facebooklikebutton.co

Costa Rica um paraíso

Costa Rica um dos países mais gay friendly das Américas! Leia Mais >>>

Gaycast #!

DQOGG também em áudio! Leia Mais >>>

 

Meu namorado não me ama

Meu namorado não demonstra interesse por mim, fico com ele ou vazo?

Meu namorado não me ama

Foto: freeimages ~meramente ilustrativa~

“Seria clichê dizer que sou fã e leio sempre o blog… Então, vamos direto ao drama?

Faz um mês que fico sério com um cara de 19 anos, a gente “trocou” o status do Facebook na semana passada. Porém isso fica somente em tese. A verdade é que não sei se ele gosta realmente de mim…

Fatos: 1º Ele faz o tipo de cara que já viveu bastante, e se decepcionou tbm, acho que talvez seja frio por isso.

2º Nunca disse que me ama, Ok! Até ai da pra entender, afinal Um mês é muito pouco, não?

3º O fato de não ligar, não mandar sms e não conversar muito acho que é um ponto a mais (Obs: A não ser quando quer me encontrar).

4º O fato de a cada 1 hora adicionar um cara diferente no Facebook… Poxa é tanta coisa…

Dai fico na dúvida:

Continuo com esse “Status” dou mais uma chance para o cara, ou acabo com tudo de uma vez?

Ele diz que se fechou para o amor, mas pelo menos poderia fingir que se preocupa… Da um Help!???? Preciso da Ajuda de vocês Urgentemente! .. Bjos !”

Rômulo, 15 anos, São Paulo

Romulesca, não sei quem de vocês dois é mais confuso. Vou tirar dois ou um comigo mesmo pra decidir…

Sobres os fatos 1 e 2, não acho que sejam decisivos agora para saber se ele gosta ou não de você, pois, como disse, faz um mês que estão juntos… É pouco tempo.

O fato 3 é realmente meio estranho, eu falo com meu namorado todos os dias, quase o dia todo, tem gente que fala menos, mas não dar sinal de vida em nenhum momento… Estranho.

O fato 4 pode demonstrar que ele não está com a cabeça na relação ou que não vê problemas em adicionar outras pessoas. Pode estar caçando ou não.

O que mais me preocupa nessa história toda é ele ter dito que se fechou para o amor. Quem se fecha para o amor não quer sair muitas vezes com a mesma pessoa e não muda status no Facebook para relacionamento sério junto com o “namorado”. Enfim, a melhor coisa a fazer é sentar e conversar.

A triste realidade é que tem gente que não gosta de ficar sozinha, mas também não quer embarcar em relacionamento sério. Me parece que ele está nesse nível… Achou bacana embarcar nessa, mas não embarcou 100%.

É cômodo ter alguém ali te esperando e te querendo, dá segurança. E tem cara que mesmo com namorado sai caçando por aí… Pra sentir emoção, se sentir o fodão, desejado… Enfim, depois de sentar e conversar sobre essa “falta de interesse” dele, se continuar com esse comportamento por mais um mês, caia fora. Ele não quer ficar contigo realmente. E você NÃO É OBRIGADA E NÃO ESTÁ DISPOSTA a ser capacho, não é mesmo? 😉

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Como conquistar um ‘passivo de 40 anos’?

Anônimo ativo quer conquistar um ‘passivo de 40 anos’

passivo 40 anos

“Olá, queridões! Sou ativo (porém feminista e não faço questão de querer transpirar virilidade) isso não faz de mim menos gay… Mas sou bem plantado, nada forçado, me passo por hétero… Estou ficando com um cara que é passivo, 40 anos e MUITO LINDO! Tenho 21, saímos duas vezes e foi muito bom nosso sexo, mas quero lance sério…

Dicas para me dar? Queria saber como faço para conquista-lo…

Anônimo”

Olar, anônimo, não sei o que te responder. Parei no primeiro parágrafo do seu texto e fiquei tentando entender ‘What the fuck?’.

Você é ativasso, mas feminista, não faz questão de transparecer virilidade porque acha que isso não influi na sua masculinidade, tudo certo até aqui. Mas o fato de se passar por hétero é que pegou… Foi só uma informação do tipo, me passaria por HT se quisesse ou é tipo motivo de orgulho infinito para ti?

Enfim, vou me atentar ao que mais interessa no momento, como conquistar um ‘passivo de 40 anos’ em 5 atos:

  1. Não o trate como um passivo de 40 anos.
  2. Não o trate como um passivo de 40 anos e o chame para sair novamente, mas para jantar, um cinema, teatro ou bar. Enfim, para atividades que envolvam outras coisas que não sexo.
  3. Não o trate como um passivo de 40 anos e se ele aceitar sair contigo, será um forte indício de que ele busca algo mais que sexo. Aproveite. Veja se descobre mais afinidades entre vocês e use isso para conquistá-lo.
  4. Não o trate como um passivo de 40 anos e, caso ele dê brecha, demonstre carinho. Dê atenção. Mande mensagem para saber se está tudo bem. Resumindo, demonstre que se importa com ele, caso realmente se importe com ele.
  5. Não o trate como um passivo de 40 anos e quem sabe vocês transarão muitas vezes juntos, mesmo que não role nada sério entre vocês. E, independente de qualquer coisa, o trate com respeito e tenha consideração. Em suma, não faça nada que não gostaria que fizessem contigo.

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Gaycast #9 – Minha mãe curte mulher!

Gaycast – Dia das Mães

gaycastComo será que você reagiria se a sua mãe começasse a ficar com outra mulher? Será que a maioria dos filhos apoiaria ou simplesmente ficaria surpreso, como é o caso de nosso leitor que enviou a pergunta para nosso podcast?

E você o que faria?

Ouça nosso Gaycast:

O Franco Atirador

O Franco Atirador

o franco atirador

Hoje estreou um dos principais blockbusters dessa estação, o filme O Franco Atirador [The Gunman], que tem como ator principal o maravilhoso Sean Penn, no elenco ainda contamos com os charmosos Javier Barden e Idris Elba.

Para quem não lembra Sean Penn fez o filme Milk, que conta a história de Harvey Milk, um grande ativista dos direitos gays da cidade de San Francisco.

A história de O Franco Atirador conta a vida de Martin Terrier [Sean Penn] que pretende se aposentar de seu trabalho como matador de aluguel e passar o resto de sua vida ao lado de sua amada, porém ele descobre que foi traído por pessoas de sua grande confiança, por isso arruma as malas e vai para a Europa acertas as contas com cada um que tentou passá-lo para trás.

Seguindo a linha do filme O Franco Atirador a Paris Filmes, juntamente com a agência Sneezy convidou diversos blogueiros e vlogueiros para uma noite no melhor estilo filme de ação: nos tornou Franco Atiradores em uma arena de paintball! Sim galera! Uniforme militar e muita, mas muita munição de tinta.

o franco atirador

o franco atiradorDivididos em 2 times, #TimeMistoQuente e #TimeMandaNudes devidamente caracterizados com uniforme camuflado e todos os equipamentos de segurança nos degladiamos em uma arena repleta de carros destruídos e casas em ruínas a noite.

Se sensação é de jogar Counter Striker mas com o problema de que essas bolinhas de tintas doem pra caramba! Tomei apenas três tiros, um em cada mão e uma no braço. Sério que esse do braço deixou até marca!

Como não sou bobo nem nada, fiquei bem escondido em uma das ruínas das casas apenas esperando alguém passar para tentar salvar o refém e atirar.

É muita adrenalina correndo pelas veias! Você não pensa em nada, se arrasta no chão, pula os muros, se joga para não levar tiros… e tudo isso vale a pena! Até porque os tiros doem mesmo!

Quer acompanhar um pouco do que aconteceu comigo nessa grande ação do filme O Franco Atirador? Só dar o play!

Imagem de Amostra do You Tube

Trailer O Franco Atirador:

Imagem de Amostra do You Tube

| Serviço| O Franco Atirador | The Gunman
Estreia: 7 de maio nos principais cinemas do país
Duração: 116 minutos
Classificação: 16 anos
Gênero: Ação

Leia também:

Como ter amigos gays?

Ex-seminarista se assume gay e pergunta como ter ‘amigos gays’, pois está em busca de alguns

Melhor amigo

“Olá!!

Sou gay, porém não assumido. Vivi muito tempo num seminário e hoje não mais…. Porém não tenho amigos (somente do trabalho, porém não são colegas que não passa além do trabalho mesmo) e daí faço minha pergunta:

Como faço para ter amigos gays?

Vou a balada de vez em quando…. Também entro em chats gays, tenho Face (fake) e não tenho amigos… Sinto-me sozinho, sem amigos para conversar, sair, etc…

Existe algum lugar em São Paulo que não seja balada, mas algo diferente… Uma comunidade, algum grupo de autoajuda, qualquer coisa para ajudar pessoas que esteja dentro deste perfil?!

Ficaria muito agradecido se pudessem me ajudar neste sentido.

Meu nome é Moisés; 36 anos; São Paulo/SP

Obrigado! Abraços”

Olar, Moisés! Seu nome é fake também ou foi homenagem ao Moisés da Bíblia?

Enfim, se o nome for real, tenho certeza de que, ao encontrar amigos leais, você abrirá o Mar Vermelho para atravessá-los em segurança! Há!

Vamos ao que interessa! Infelizmente, não existe um grupo de ajuda para ex-seminaristas que se assumiram gays e estão em busca de amigos…

Então, como conseguir amigos gays? Que eu saiba, também não existe um lugar com esse propósito específico, muito menos uma receita milagrosa. Talvez seja mais interessante você se concentrar em fazer amigos fora do ambiente de trabalho.

Comece por áreas do seu interesse. Gosta de praticar esporte? Ir ao museu? Dançar? Vá a lugares que te possibilitem realizar essas atividades. Continue indo a baladas e bares gays, sim. Se gostar muito dos lugares, encontre blogs, grupos ou comunidades no Facebook sobre eles, e em outras redes sociais, e comece a colocar sua opinião. Conversar com as pessoas no ambiente digital pode ser menos intimidador. E um amigo virtual pode se tornar um amigo na vida real. Enfim, dali podem surgir pessoas que tenham as mesma opiniões que você e pode rolar amizade.

Se quiser restringir suas amizades a um círculo homossexual, afunile o foco das atividades/comunidades.

Talvez existam grupos de ciclistas gays, de jogadores de xadrez gays, etc… Busque no Google de acordo com seus interesses!

Importante lembrar que uma amizade verdadeira não nasce da noite para o dia. É preciso empenho, respeito e consideração.

Boa sorte pra ti!

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Passivo quer ser ativo!

Passivo quer se tornar ativo

passivo urso ativo

Boa noite, me chamo Juliano e sempre fui passivo, mas o momento pede que sejamos flexíveis mas tenho medo de tentar bancar o ativo e não me sair bem, pois tenho pênis pequeno.

O fato de eu ser mais gordinho interfere em algo, pois eu sei que pra arrumar alguém que goste de gordinho é difícil.

Gostaria de saber se tem alguma dica para me ajudar ?

Agradeço desde já! Amo suas postagens e sua página, muito criativa e me tira muitas dúvidas!

Juliano, 21 anos, Jundiaí/SP

Juliano,

A vida não se divide apenas entre passivos e ativos, os flexíveis, versáteis tem, digamos, um público muito maior já que não tem problemas em desempenhar ambos os papéis na hora do sexo.

Ser ativo não é um bicho de 7 cabeças como muitos pensam, é algo simples, natural, até mesmo para quem sempre fez apenas passivo nas relações sexuais e o fato de ter pênis pequeno não muda em nada isso. O único fato que talvez mudaria alguma coisa é se você tiver um micropênis, que é de 10 cm ou menos.

Para ser ativo a única dica mais fácil que tenho para te dar é desencanar do tamanho do seu pênis, esquecer se é pequeno, médio, gigante ou monstruoso… Na hora do sexo anal não existe tanto essa coisa de passivo, ativo e qualquer outra coisa, as pessoas podem desempenhar ambos os papéis, por mais que gostem de fazer isso ou aquilo.

‘Não importa o tamanho da varinha mas a mágica que ela produz’

Quanto ao fato de curtir ser passivo, querer ser ativo e ser gordinho há inúmeras considerações, mas focarei nas principais:

1 – Pelo excesso de gordura na região abdominal ela encobre um pouco do pênis, dando a impressão dele ser menor do que realmente é. A diminuição de gordura nessa região descobre mais a base do pênis e dá a impressão dele ser maior.

2 – Há muitas, mas muitas pessoas mesmo que curtem caras gordinhos, não pense que os ursos tem esse apelido apenas por serem peludos, mas sim porque uma parte deles está acima do peso sim, e chamam atenção de muitos caras também, sejam eles outros ursos, magros, bombados e etc!

Inclusive há diversos sites e até um app, o GROWLR.

WoofBrasil || BEA.RS ||

3 – Você é de Jundiaí, então pegue entre no site da Ursound, uma festa dedicada apenas aos ursos, e veja os dias que tem festa por aqui. Pegue o trem e venha para São Paulo ver que não está sozinho e ganhará muitas cantadas! Aposto! Eu mesmo já fui na festa e adorei o ambiente, o som, as pessoas… diversão na certa.

4 – Última e mais importante dica, dada pela Mama Ru Paul: ‘Se você não ama a si mesmo, como poderá amar outra pessoa?’

Espero ter ajudado! E não encane que sempre foi passivo e não tem tanta experiência assim em ser ativo. Vai! Se joga e goze litros!

Leia também:

Socorro! Como faz para ser ativo?

Como um passivo convicto faz para ser o ativo da relação:

} Imagem meramente ilustrativa {

“Lí essa matéria. Pensei que fosse me ajudar, mas cara não é tão fácil assim ser ativo!

Vou te contar meu caso, sempre preferi ser e fui passivo, desde os 11 anos de idade, pois é molequinho precoce, já sabia o que queria, mas com o tempo os comportamentos vão mudando, não o meu, com o tempo vc aprende que gosta mesmo é da rola e do corpo todo de um macho.

Mas caí no conto da ativa (passivas malucas) que querendo meu corpo de qualquer forma e sabendo da minha opção se passaram por ativo e advinha, eu que não tinha nada com o peixe peguei gosto pela coisa.

Pior de tudo é o fabinho é muito bonitinho, grande, cabeçudo e brincalhão, e todos querem ele, sem contar a situação constrangedora de muitas vezes o amiguinho do boy ser menor que ele, ai o cara perde o rumo.

Amo fazer tudo com um homem na cama, chupar, ser chupado, lamber, cunete, tudo, tudo, menos ser ativo.

O problema consiste justamente nesta parte da dica que deram na matéria “Depois é bombar conforme der mais prazer para você e para o cara”, cara isso não funciona para mim, eu não consigo trepar em cima do cara e bombar para valer, em qualquer posição, não ai, não dá certo, e eu sei que é algo que eu gosto.

E sempre tive uma vantagem muito da boa, geralmente todos que eu peguei eram apertadinhos, ou seja, um tesão gigante, vontade enorme de socar tudo e com tudo até urrar de gozar, mas…….

Fábio”.

Eita, MOLIER! Fiquei confuso. Vamas recapitular…

  1. Você é passivo, passivésimo, passivérrimo, muito passivo mesmo e não consegue sair disso.
  2. As gays da sua cidade, sabendo disso, se fingem de ativos para te levar para a cama, mas, ao verem sua piroca – apelidada de “Fabinho” por você – ficam insanas e querem te dar.
  3. Daí você as come, mesmo alegando não conseguir ser ativo!
  4. E só pega cu apertado, mesmo alegando não conseguir ser ativo!
  5. E afirma gostar de ser ativo, mesmo alegando não conseguir ser ativo!
  6. Daí leu nossa matéria sobre ‘Como ser ativo?’ e nos enviou um e-mail porque ela não te ajudou a ser ativo. Mesmo tendo passado pelos passos 3, 4 e 5 desse DRAMA de como ser ativo.

É isso? Pois, MOLIER, você é ativo. ACEITA QUE DÓI MENOS! No mínimo é versátil. Até aí, tudo bem. Suas preferências sexuais são suas. Ninguém tem nada a ver com isso.

Mesmo assim, precisa saber como faz para ser ativo? É muito simples. Pensa no alvo de tiro ao alvo. Pronto. O objetivo é você enfiar o Fabinho no alvo, que no caso será o ânus de uma gay que queira ser penetrada por ele, que é “bonitinho, grande, cabeçudo e brincalhão”, segundo afirmação sua.

Vale lembrar que ninguém está te obrigando a ser ativo. Você pode dizer não a quem quer te dar. E isso da dificuldade em ser ativo está na sua cabeça, a do Fábio, não do Fabinho.

Quer continuar sendo ativo? Faça da forma que te deixa mais à vontade. O cara cavalgando. De frango assado. De ladinho. Enfim, vale experimentar as posições e repetir sempre a que te satisfizer mais. Não faça disso uma tempestade em uma represa (se bem que estamos precisando de água).

E use camisinha!

Beijas, L^^e!))).

Leia também:

Gaycast #8 – Namoro a Distância

Gaycast #8 – Namoro a distância

gaycast 8

Mais um Gaycast está no ar e dessa vez falaremos sobre Namoro a Distância!

Será que funciona um namoro onde o casal não mora na mesma vida? Pois essa é a dúvida do leitor chamado Manoel, que está com problemas com seu namorado que não aguenta mais a distância.

Gostou do nosso podcast? Curta e compartilhe com os amigos!

Ouça nosso Gaycast:

O que falar durante o sexo?

Como falar durante o sexo coisas sensuais, sem ser vulgar?

falar durante o sexo

“Tenho quase 20 anos e perdi a virgindade aos 18, desde então fiz sexo com poucos caras, até hoje foram 6, pois sou muito tímido e não sou assumido, o que dificulta um pouco as coisas pq tenho medo de ser visto e tal. Acontece que quando começo a teclar com algum carinha pela internet o papo desenrola numa boa, em um encontro eu também não tenho grandes problemas em desenrolar uma conversa.

Acontece que com um desses caras, por exemplo, eu fiquei por 4 meses e na hora do sexo às vezes ele falava umas putarias e eu ficava muito sem graça, eu nunca sabia o que falar/responder e dava só uma risadinha sem graça. Um exemplo: estávamos transando e o cara solta umas assim: “o que vc quer fazer comigo?” ou “isso, fode meu cuzinho” e outras coisas do tipo. O que acontece é que eu nao consigo responder a essas coisas. Tenho um misto de vergonha e medo de falar alguma coisa que meu parceiro não goste. Eu até tenho andado vendo uns videos porns brasileiros para ver como os caras falam uns com os outros mas eu acho meio escroto.

Minhas pergunta é:

Como ser um cara mais descolado na hora do sexo? Eu quero ser capaz de falar mais putarias, pq às vezes é bom, aumenta o tesão. Mas também não quero parecer muito vulgar. Eu tenho medo de passar a idéia de que tô a fim só de sexo, quando em muitas vezes eu gosto mesmo é do cara como um todo, da companhia, não só do sexo. Como melhorar isso?

Me ajudem! Abraços”.

Guilherme, 19 anos, Belo Horizonte.

Então, Guilherme, para poder te ajudar, preciso ver você transando com alguém bem lindo and gostoso! Daí vou avaliar seu desempenho, mais os atributos dos dois, e depois te respondo, ta?

Só que não! Seguinte, Moliere, sinto que você é do tipo que analisa até um peido antes dele sair e você sentir o cheiro. APENAS PARE, BICHA!

Essa coisa de falar durante o sexo não é via de regra. Eu não falo, sou quietinho, e nem sinto falta de alguém falando muito durante a hora H. Acho forçado.

E sim, você tem razão em não falar as mesmas coisas que vê sendo ditas nos porn da vida… Tem muita coisa brochante. Aliás, uma vez, estava transando com um ser e ele não parava de falar. Me irritou de uma tal maneira que saí fora, inventei que tinha que buscar minha mãe na rodoviária e adeus. Nunca mais vi.

Mas, se é algo que você quer experimentar, se deixe levar pelo momento. A pegada está boa, o beijo, o roça roça? Então verbalize isso. Mandar um “que gostoso”, “gosto assim”, “faz assim” já é um primeiro passo e não te faz baixar o nível.

Resumindo, fale o que sente. Não o que acha que o cara quer ouvir!

Pare de analisar e pensar tanto, queridão. Na hora de meter é para meter. Não fique ruminando sobre o que o cara vai pensar depois do sexo caso você dê um tapa na nádega direita dele etc… Claro, respeite os limites dele, mas não pense demais nem tente resolver o Teorema de Pitágoras durante o sexo, você pode acabar brochando.

Se o rolo for para frente e você perceber que, enquanto estavam transando, disse ou fez algo que desagradou o boy, sente e converse com ele DEPOIS, e se policie para não fazer novamente. Se o sexo for casual, relaxe e goze.

Quer uma regra geral? Se o cara gosta de falar, ele gosta de ouvir. Algo que o cara disse na hora da transa você se vê falando ou te deu prazer em ouvir? Se sim, então diga isso em voz alta, para ele, na hora da transa.

Beijas, L^^e!!!))).

Leia também:

Gaycast #7 – Revenge Sex

Gaycast #7 – Vingança!

gaycast podcast

O Gaycast dessa semana traz um tema bem delicado e atual, Revenge Sex, ou aquela vingança que muitos fazem de expor na internet seus ex namorados com vídeos de sexo. Sim, isso acontece muito!

Ouça nosso podcast:

Música do tema de hoje: Banda Uó – Skake de Amor

Facebook

Twitter