem mais complicada do que parece, mas é melhor eu contar para todos de vez? Ou deixar rolar?

Felipe, 16 anos, Londrina/PR.”

Oi, Felipe. Muita calma nessa hora!

Primeiro de tudo: não tenha vergonha de quem você é. Se isso incomoda os outros, o problema é deles, não seu.

Trate cada caso separadamente.

Converse com sua família se isso realmente tiver grandes proporções na escola. Se você começar a sofrer bullying ou se isso atrapalhar seus estudos. Daí, alguém da sua família vai ter que ir lá falar com a direção. E, se for preciso, te tirar da escola e matricular em outra.

Não acho que chegará a esse ponto. Mas, se imponha. Ninguém tem nada a ver com o quem você beija ou deixa de beijar. Se seus amigos se afastarem, não eram amigos. Danem-se eles. Arrume novos amigos, que te aceitem como você é.

Quanto a esse menino que saiu espalhando a fofoca, ignore. Ele quer atenção e provavelmente jogou a bomba em sua direção porque quer aliviar a dele. Alguém tem como provar? Se não, negue se achar que vai te causar menos problemas. Se sim, assuma e mande todo mundo se foder.

Faça a linha: BEIJO RAPAZES E MOÇAS MESMO, E SE RECLAMAREM VOU BEIJAR 800 DE CADA!

Resumindo, minha resposta é: deixe rolar, mas não se faça de vítima nem de fodão. Enfrente com palavras quem vier te encher o saco, mande cuidar da própria vida e te deixar em paz. Se as coisas piorarem, conte para quem está mais perto e te apoiará, pode ser seu pai ou sua mãe.

Seja mais você.

Beijas, L^^e!!!))).

Leia também:

Sou passivo da piroca pequena, farei sucesso?

Será que ativos gostam de passivo com piroca pequena?

piroca pequena

“Oi, pessoas do DQOGG ^^

Digamos que me “descobri” faz pouco tempo, e assim não sou esteticamente bonito sou tímido e inseguro, tudo essas bagaças aí heehehehehe. Mas estou procurando melhorar isso (e eu vou conseguir!) e o Blog tem me ajudado muito.

Enfim, tenho uma dúvida:

Eu sou preferencialmente passivo (fiz uma vez só, doeu horrores, mas… foi bom hehehe), e gostaria de saber se os preferencialmente ativos têm algum problema quanto ao tamanho do pênis do parceiro?

(porque, além de tudo, o meu é pequeno ¬¬!)

Bjs e abraços se cuidem e continuem com o trabalho que é Maravilhosooo! Ass.: passivo misterioso.”

OLAR, MOLIER! Não sei nem por onde começar. Vou responder por tópicos:

  1. Fiquei curioso para saber como você procura melhorar esses “defeitos” que te acometem e tornam sua vida severina.
  2. Quando for dar novamente, use mais gel (lubrificante, não de cabelo) e relaxe. Fique com um cara que tenha paciência, que não queria meter tudo de uma vez como se fosse um taco entrando na caçapa da mesa de sinuca. Esse tipo de atividade possibilita tentativas.
  3. Não me diga que está fazendo exercícios penianos para aumentar sua piroca! O.O
  4. Acho que o maior ~~DRAMA~~ seria se você fosse ativo do pau pequeno. Dizem que o mercado de ativos está escasso. Acho que, no fundo (desculpe o trocadilho!), as passivas desse Brasil estão tão gastas que preferem necas odaras para sentir algo, e desprezam as pirocas mais modestas… Mas isso não é uma afirmação baseada em dados científicos. Apenas acho.
  5. O fato de você ser passivo e ter um pênis pequeno não chega a ser um caso de vida ou morte. Apesar de que conheço alguns ativos que são doidos por passivos com neca grande.
  6. Opinião minha: ser passiva com pau grande é certo desperdício. Então, respire aliviado.

Beijas, e obrigado pelos elogios que nos escreveu no e-mail. Eu não os coloquei aqui, pois podia parecer que eu mesmo os escrevi. Se bem que recalcadas gonna recalcar no matter what.

L^^e!))).

Sentirei dor depois de muito tempo sem transar?

Depois de muito tempo sem transar, sentirei dor como na primeira vez?

sentirei dor depois de muito tempo sem transar?

“Olá, eu conheci um cara super legal a gente já conversa há bastante tempo. A gente fala muito sobre sexo, ele não é mais virgem e nem eu, porém o meu caso é que eu perdi a minha virgindade já faz um bom tempo. A minha dúvida é:

quando eu transar com ele eu sentirei a mesma dor que se sente quando perde a virgindade?”

Obrigado, Lucas

Olar, Lucas, ta bem? Ta linda? Ta feminina? Sim? Não? Talvez? Bom, pouco importa!

Vamos ao que interessa: você só perde a virgindade uma vez. Mesmo que fique sem transar por muito tempo, não voltará a ser virgem, menino. Então, a dor de perder a virgindade só sentirá uma vez na sua vida severina.

O que não quer dizer que você não sentirá dor nenhuma ao transar novamente. Por que, dependendo do tamanho da piroca alheia, e de como ela for inserida no seu ânus seminovo, pode doer, e muito.

Então, hei coisinha, vá devagar, viu! Nada de se pendurar no lustre e pular em cima da piroca do moço. Curtam o momento, caprichem nas preliminares, usem gel lubrificante e, claro, CAMISINHA.

O HIV e as outras DSTs são reais, não é porque você não ouve falar ou não conhece ninguém que tenha pegado que eles deixam de existir. Se cuide!

Mais informações sobre preliminares AQUI e AQUI.

Beijas, e arrase!

L^^e!))).

Leia também:

Como paquerar o boy via Facebook

Como chegar num boy via Facebook sem parecer doido:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Olá a todos,

Minha dúvida é a seguinte: Como puxo assunto no Facebook com um desconhecido gatinho?

Bom, mais especificamente, há algum tempo eu adicionei um carinha no Facebook e venho acompanhando as postagens dele, assim como as anteriores. Acompanhei o sofrimento dele, dificuldades na vida etc… Tudo em postagens dele e eu não sei por que, mas comecei a me importar. Toda vez que eu vejo uma postagem dele falando de sofrimento e tristeza, me sinto mal, e com vontade de fazer algo. Eu percebi como o sofrimento o afeta e como o coração dele é enorme com as pessoas, e queria conseguir ajudá-lo, mas o problema é que eu nunca falei com ele, apenas acompanhei a vida dele pelo Facebook, mas quero me aproximar dele e não sei como fazer, não quero parecer um idiota e nem um “louco”. Mas a verdade é que me importo com ele, e o sofrimento dele me corta o coração de verdade. Ajudem-me a conseguir falar com ele? Quero-o bem e feliz!”.

Guilherme, 20. SP

 

MOLIER, se juntar o ‘Sherlock Holmes’ e o ‘007’ não dá você! Isso que é fazer uma força-tarefa para stalkear a vida alheia. Isso que é interesse em alguém! Tenho até medo…

Seguinte, se eu fosse esse moço sofredor, te acharia doidão caso viesse me paquerar com um papo do tipo “Vi que você ta sofrendo muito e bla bla bla” ou “Oi, tudo bem?”. Ao que ele reponderia “Não”. E você “é, eu sei, leio tudo o que você posta!”.

Além do mais, na boa, tem gente que adora se fazer de vítima e AMA um drama sem fim! Eu prefiro cair fora desse tipo de cilada. Mas, já que você espia tanto o que acontece com esse ser cheio de sofreguidão… Talvez seja melhor ver o que acontece. Vai que tu serás responsável pela felicidade eterna desse boy.

Simplesmente, puxe assunto com ele, ué. Sem expectativas, sem dramas. Comece pelo básico “Oi, tudo bem?”. E vá desenvolvendo… Se ele for seco e não responder logo, não insista. Dê uns dias e tente de novo. Comece perguntando “Oi, pode falar?”. Para ver se o boy está ocupado. Depois de algumas conversas, se achar que há brecha, comente UMA postagem recente dele sobre algo que o tenha chateado. Depois o chame por inbox e pergunte como pode ajudá-lo.

Se ele aceitar ajuda, ajude. Não adianta de nada oferecer e deixar na mão depois.

E, bom, me sinto na obrigação de te dizer: SE O PROBLEMA DELE FOR GRANA, não ajude, a menos que você tenha dinheiro sobrando e não se importe em emprestar/doar dinheiro a estranhos. Aqui vão mais três dicas:

  1. Não espere receber essa grana de volta, porque provavelmente ela nunca voltará.
  2. Não espere conseguir ficar com o cara só porque emprestou dinheiro (ou mesmo deu uma palavra de fé e alegria a ele), agir com segundas intenções, nesse caso, torna você um escroto.
  3. Se ele demorar a responder e te esnobar quatro vezes seguidas, exclua o moço do Facebook e siga sua vida. Ele não quer nada contigo. Vá paquerar outro e viver sua vida.

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Posso dar se tenho hemorroidas?

É aconselhável ser passivo ao ter hemorroidas?

hemorroidas

Olá, meninos “doqueosgaysgostam”,

Bom, sou homossexual não assumido e me defino como passivo (apesar de não me envolver com homens a 3 anos). Nesse ano descobri que tenho hemorroidas, o que fez com que eu parasse ainda mais de procurar homens ativos. É complicado quando se descobre uma coisa dessas. Ainda mais quando se é gay e PASSIVO. Creio que o choque é maior.

Enfim, pelo que percebo não é nada agravante…  Mas, pelo fato de não ser assumido, não tive coragem de perguntar à médica se poderia ou não ter relações sexuais como passivo (é meio constrangedor, vai que a médica me olhasse estranho) rs.

Gostaria saber de vocês meninos: sendo gay passivo e ainda mais tendo um “problema” como este, se deve deixar de ter relações sexuais ou pode ter sim? Queria uma opinião de vocês.

Ah, e com relações aos ativos tenho um pouco de medo e receio, vai que o cara não goste ou sei lá. Hoje em dia, as pessoas sofrem bastante preconceitos.

Beijos e Abraços. Yan, 21 anos. Natal.

Oi, Yan, coisa mais Lindsay!

Seguinte, não tem que ter vergonha de médico (a) não. Certa vez fui a um clínico pedir a guia para um exame de HIV particular e, ao contar sobre minha sexualidade, ele simplesmente disse “você sabe que isso que você faz é errado, mas já que faz, melhor se cuidar”.

Menino!  Fiquei pensando no “ISSO QUE VOCÊ FAZ É ERRADO” e entendi que o cara não aceitava homossexualismo e que, no mínimo, essa frase dele queria dizer algo do tipo “dar o rabo é errado”. Me segurei para não gritar “ERRADO É ESCREVER ESSES GARRANCHOS DOS INFERNOS NA RECEITA DA GENTE, SEU TRONCHO”. Não falei nada, mas também, nunca mais voltei lá.

Enfim, não pode ter vergonha/medo de médico, mas você pode passar por uma saia justa como essa. O que fazer? Cair fora e não voltar mais. Procure outro médico.

Sobre transar ou não transar quando se tem hemorroidas, depende. Se te machuca, melhor parar. Fora que transar sem camisinha, NEM PENSAR. Porque é uma ferida que sangra ao menor dos toques e para você pegar uma DST é facin facin…

Tive um rolinho que tinha hemorroidas que doíam muito, a gente mal conseguia transar. Sabe o que aconteceu? Ele foi ao médico, tirou as hemorroidas (é uma operação simples e rápida) e disse que se arrependeu de não ter operado rápido. Sofrer é escolha nesse caso.

Espero que as suas hemorroidas sejam operáveis ou facilmente remediáveis, para saber disso, vai precisar voltar ao médico.

Sobre os ativos gostarem ou não de hemorroidas, acho que depende do tamanho e do aspecto delas. Se for tipo uma couve-flor no seu rabo, certeza de que não vai fazer sucesso. Mas se for pequena, estiver escondidinha, e você não sentir dor, arrase no quarto escuro, fia. Sai dessa seca! MAS COM CAMISINHA!

Beijas. L^^e!))).

homem casado

Leia também:

Ele sofreu violência doméstica, e agora?

Como lidar com um rolinho que sofreu violência doméstica

484517_45504101

Estou começando a me relacionar com um rapaz que viveu um difícil relacionamento, no qual sofreu inclusive violência doméstica, se casou com o primeiro e único namorado até então, e ao que tudo indica o ex-namorado tinha sérios problemas emocionais e psicológicos. Obviamente toda esta experiência, um tanto quanto traumática deixou marcas, e embora seja um rapaz de ótimo coração, carrega certa amargura, que logo notei e por ela me encantei.

O que ocorre é que estas dificuldades nos afastam, ele sempre reclama que está de mau humor, que está triste, e não raras vezes deixa de atender minhas ligações, de responder minhas mensagens, etc. Soa como desinteresse da parte dele, e a grande dúvida que tenho é:

Será que não é realmente falta de interesse? Até quanto devo relevar traumas passados?

 Até concordo que todos precisam de um tempo sozinho, mas eu não o saturo, posso ser um pouco pegajoso, mas tenho dosado bem este lado da minha personalidade. Não quero e nem posso viver um relacionamento sozinho, vocês acham que estão acontecendo isto, ou estou exagerando? Meninos, obrigado pela opinião, mesmo que no escuro. Abraços.

Lucas – RJ :)

MOLIER ia fazer uma piadinha sem graça para partir a torta de climão que senti se formar neste Blog quando li sobre a parte da violência doméstica, mas melhor não.

  1. Nós todos temos traumas na vida. Em diferentes níveis e por inúmeras razões, mas “descontar” nos outros e esperar que TODO mundo se vire e conviva bem com eles é egoísmo.
  2. Esse moço pode muito bem procurar um terapeuta ou psiquiatra e tentar superar esse trauma.

Mas, você, na qualidade de talvez, quem sabe, futuro marido, tem que pegar leve sim, ter paciência sim e aconselhar/apoiar o moço no tratamento sim.

Agora, esse lance de não atender suas ligações e sumir está estranho… A não ser que ele seja esquizofrênico ou algo assim, do tipo que vive em um mundo diferente, trancado em devaneios etc,… Dai está perdoado. Mas se for esse o caso, fuja, MOLIER! Corra para as colinas!

No mais, acredito que todo mundo tem direito a privacidade e a momentos a sós, e até a sós com amigos, saca? Se você está se policiando para não ser grudento e entende que everyboy needs a little space… Não acho que o caso é que a gay está se sentindo sufocada e por isso te dá perdidos. CUIDADO! Esse pode ser mais um caso de “vou manter esse trouxa on hold aê, dar uns perdidos e assim ele fica na minha enquanto saltito com outros por aê”.

Como tirar isso a limpo? CONVERSANDO COM A GAY. Pessoalmente, olhos nos olhos… Sem pressionar, apenas troque ideia sobre o que você quer dessa relação, sobre o que ele quer, se o querer for o mesmo, se ele te pedir cuidado e atenção, e se você estiver disposto a aceitar essa gay como ela é e ajuda-la a melhorar em um relacionamento amoroso, eu vos declaro marido e marido!

Boa sorte, miga! Beijas!!!

L^^e! ))).

P.S.: Denuncie a Violência Doméstica SEMPRE: Disque 100 (Disque Direitos Humanos) 24 horas por dia. Inclusive nos feriados, recebe registros de violência contra mulheres, crianças, adolescentes, portadores de necessidades especiais e grupos considerados vulneráveis.

))) Mais informações AQUI.

P.S.2: Viu que interessante essa campanha contra a violência doméstica na África do Sul?

Leia também:

Dicas culturais do Tio L^^e!

Confira as dicas culturais do L^^e! no ‘Vi, Ouvi e Fiz’!

10665786_1555252314751760_5816231604551505018_n

Eu, que estou acostumado a dar dicas e conselhos por aqui (e na vida), fui convidado a participar de um vídeo no vlog ‘Vi, ouvi e fiz‘, do lindão Rafael Bastos, não, não é o da TV, é o do YouTube mesmo!

A proposta do canal é ótima: dar dicas culturais semanais! Fiquei tão feliz que resolvi compartilhar com vocês, leitores do DQOGG!

O papo foi bem bacana, falei sobre a revista TPM (AMO LER), o álbum do Sam Smith (AMEI OUVIR) e da Up on the roof, garden edition, festa da Heineken (AMEI BATER CABELO NO TOPO DO MARTINELLI)!

Ta bem bacana, confere aê, e diz o que achou:

Imagem de Amostra do You Tube

PS.: o Rafael deixou TODOS os links das indicações abaixo do vídeo, vale conferir lá no YouTube!

Beijas, L^^e!

Aproveitando o post, quarta que vem tem mais…

Um jovem contra a timidez

 Como vencer a timidez e aproveitar um encontro?

Timidez

Conheci um garoto essa semana, ficamos duas vezes. Eu sou muito tímido, fiquei com poucos caras na vida. Já ele teve bastante namorados (tenho 22, ele 18). Ele é lindo, até demais, e parece ser do tipo que não perde tempo. E é isso que me preocupa, vejo que não ta rolando. Nas duas vezes broxei, e to sentindo que posso não ter outra chance. Na primeira vez em que nos encontramos, conversamos muito, ele disse que tava procurando um namorado e tal, já eu nem tava pensando nisso. O problema agora é que eu to gostando dele, e sei lá, acho que não demonstrei isso. Será que devo pedir pra encontrar com ele, ou, caso ele peça, aceitar mais um encontro? E se acontecer de novo, como faço pra ser bom? E, na pior das hipóteses, como esqueço o cara de vez?

 Rafael M.

Definitivamente, estou em um mundo de Rafaéis. Semana passada respondi para um Rafael e agora outro. Enfim, Rafael de hoje, respira fundo que você está bem doidão! Melhor não comer mais doce, e praticar meditação e/ou Ioga, que tudo vai dar certo no final, fiote!

  1. Se você quiser muito encontrar com o cara, e pretende fazer mais do que babar, gaguejar e tremer de medo, o chame sim.
  2. Se ele te chamar, e você quiser ir, vá.
  3. Se o encontro acontecer de novo, demonstre interesse, beije com vontade, ouça o que o cara fala e partilhe com ele coisas que têm a ver com o que conversam, e pelas quais você passou ou quer passar… Enfim, converse e aja normalmente.
  4. Como esquecer o cara de vez? Isso é mais fácil do que parece… Se você gosta de alguém que não gosta de ti, o que deve fazer? Nada. Ou melhor, faça como a Dory, de Procurando Nemo, e continue a nadar, continue a nadar, continue a nadar… A vida segue.

Menino, viva sem afobação! Eu fiquei zonzo só de ler seu e-mail. Parecia que o mundo ia ser invadido por alienígenas e o único modo de acabar com eles era atirando com sua metralhadora de perguntas! O.O

Menos preocupação, mais ação. E, se brochar, tente novamente até não brochar mais. Se ficar ansioso demais, pode brochar, então, não fique. Respire fundo, e curta o momento! Que momento? TODOS eles, oras!

Sobre sua timidez: já demos algumas dicas de como deixar de ser tímido em paqueras na boate, que podem te servir. Se não for o bastante, aqui tem mais algumas sobre como perder a timidez, ARRASE!

Beijas, L^^e!

Leia também:

A chuca invisível

Tem como fazer a chuca discretamente, com o boy por perto?

chuca

“Olá,

O rapaz com quem estou ficando me convidou para uma viagem, e eu, a principio, aceitei. Porém, estou com uma “nóia”, a ponto de querer cancelar essa viagem. A questão é: Como faria minha lavagem intima (sim, isso é minha paranóia rs) ,sendo que vamos ficar no mesmo quarto de hotel? Pode até ser besteira, mas sou muito paranoico com essa questão, pois jamais faria sexo com um cara sem fazer a famosa “chuca” antes.

Não sei como seria a reação dele, se por acaso, antes da relação, eu pedir um tempo para fazer a limpeza, ou se eu conseguiria fazer com ele no mesmo quarto que eu. Enfim, peço uma dica referente a isso, pois não quero cancelar essa viagem por medo desse pequeno e importante detalhe.

Abraç. Rafael G.”

Molier, eu fiquei aqui matutando sobre como fazer a chuca quando o boy está no mesmo recinto que você. E pensei tão forte em uma resposta para te dar, que passei cheque!

Agora, falando sério. Nunca em toda a minha existência passei por esse “drama”. Realmente é uma situação bem chata porque o processo chucônico requer alguns malabarismos e sons que não são assim tão Mara Maravilha de ser presenciados por outros.

Falar pro boy “então, ta na hora de você dar um rolezinho por aí, preciso de 3 horas sozinho para meditar e me concentrar antes de transarmos”, ou algo do tipo, pode soar indelicado, e ele pode achar que a senhora é doida.

A melhor solução é fazer a chuca em casa, antes de sair. E comer coisas leves, que não sejam fibras etc, e não abram o seu lindo intestino… Além disso, toma Imosec para segurar o bucho. Se a viagem for curta, rola tomar dois, antes de embarcar, e um a cada uma hora. Isso vai garantir que, pelo menos, a primeira transa de vocês, na viagem, seja cheque free.

Se a estadia for longa, você não conseguir viver de luz – sem se alimentar para não botar o intestino para trabalhar – melhor baixar uns aplicativos que façam sons, para tentar abafar o barulho advindo da chuca, enquanto você está no banheiro, e ele no quarto.

Tem o Akatu Fake Shower, que simula o barulho de chuveiro ou torneira, assim você usa somente o necessário para fazer a chuca, e ECONOMIZA ÁGUA. #BeshaConsciente #BeshaEcológica

Por falar nisso, espero que você viaje para um lugar que não tenha crise de água, porque, fia, se não tiver nem água para a chuca… Melhor cancelar tudo mesmo.

Beijas, L^^e!.

Leia também:

RapiDJeeenhaxXx do L^^e!

Os acontecimentos da semana comentados aqui no Do Que os Gays Gostam

oioioi

Olá, lindezas masculinas, femininas e andrógenas! Tamo de “vorta”! Confesso que continuo com uma baita preguiça de escrever, então, vamas ser rápidash.

Desce a barrinha da felicidadjean aewwww:

oioi

SOBE :)

 ioioi

1))) Kate Middleton escolhe a sua foto favorita de príncipe George

kate-middleton-e-principe-george

*Apenas:

 oioioi

2))) ‘Todo mundo passa por desafios’, diz Chris Martin sobre o fim de casamento com a barata branca

Gwyneth-paltrow-Chris-Martin

 *Apenas:

Olaarrr, Chris Martin, divorciado!!!

oioioi

3))) Mila Kunis mostra a barriguinha de prenha em Festival com o noivo Ashton Kutcher

mila-kunis-ashton-kutcher-stagecoach-festival-04

*Apenas:

Olaaar, Ashton, cowboy diliça!

oioi

DESCE :(

oioioi

1))) Lea Michele e Naya Rivera: “falam pelas costas uma da outra” no set

Lea-Michele-Naya-Rivera-467

*Apenas:

Diz que Naya ta com inveja que a Lea é a atriz principal.

Filha, se não fosse por ela esse seriado já teria terminado.

Tu devia era dar uma cesta de café da manhã pra Lea em agradecimento…

 oioioi

2))) Chris Brown ficará na cadeia até junho

x brown

 *Apenas:

Ele pensou que tava livre do bafão com a Rihanna…

oioioi

3))) Justin Bieber é detido em aeroporto de Los Angeles

Justin biba

 *Apenas:

Olaarr, Justin, finalmente nós 4 nos encontramos!

 

))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

)))))))))) Para terminar, um absurdo e um motivo para seguir em frente:

))) Absurdo:

gorda capota

))) Siga com sua vida:

Imagem de Amostra do You Tube

Beijas,

L^^e!)))

Fontes:  Caras, F5, Just Jared, TMZ e US Weekly

OBS: As opiniões expressas nesta coluna são de responsabilidade do autor, ou seja: EU. Em caso de processo, quem se fode SOU EU e não o dono do blog. Então, não me processe, sou pobre. Beijas.

Facebook

Twitter