facebooklikebutton.co

Monthly Archives: março 2012

Novo Single de Jennifer Lopez é lançado

 [twitter-follow screen_name=’AlissonPrando’ show_count=’no’]

 De surpresa, Jennifer Lopez liberou seu novo single na internet, seguindo a moda de “lyric video” a nova música “Dance Again” traz uma dobradinha com o rapper Pitbull, com quem ela já havia trabalhado anteriormente no hit mundial “On the floor“.

Dance Again” tem uma letrinha boba, é verdade, mas aos poucos a música toma rumo e agrada aos ouvidos, assim como a maioria das produções de RedOne, soa como um hit pronto pra tocar nas rádios de todo o mundo.

Não se sabe ao certo o que Jennifer Lopez fará com o single, se vai lançar um EP com remixes, novo álbum ou apenas o incluirá na tour: vale relembrar que a “latina” bunduda irá se apresentar no Brasil no dia de 23 de junho em São Paulo e 27 no Rio de Janeiro (ainda não há detalhes sobre preços dos ingressos).

Afim de se apaixonar de novo pela J.Lo? Aperta play aí, vai…

Imagem de Amostra do You Tube

Acesse também o blog do Alisson Prando: Disco Punisher

‘RapiDJeeenhaX’ do L^^e!’

))))Oie!

Cá estou com o sobe desce da semana! Sábado passado não postei nada porque estava vivendo um episódio de ‘As Brasileiras': a depressiva de Sampa. 

Mas vamos que vamos, bota uma música, faz alongamento nos braços e VEM! Desce a barrinhawn da felicidadjean aewww:

1))) Madonna conversa com fãs, elogia Bieber, Britney, Gaga e ainda discute com DJ em sua estreia no Twitter

*Madge Marie disse que aplaude a Gaga pelo apoio aos gays e pela luta contra o Bullying! Ficou 1 hora seguida respondendo tuítes dos fãs. Achei massa! Tudo bem que ela fez isso pra promover o cd novo, mas, ela foi simpática e respondeu de tudo. Um fã perguntou como fazia pra ganhar um oi dela, ao que Madge respondeu: aparece aqui na porta de casa. kkkk. Siga: @MadonnaMDNAday

2))) Brasileiro vira notícia nos EUA ao gastar US$ 170 mil em champanhe

Eis a Champanhe... Infelizmente não achei foto do Wilson! (foto: divulgação)

*O empresário brasileiro Wilson Borges ganhou destaque no jornal americano “New York Post”. Tudo porque ele gastou US$ 170 mil (quase R$ 310 mil) em 150 garrafas de Dom Pérignon Luminous, uma edição especial da bebida, cujo rótulo brilha no escuro (Meu rótulo kibrilha!). Não, ele nem bebeu tudo sozinho! Pagou bebida pra galera que tava na área VIP de um festival em Miami. Quem é Val Marchiori na fila do pão? Virei fã desse Wilson. 

3))) O Brasil ganha mais prestígio internacional na área cultural

Foto de obra do “mestre do ilusionismo”, o arquiteto holandês Maurits Cornelis Escher , tirada por Luiz Casimiro na expo mais vista do mundo em 2011.

*Segundo o jornal inglês ‘The Art”, nosso país teve 3 exposições entre as 10 mais visitadas DO MUNDO ano passado! Sendo que, a 1ª da lista foi no CCBB do RJ: “O Mundo Mágico de Escher’, que levou em média 9.700 pessoas ao museu. E quem disse que brasileiro não gosta de Museu, hein? ARRASAMOS!

1))) Morte de jovem reabre discussão sobre homofobia no Chile

Menina coloca flores diante de mensagens de apoio a Daniel Zamudio. (Foto: AFP)

*Daniel Zamudio, jovem que foi brutalmente espancado por neonazistas no começo do mês, teve morte cerebral e foi enterrado esta semana, no Chile. Por causa do episódio, o presidente chileno, Sebastián Piñera, pediu que o Congresso discuta com urgência o projeto de lei antidiscriminação em tramitação há sete anos. O projeto contra e a discussão da Homofobia são positivos, mas um jovem precisar morrer pra que isso aconteça? BITCHES, PLEASE!

2))) “Hold It Against Me”, da Britney Spears, é eleito melhor single a chegar ao topo da Billboard Hot 100 desde 2010

Imagem de Amostra do You Tube

*Affe! As fãs da Neidoca Marie tão loucas do koo!  Tudo bem se juntarem pra votar na cantora, mas ela lançou músicas melhores do que HIAM em 2 anos.  “BEACHES, PLEASE”. Deviam ter dado o título pra Teenage Dream da Katy Perry (a ornitorrinco), principalmente por conta do BOY MAGYA DO CLIPE! Minha nossa!

3))) “Estou solteira e feliz, se é isso a que se refere”, respondeu Rihanna para repórter

(Montagem: PAPELPOP)

*Testanna ta pegando o Ashton Kutcher e não quer assumir. Até aí, tudo bem. Direito dela. Mas dar showzinho e trollar o jornalista que perguntou sobre o caso? Não era pra tanto. Só faltou imitar a Britney e dar ca umbrella na kbça do repórter. Acho interessante que elas AMAM aparecer na mídia ao mesmo tempo que fingem desdenhar dela.

)))))))))))))))))))))))))))))))))))))))

)))))))))))Por hoje é só, pessoal!

Resumão:

Madonna abalou o mundo da nonna Nair Bello no Twitter, agora temos outra véia tuitando! Por falar nisso, o Twitter tem sido sinônimo de perigo:

))) 1 homem foi preso no Kuwait por insultar o profeta Maomé em sua conta do Twitter. Tudo porque a blasfêmia é ilegal por lá. Acha exagero? Sorte a dele que no Kuwait a blasfêmia não é punida com pena de morte como na Arábia Saudita!

))) 1 garoto foi expulso do colegial, em Indiana, EUA, porque tuitou um palavrão enquanto logado ao sistema de computador da escola. O mais foda é que faltavam apenas 3 meses pra ele se formar! Agora o guri vai ter que terminar os estudos em outra escola e não vai poder participar do baile de formatura junto da galera com quem estudou por anos!

E tem como não amar o Twitter?

Um pensamento: Se no Brasil houvesse punição pra tuitada polêmica muita gente ia se ferrar, a Luana Piovani então… tava FRITA. 

Sem mais, 

Beijas! 

L^^e!))).

[twitter-follow screen_name=’Mr_Lan_’ show_count=’no’]

Fonte: Contigo!, F5,  Revista Brasileiros, O Globo, Popline, El Universal, Folha e  The Washington Post.

Alexandre Nero, o Baltazar de Fina Estampa, diz que é ridículo ser homofóbico

[twitter-follow screen_name=’Mr_Lan_’ show_count=’no’]

))) Eu sei que a novela Fina Estampa acabou (grazadeus) e agora a bola da vez é Avenida Brasil (dale, Carminha!), mas achei interessante colocar aqui trechos da entrevista ao Jornal da Tarde, feita esta semana com Alexandre Nero, ator, de 42 anos, que interpretou o homofóbico Baltazar da novela do Aguinaldo Silva.

(Foto: Getty Images)

Nero disse acreditar que muitas pessoas se identificaram com seu personagem pela cultura homofóbica que reina no país, e que Baltazar foi um porta-voz dessa cultura. O ator afirmou não ter sofrido violência por interpretar um homem homofóbico, pelo contrário, recebeu diversas cantadas de gays, principalmente via internet.

O que me chamou atenção, foi o fato dele ter dito que muita gente torcia pro Baltazar namorar com o Crô como castigo: “É curioso, pois as pessoas torciam para o Baltazar ficar com o Crô. Não para ver um casal feliz, mas como uma vingança para o Baltazar: ‘aquele homem que tanto falou mal de gay, agora vai ser um’. Como se fosse ruim ser gay…”.

Ao ser questionado se por conta do Baltazar foi convidado a lutar contra a homofobia fora da novela, Nero disse que não, mas que, mesmo assim, seu papel foi importante para a conscientização contra a discriminação. “Gosto de fazer coisas que tenham fundamento para mim. Até fazendo este personagem homofóbico. É uma maneira de mostrar: olha como vocês são ridículos sendo homofóbicos.”

Além disso, Alexandre Nero confessou que não se sentiria incomodado em fazer uma cena de beijo gay, pois é seguro de sua sexualidade. E, para ele, ainda há tabú quanto ao tema na TV porque cerca de  40 milhões de espectadores veem novela diariamente e a maioria deles não quer ver beijo gay na telinha.

))) Se você curtiu a entrevista e ficou curioso pra saber mais sobre o ator, confere aí o vídeo! Sim, ele também é cantor:

Imagem de Amostra do You Tube

Matt Bomer e Darren Criss serão irmãos em #GLEE

[twitter-follow screen_name=’PeagaPenalvez’ show_count=’no’]

O LINDO Matt Bomer

O episódio Big Brother, trará o ator Matt Bomer no papel de Cooper Anderson, irmão do lindo e delicioso Blaine [Darren Criss], da série Glee. A dupla de lindos fará um dueto na música Gotye’s – Somebody That I Used to Know!!!

Para quem não lembra, Matt Bomer é o ator principal da série White Collar, e assumiu sua homossexualidade durante a entrega do prêmio Steve Chase Humanitarian Awards. Ele é casado com Simon Halls e o casal tem 3 filhos. Leia mais AQUI.

Assista como foi a gravação:

Imagem de Amostra do You Tube

#GoFashion: E o friozinho bate na porta

[twitter-follow screen_name=’FelipeGazz’ show_count=’no’]

Olá Meninos! Sentiram saudades da coluna? Desculpem a ausência mas estive trocando de apartamento e fiquei um tempo sem internet e não pude escrever as dicas de moda pra vocês. Mas “The Dog Days Are Over” e estou aqui de novo! Chega de choro e saudades e vamos ao que interessa.

Entramos no Outono e as coleções das lojas vão mudar. Veremos aos montes e com diversos preços os casacos para o Outono e Inverno de 2012. Decidi então fazer um post com o que estará em alta ou até mesmo o que nunca sairá de moda. Dicas pra vocês ficarem lindos e elegantes nesse friozinho.

Trench Coats

Foto: Google Images

Vamos começar por um ítem que eu gosto demais: Os Trench Coats. Muita gente acha que no Brasil não temos frio suficiente para usar esse tipo de casaco. Pura balela! Quem disse que precisamos de um frio Glacial para usar um tipo de casaco tão lindo como esse. Os Trench Coats são ótimas opções para um look elegante e combina tanto com a sua calça jeans, quanto com a sua roupa social para usar para ir trabalhar todos os dias e até mesmo sair nas noites geladas.

Jaquetas de Couro

Tem coisa mais rock’n roll do que uma jaqueta de couro? Não né? Esse tipo de casaco está na moda á mais tempo do que vocês podem imaginar e, não temos sequer idéia de quanto tempo mais essa moda vai durar. O motivo? As jaquetas em couro além de aquecer bem e proteger contra o frio, é resistente, bonita e super versátil. Assim como os trench coats, você pode criar um look mais hard usando com um jeans azul ou preto ou compor um visual mais certinho usando uma tonalidade marrom ou cinza juntamente com uma roupa mais social ou casual. Arremate o visual com um óculos bacana ou até mesmo uma gravata em contraste com a cor da sua jaqueta.

Foto: Blog Kaio Lima

Malhas

Esse tipo de “proteção” contra o frio com certeza é um dos mais utilizados por todos os meninos. O clima no Brasil é muito propício para esse tipo de casaco pois ele geralmente é fabricado em tecidos mais leves como lã (em tricot) ou linha. Uma ótima e linda opção são os cardigãs que estiveram em alta no ano passado e continuarão com a corda toda neste ano. Assim como as duas opções acima você tem a alternativa de usar com um look mais despojado, com um jeans ou substituindo o terno  nas composições mais sérias. Uma das maneiras mais descoladas de utilizar a malha é com a gola da camisa por cima da gola da malha. Fica muito estiloso e te dá um ar descolado e chic!

Foto: Versatilidade

Blazers

Blazer é um outro ítem que não sai de moda nunca e jamais sairá. Assim como os Trench Coats é uma opção muito elegante pois, na maioria das vezes, possuí um corte acinturado que torna a silhueta mais simétrica e alongada, dando muita elegância á quem o estiver usando. Os Blazers podem ser encontrados em diversos tecidos como jeans, sarja, lã, algodão e até mesmo moleton e são tão versáteis como qualquer uma das opções acima. A vantagem dos blazers em relação aos outros tipos de casacos é que eles podem cair bem até mesmo com bermudas jeans ou de sarja. Experimente fazer uma composição com um jeans e camisa ou até mesmo uma camiseta básica por baixo. Você estará bem vestido para qualquer ocasião.

Foto: Balaio Maximo

Espero que tenham gostado das dicas desse come back, fiquem muito lindos nessa época de frio e #GoFashion!

Cientistas brasileiros avançam nos testes com planta brasileira para combater HIV e Câncer

[twitter-follow screen_name=’PeagaPenalvez’ show_count=’no’]

Imagem do Vírus HIV

Cientistas brasileiros conseguem resultados promissores no combate ao câncer e HIV. Liderados pelos pesquisadores Luiz Francisco Pianowski, do Kyolab, e Amílcar Tanuri, da UFRJ, avançaram nos testes com moléculas isoladas da planta medicinal Avelós (Euphorbia tirucalli L). Essa é possivelmente a primeira vez que o Brasil submete um medicamento dessa natureza, obtido em solo nacional, aos rigorosos testes médicos para aprovação de uma nova droga.

Foram realizados testes com o princípio ativo AM12, voltado para o combate ao HIV, em peixes [zebrafish] para verificar os índices de toxicidade. Como já esperavam, a dosagem eficaz é bem inferior à dosagem tóxica.

Consideramos que a persistência de células infectadas de forma latente é a principal barreira à cura da infecção pelo HIV – hoje, consegue-se combater os vírus quando eles saem da célula infectada por multipicação, mas não os que continuam dentro das latentes [como parte integrante do cromossomo], ou seja, sempre permanece no organismo uma espécie de ‘reservatório’ do vírus nas células latentes, o que garante que a doença continue existindo naquele organismo. A expectativa é que o AM12, como chamamos nosso ativo, consiga agir exatamente nessas células latentes’, diz Pianowski.

A ideia é ativar o vírus latente apenas o suficiente para que seja possível destruí-lo. Nas duas primeiras fases da pesquisa, a equipe obteve sucesso em reativar os vírus latentes de HIV-1 em diferentes concentrações, com moderada toxicidade celular.

A proposta, segundo ele, é ativar o vírus latente apenas o suficiente para que seja possível destruí-lo (shock and kill). Nas duas primeiras fases da pesquisa, a equipe obteve sucesso em reativar os vírus latentes de HIV-1 em diferentes concentrações, com moderada toxicidade celular.

Nosso objetivo final é chegar a uma molécula que ative os reservatórios latentes do HIV, que em conjunto com a terapia antiviral posa levar à extinção de todo reservatório capaz de replicar e re-infectar o indivíduo. Esse feito pode levar o paciente HIV positivo a parar a medicação e ficar com sistema imune em boas condições ou, no melhor dos cenários, não necessitar mais de terapia antiviral’, complementa Pianowski

AM10, o princípio ativo voltado para o combate a diversos tipos de câncer e seus testes já passaram para testes com humanos. O próximo passo será diversificar as características dos pacientes que receberão o teste, para aumentar o escopo da pesquisa. O produto em questão induz a uma espécie de ‘suicídio celular’.

A Kyolab é uma empresa de pesquisa e desenvolvimento de produtos farmacêuticos e cosméticos, com expertise em fito-medicamentos. Produz e padroniza extratos vegetais, isola e identifica substâncias ativas.

Como me tornar mais machão? o.O

“Boa noite, me chamo Paulo Cesar e vivo em Porto Alegre. Acompanho o blog de vocês desde o inicio e criei coragem para escrever. Desde  pequeno sempre tive um jeito afeminado e nada machão, sempre fui na minha, e nunca usei desse meu jeito para aparecer  ou me afirmar, como alguns dizem: “Já que sou gay vou ser a mais pintosa!”. Gostaria de saber como posso deixar essa lado masculino, hoje sou bem menos feminino que antes, mais não sou machão e nem pintosa, to ali entre dois. Vocês acham que á uma possibilidade de perder esses  trejeitos ?

 Muito obrigado pela atenção, e pela ajuda dada a muita gente!
 
Abraços,
Paulo”

[twitter-follow screen_name=’Mr_Lan_’ show_count=’no’]

)))Oi, Paulo! (Ia te chamar de Paullette Pink, mas não sei se tu levaria na brincadeira…então, não chamei, tsa?)

Obrigado por ler o blog desde o começo, e por criar coragem pra escrever! Isso mesmo, o mundo precisa de homens corajosos!

)))Enfim, vamos ao que te interessa: Primeiro de tudo, você quer deixar seus trejeitos femininos de lado porque te incomodam ou porque incomodam os outros?

O Marcelo Serrado levou os trejeitos do personagem Crô pra vida, mas logo os deixará de lado, qdo fizer outro personagem. Vc até pode criar um personagem machão pra ti, mas o quão natural será? E por quanto tempo conseguirá interpretá-lo? Fora que as pessoas que te conhecem acharão que vc ficou louco! (Foto: Divulgação)

Perguntei isso porque é super difícil deixar de ser quem somos, mas alguma mudança pode ser feita quando estamos incomodados por sermos assim. Eu sou ator formado e existem técnicas para você se tornar outras pessoas, para se transformar num personagem. E não acho que isso seja o que você quer. (Se tornar um personagem machão?!).

Tem como você se policiar e brigar consigo mesmo quando desmunheca ou fala fino. E logo após o “erro”, corrigir a postura/fala para como você deseja. Mas, cá entre nós, será que vale a pena todo esse esforço? Pelo que percebi você é gay assumido, apenas não quer fazer alarde disso (o que eu acho sensato da sua parte), então, pra quê mudar seu jeito de ser?

Enfim, caso realmente queira mudar, vá numa fonoaudióloga e peça exercícios para empostação da voz. Fazendo os exercícios, sua voz ficará mais grave sempre quando você fizer um esforço para isso. Já que falar com a voz empostada não é o seu natural.

Quanto aos trejeitos, observe os homens machões ao seu redor e tente reproduzir seus movimentos corporais, longe deles. Se não você vai levar uma curra porque os caras vão achar que tu tirando sarro deles ao imitá-los. E na real, aprenda os movimentos e treine em casa, até que sinta firmeza em reproduzí-los. Isso é truque de ator, mas ator reproduz movimentos de personagens por um tempo determinado, o que você quer é mudar seu jeito de ser…. então, nada será tão natural.

)))Mais fácil mesmo é aceitar que você é assim e ser feliz com o que é. Aproveitando que hoje é níver da Lady Gaga, vou usar aqui  a melhor música dela, na minha opinião:

Imagem de Amostra do You Tube

Você nasceu assim! Aceite e se orgulhe disso, bebê!

Beijas,
L^^e!))).

Leia também:

Cartaz da 16ª Parada LGBT de São Paulo faz metáfora com campanhas de vacinação

[twitter-follow screen_name=’PeagaPenalvez’ show_count=’no’]

Com o tema Homofobia tem cura: educação e criminalização! – Preconceito e exclusão, fora de cogitação!, os artistas visuais Gabriel Victal e Ariel Tonglet usaram referências de campanhas de vacinação para compor a identidade visual do 16º Mês do Orgulho LGBT de São Paulo

A ideia não é expor a homofobia como uma doença individual, mas como um vício social que atinge a toda população e, por isso, precisa ser erradicado. A educação e a criminalização são colocadas como formas preventivas de combate a esse vício, portanto, surgiu a ideia de vincular o conceito da Parada deste ano com o das campanhas de vacinação‘, explica Victal.

A ‘gota‘ é usada na cultura brasileira desde a década de 80 para promover campanhas de vacinação, o que mostra que  o remédio para acabar com a homofobia é conscientização sobre diversidade sexual. Nessa versão, a gota aparece com as seis cores do arco-íris, símbolo mundial da diversidade sexual.

Para o artista, além de representar a responsabilidade que o Estado tem no amparo de uma população vulnerável, a gota traz ainda outras alusões do imaginário coletivo. ‘A gota da lágrima, a gota do sangue e até mesmo a gota de esperança são símbolos fortes, presentes no cotidiano de quem é discriminado e luta contra a opressão‘, acrescenta o artista.

No lugar da ampola, um ponto de exclamação é a ferramenta utilizada para ministrar essa “vacina”. O sinal dá o tom de palavra de ordem ao tema e o caráter de protesto à imagem, além de representar a urgência da implantação de políticas públicas que combatam o ódio e garantam a cidadania dos LGBT. A mão que o segura no topo da imagem é uma analogia à logomarca da APOGLBT (Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo) – entidade que promove as atividades – e, ao fundo, o formato do mapa do Brasil reverbera a gota colorida que cai sob a sua superfície.

Com informações da APOLGBT

| Cineclub LGBT | Sessão Erótica | 30.03 |

[twitter-follow screen_name=’PeagaPenalvez’ show_count=’no’]

Dia 30.03 às 21 horas no Cine Odeon Petrobrás rola o Cineclub LGBT – Sessão Erótica, que trará 5 filmes mais ousados, alguns até um pouco mais explícitos para o grande público. Só não vale confundir com cinemão, ok??? A ideia não é sexo, mas enfatizar o erotismo e prazer em assistir bons filmes com temática mais quente.

Os filmes apresentados serão:

10 Dias (Sem Bater) já exibido no festival do MixBrasil, que mostra a vida de Daniel, um exibicionista da internet que  resolve ficar 10 dias sem se masturbar e mostrar o resultado depois, até que ele se apaixona por Alex, um rapaz virgem.

No Quarto Deles, do diretor Travis Mathews que retrata o dia de homens da cidade grande em busca de prazer fugaz. Esse é o primeiro episódio, passado em São Francisco, do projeto que já foi, também, a Berlim.

 Loja de Discos, duas jovens procuram algo para fazer quando estão juntas na tal loja. E a sessão ainda conta com o impactante e melancólico Rotina Matinal, de Daniel Donato. Uma noite na vida de uma travesti que se prostitui.

Day & Night Shots (Oferta e Procura), filme que mostra rapazes apenas da cintura para baixo durante o dia e a noite. Um filme considerado mais experimental.

Rotina Matinal, conta a vida de uma travesti que se prostitui e pensa que o cliente pode ser alguém diferente. O dia amanhece e ela volta à sua rotina.

|SERVIÇO CineClub LGBT|
|ONDE|
 Cinema Odeon Petrobras | Cinelândia – RJ – Tel: 21.2240.1093
|QUANTO|
R$ 18,00 (inteira) e R$ 9,00 (meia)
|ING. ANTECIPADO| a partir de quinta-feira, 29.03, às 15h
|LISTA AMIGA| Clique AQUI

Exército turco humilha soldados que pedem dispensa por homossexualidade

[twitter-follow screen_name=’Mr_Lan_’ show_count=’no’]

A BBC Brasil divulgou uma matéria relatando que os homossexuais que se assumem aos comandantes do exército sofrem discriminação e são humilhados pelos médicos que certificam a orientação sexual dos soldados turcos.

Entre as “provas” que o exército requisita estão fotos de sexo explícito com o parceiro, em que o futuro soldado esteja com o rosto visível e, detalhe, ele tem que ser o passivo da transa. Fora isso, pode ser pedido que o “suposto gay” vista roupas de mulher para comprovar sua condição. E rolam até perguntas do tipo: “você gosta de Futebol?”. Tem mais, se homem que atesta ser gay tiver barba por fazer dizem que não se parece com um “gay normal”.

Exército turco em ação no sudeste do país. (Foto: Reuters/Stringer).

Os médicos afirmam que sofrem pressão dos comandantes para atestar de alguma forma que o soldado é realmente gay e não está apenas tentando escapar de servir no exército.

O serviço militar é obrigatório na Turquia, como no Brasil,  mas lá, os homens com mais de 20 anos de idade, sem formação, servem exército por 15 meses e quem é formado,  serve por 12 meses.

Além de toda a humilhação que um soldado sofre para provar sua orientação sexual, para os turcos, a homossexualidade é uma doença, e, ao ser diagnosticado com ela, o soldado ganha um “Certificado rosa” de dispensa militar.

No que isso implica? Na hora de procurar emprego, o jovem pode ser investigado pelo futuro chefe, que pode deixar de empregá-lo por conta de sua orientação sexual. Fora que a fotos pedidas como prova ficam em poder do exército, que pode fazer o que bem entender com elas, inclusive mostrá-las à família do jovem dispensado.

A desculpa do exército turco para não aceitar gays  é a de que seria necessário uma readequação para tê-los no batalhão, como construir quartos e banheiros separados.

Eu entendo que seja delicado comprovar que alguém é gay para dispensá-lo do exército. Acho ridículo ter que separar os gays dos outros soldados, caso eles queriam servir ao exército. Em todo caso, seria mais humano e menos drástico tornar o exército opcional.

Leia também:

Facebook

Twitter